Logo Mais Retorno
Economia

Rússia diz que mais países europeus podem sofrer corte de gás

De acordo com porta-voz do Kremlim decisão é consequência de iniciativas do Ocidente de congelar ativos cambiais russos

Data de publicação:27/04/2022 às 12:17 -
Atualizado 24 dias atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse nesta quarta-feira (27) que a Rússia poderá cortar o fornecimento de gás natural para outros clientes europeus, além de Polônia e Bulgária, caso eles também se recusem a pagar pelo produto em rublos.

Peskov argumentou que a decisão de Moscou de exigir pagamento em rublos é consequência de iniciativas do Ocidente de congelar ativos cambiais da Rússia. Segundo o porta-voz, os ativos foram efetivamente "roubados" por países ocidentais, numa "inédita ação não amigável".

Rússia
Rússia ameaça cortar o fornecimento de gás natural para outros países caso se recusem a pagar pela commodity na moeda russa - Foto: Envato

O porta-voz disse que a recusa de alguns países de mudar os contratos de gás para rublos reflete um desejo do Ocidente de "punir a Rússia a qualquer custo, em detrimento de seus próprios consumidores, contribuintes e produtores".

Peskov também rejeitou a descrição da União Europeia de que o corte de gás a Polônia e Bulgária foi uma "chantagem". "A Rússia continua sendo um fornecedor confiável de recursos de energia" e cumpriu suas obrigações contratuais, afirmou o porta-voz.

'Instrumento de chantagem'

Um pouco antes, a presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, havia acusado a Rússia de usar o gás como "instrumento de chantagem", após a estatal russa Gazprom anunciar a paralisação do fornecimento a Polônia e Bulgária.

Em comunicado, a líder do órgão executivo da União Europeia (UE) chamou a decisão de "inaceitável e injustificável". "E mostra mais uma vez a falta de confiabilidade da Rússia como fornecedora de gás", afirmou.

Von der Leyen garantiu que o bloco está preparado para o cenário de interrupção da oferta e busca alternativas para mitigar os efeitos da medida russa.

Segundo ela, a UE está em contato com parceiros internacionais e coordena uma resposta comum europeia. "Continuarei trabalhando com líderes europeus e mundiais para garantir a segurança do abastecimento de energia na Europa", disse a presidente da Comissão Europeia.

Polônia e Bulgária também acusaram Moscou de usar gás natural para chantageá-los depois que a Gazprom confirmou que cortaria o fornecimento aos dois países. / com Agência Estado

Leia mais

IPCA-15 salta 1,73% em abril e soma 12,03% em 12 meses, diz IBGE (maisretorno.com)
IPCA-15 ficou em 12,03% e só 3 fundos renda fixa conseguiram superá-lo (maisretorno.com)
Bolsa avança seguindo exterior e puxada pela Vale: dólar sobe (maisretorno.com)
Bolsa despenca 11% e dólar sobe 5,27% em abril; até onde vão? (maisretorno.com)
Elon Musk o maior bilionário do mundo: conheça sua história (maisretorno.com)
Tesla perdeu US$ 275 bi após Musk iniciar a compra do Twitter (maisretorno.com)
BBB 22 teria prêmio de mais de R$ 3 milhões se o valor fosse corrigido (maisretorno.com)
Twitter como big tech volta a ser uma empresa privada com Elon Musk (maisretorno.com)
BBB 22 e as finanças: o que vale mais, longo prazo ou dinheiro rápido? (maisretorno.com)

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!