Logo Mais Retorno

Siga nossas redes

  • Instagram Mais Retorno
  • Youtube Mais Retorno
  • Twitter Mais Retorno
  • Facebook Mais Retorno
  • Tiktok Mais Retorno
  • Linkedin Mais Retorno
Petrobras pode trazer bons proventos para o bolso do investidor em 2022, aponta o BofA
Empresa

Produção de petróleo e gás natural da Petrobras cai 5% no terceiro trimestre; importação de gasolina e diesel dispara

No início deste mês, a petrolífera avisou que não vai fornecer uma parcela dos pedidos de gasolina e diesel para novembro

Data de publicação:21/10/2021 às 09:06 -
Atualizado 3 anos atrás
Compartilhe:

A produção comercial de petróleo e gás natural da Petrobras fechou em 2,5 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/d) no terceiro trimestre deste ano, decréscimo de 5% em comparação a igual período do ano passado.

 Ao todo (incluindo a parcela que não é comercializada), a produção foi de 2,83 milhões de boe/d. Os dados fazem parte da prévia operacional da petroleira divulgada na noite do dia anterior pela empresa.

Foto: Arquivo
Petrobras

Apenas no Brasil, a Petrobras extraiu 2,79 milhões de boe/d de petróleo e gás, uma retração de 3,9% em relação ao terceiro trimestre do ano passado. A produção brasileira de petróleo foi de 2,269 milhões de barris por dia (bpd), o que representou uma queda de 4% ante o terceiro trimestre de 2020.

A produção interna de gás natural foi de 520 mil boe/d (queda de 3,7%). No pré-sal, foram extraídos 1,67 milhão de bpd.

Em seu relatório trimestral, a Petrobras informou ainda a fabricação de 1,93 milhão de bpd de derivados. O fator de utilização da capacidade das refinarias ficou em 85%.

Importação de gasolina e diesel em alta

A importação da Petrobras de gasolina e óleo diesel estourou no período, segundo o documento. A da gasolina disparou 950% em relação a igual período do ano passado, e a do diesel, 548,1%. A explicação está no crescimento do mercado doméstico, diz a Petrobras.

O crescimento das importações está no centro do embate da Petrobras com distribuidoras. No início deste mês, a petrolífera estatal avisou às suas clientes que não vai fornecer uma parcela dos pedidos para novembro.

Para fazer frente à toda demanda nos postos, as distribuidoras vão ter que importar por conta própria. Algumas delas não gostaram da notícia e foram reclamar à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Esse aumento de importação aconteceu ao mesmo tempo em que a Petrobras ampliou a produção nas suas refinarias. O fator de utilização da capacidade, no terceiro trimestre ficou em 85%, mesmo porcentual de igual período de 2020 e 10 pontos porcentuais acima do trimestre anterior.

Em outubro, o fator de utilização já chegou em 90%. Com esse crescimento expressivo da importação de gasolina e diesel, a exportação líquida da empresa caiu 49,7% na comparação com o terceiro trimestre de 2020. As exportações totais foram de 813 mil barris por dia (queda de 17,3%) e as importações, de 415 mil bpd (alta de 116%).

A maior parcela importada foi de diesel (175 mil bpd) e a exportada foi de petróleo (604 mil bpd). / com Agência Estado

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

® Mais Retorno. Todos os direitos reservados.

O portal maisretorno.com (o "Portal") é de propriedade da MR Educação & Tecnologia Ltda. (CNPJ/MF nº 28.373.825/0001-70) ("Mais Retorno"). As informações disponibilizadas na ferramenta de fundos da Mais Retorno não configuram um relatório de análise ou qualquer tipo de recomendação e foram obtidas a partir de fontes públicas como a CVM. Rentabilidade passada não representa garantia de resultados futuros e apesar do cuidado na coleta e manuseio das informações, elas não foram conferidas individualmente. As informações são enviadas pelos próprios gestores aos órgãos reguladores e podem haver divergências pontuais e atraso em determinadas atualizações. Alguns cálculos e bases de dados podem não ser perfeitamente aplicáveis a cenários reais, seja por simplificações, arredondamentos ou aproximações, seja por não aplicação de todas as variáveis envolvidas no investimento real como todos os custos, timming e disponibilidade do investimento em diferentes janelas temporais. A Mais Retorno, seus sócios, administradores, representantes legais e funcionários não garantem sua exatidão, atualização, precisão, adequação, integridade ou veracidade, tampouco se responsabilizam pela publicação acidental de dados incorretos.
É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos, ilustrações ou qualquer outro conteúdo deste site por qualquer meio sem a prévia autorização de seu autor/criador ou do administrador, conforme LEI Nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
® Mais Retorno / Todos os direitos reservados