Logo Mais Retorno
Big Brother Brasil BBB 22
Finanças Pessoais

Lições de prêmios do BBB 22 também valem para finanças: longo prazo ou correr riscos para ganhar dinheiro rápido?

Segundo especialista, o retorno no longo prazo tende a ser o mais indicado

Data de publicação:27/04/2022 às 10:30 -
Atualizado um ano atrás
Compartilhe:

Com o término do Big Brother Brasil 2022, maior reality show da televisão brasileira tanto em termos de audiência quando em faturamento, o que chama atenção foi o total de prêmios ditribuídos nesses quatro meses, especialmente do vencedor, Arthur Aguiar, de R$ 1,5 milhão. Considerando a inflação acumulada desde o início do programa , de 238765%, o valor desse prêmio deveria estar mais que o dobro, em R$ 3,042 milhões para o vencedor do BBB 22.

No entanto, o curioso é que o retorno não fica limitado as valores financeiro. Basta notar que os participantes das edições recentes tiveram como foco muito mais a carreira como influenciadores digitais que eles podem construir após o programa do que o próprio prêmio. Transpondo o conceito para o mundo das finanças pessoais, caímos em um dos pensamentos mais comuns entre grandes investidores: os investimentos de longo prazo tendem a ser mais vantajosos.

Tadeu Schmidt, apresentador do BBB 22
Tadeu Schmidt, jornalista e novo apresentador do BBB | Foto: João Cotta / Reprodução Globo

O que dá mais dinheiro no BBB?

Alguns dos nomes brasileiros mais populares da internet atualmente, como a cantora Anitta e o influenciador Felipe Neto, estão entre as milhares de pessoas que passaram os últimos dias comentando nas redes sociais sobre o maior empenho dos participantes do BBB 22 em manter uma imagem positiva a fim de tentar alavancar uma carreira nos meios digitais do que, de fato, jogar para ganhar o R$ 1,5 milhão.

"Enquanto prêmio do BBB for R$ 1,5 milhão, ninguém mais vai dar a vida no programa pelo prêmio. Vale muito mais a pena sair com admiração do público, ganhar muitos seguidores e fechar R$ 10 ou R$ 15 milhões em campanhas. Ninguém vai arriscar nada mais por R$ 1,5 milhão. Óbvio que R$ 1,5 milhão muda a vida de 99,9% das pessoas, o ponto é que essas pessoas (participantes) já entenderam que vale muito mais a pena sair admirado, porque vai conseguir isso com campanhas".

Felipe Neto no Twitter

O influenciador menciona ainda, em sua série de tweets, que a participante que foi a primeira eliminada da edição passada do reality, Kerline, apesar de apenas uma semana no BBB, já conseguiu "fazer R$ 1,5 milhão com campanhas". Outros participantes que foram "com sede ao pote" no prêmio, entretanto, acabaram por perder mais do que ganhar qualquer coisa.

José Tiago Sabino Pereira, rapper brasileiro bastante conhecido pelo seu nome artístico Projota, foi um desses participantes que mais perdeu do que ganhou. Com suas estratégias de jogo e diversas polêmicas ao longo da participação no programa, o artista comentou, em entrevista ao Jornal O Globo, que perdeu "fãs, contratos e prestígio, perdi boa parte do alicerce que levei 20 anos para construir".

Estratégia de longo prazo

Assim como pensar mais adiante quando se tem a oportunidade de participar de um programa que gera muita visibilidade e, consequentemente, dinheiro, para os especialistas, na hora de investir também é assim que o comportamento deve ser guiado, pensando no longo prazo, principalmente quando o investidor começa a alocar os seus recursos ainda na juventude.

De acordo com Marcos Crivelaro, professor de Economia e Finanças do Centro Universitário FIAP, focar na construção de uma carteira diversificada com o propósito de mantê-la pelo longo prazo, é uma solução mais interessante do que alocar todas as "moedas" em um único negócio, por mais promissor que ele pareça.

Os investimentos podem oferecer retornos maiores com o passar do tempo

Investir em um único ativo, com a intenção de obter um retorno alto em pouco tempo - como é o caso dos participantes que jogam para alcançar o prêmio do BBB - implica em um risco bastante alto para o investidor: "perder tudo rapidamente e não conseguir obter novamente o mesmo montante de dinheiro". Afinal, não são todos os participantes que levam o prêmio e, no mercado financeiro, a sorte também não acompanha todo mundo.

Dessa forma, o professor pontua que o "investimento de longo prazo pensado de maneira estruturada é a melhor solução". Com uma carteira diversificada, que sofre com algumas alterações ao longo do tempo afim de proteger o patrimônio e alavancar os resultados, mantida desde a juventude, ele explica que o valor monetário angariado durante os anos será "multiplicado várias vezes, permitindo um padrão de vida mais elevado" com o passar do tempo.

Para Crivelaro, a divisão do patrimônio na carteira de investimentos deve destinar a maior parte do dinheiro, cerca de 70%, para ativos com pouco risco, como os títulos de renda fixa que oferecem uma rentabilidade que acompanha a variação da inflação, por exemplo. Os outros 30% devem ser destinados para aqueles investimentos com risco maior, mas maior chance de trazer boas rentabilidades, como as próprias ações.

Quanto os ganhadores do BBB teriam hoje se tivessem investido o dinheiro do prêmio?

Para exemplificar a importância do investimento no longo prazo, tanto para proteger o patrimônio da inflação quanto para multiplicá-lo, a Mais Retorno, em parceria com a Economatica, calculou quanto cada vencedor do Big Brother Brasil, em suas 22 edições, teria de dinheiro atualmente caso tivesse feito um único investimento, assim que recebeu o valor do prêmio, aplicando-o em um título conservador de renda fixa que acompanha a variação do Índice de Preços ao Consumidor (IPCA).

Especialistas explicam que, quanto mais diversificada for a carteira - ou seja, quanto mais parcelas de dinheiro alocado em diferentes ativos - maior a tendência de que a rentabilidade dos investimentos seja mais expressiva.

VencedorAnoValor do prêmioQuanto esse dinheiro teria rendido?
Kléber Bambam2002R$ 500 milR$ 1.688.250
Rodrigo Leonel2002R$ 500 milR$ 1.688.250
Dhomini Ferreira2003R$ 500 milR$ 1.500.250
Cida dos Santos2004R$ 500 milR$ 1.372.600
Jean Wyllys2005R$ 1 milhãoR$ 2.551.300
Mara Viana2006R$ 1 milhãoR$ 2.413.900
Diego Alemão2007R$ 1 milhãoR$ 2.340.400
Rafinha Ribeiro2008R$ 1 milhãoR$ 2.240.500
Max Porto2009R$ 1 milhãoR$ 2.115.600
Marcelo Dourado2010R$ 1,5 milhãoR$ 3.042.150
Maria Melilo2011R$ 1,5 milhãoR$ 2.872.500
Fael Cordeiro2012R$ 1,5 milhãoR$ 2.697.000
Fernanda Keulla2013R$ 1,5 milhãoR$ 2.548.350
Vanessa Mesquita2014R$ 1,5 milhãoR$ 2.406.000
Cézar Lima2015R$ 1,5 milhãoR$ 2.261.250
Munik Nunes2016R$ 1,5 milhãoR$ 2.043.150
Emily Araújo2017R$ 1,5 milhãoR$ 1.922.250
Gleici Damasceno2018R$ 1,5 milhãoR$ 1.867.200
Paula Von Sperling2019R$ 1,5 milhãoR$ 1.799.850
Thelma Assis2020R$ 1,5 milhãoR$ 1.725.450
Juliette Freire2021R$ 1,5 milhãoR$ 1.650.900
Fonte: Mais Retorno e Economatica

Aprenda a investir e proteger o seu dinheiro contra a inflação

Ainda que você não seja o felizardo que vai ganhar R$ 1,5 milhão com o prêmio do BBB 22, é possível investir o seu dinheiro em busca de proteção contra a inflação com aportes iniciais menos expressivos. Confira seleção de textos da Mais Retorno para te ajudar a conhecer melhor as diversas opções de investimentos.

Sobre o autor
Bruna Miato
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

® Mais Retorno. Todos os direitos reservados.

O portal maisretorno.com (o "Portal") é de propriedade da MR Educação & Tecnologia Ltda. (CNPJ/MF nº 28.373.825/0001-70) ("Mais Retorno"). As informações disponibilizadas na ferramenta de fundos da Mais Retorno não configuram um relatório de análise ou qualquer tipo de recomendação e foram obtidas a partir de fontes públicas como a CVM. Rentabilidade passada não representa garantia de resultados futuros e apesar do cuidado na coleta e manuseio das informações, elas não foram conferidas individualmente. As informações são enviadas pelos próprios gestores aos órgãos reguladores e podem haver divergências pontuais e atraso em determinadas atualizações. Alguns cálculos e bases de dados podem não ser perfeitamente aplicáveis a cenários reais, seja por simplificações, arredondamentos ou aproximações, seja por não aplicação de todas as variáveis envolvidas no investimento real como todos os custos, timming e disponibilidade do investimento em diferentes janelas temporais. A Mais Retorno, seus sócios, administradores, representantes legais e funcionários não garantem sua exatidão, atualização, precisão, adequação, integridade ou veracidade, tampouco se responsabilizam pela publicação acidental de dados incorretos.
É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos, ilustrações ou qualquer outro conteúdo deste site por qualquer meio sem a prévia autorização de seu autor/criador ou do administrador, conforme LEI Nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
® Mais Retorno / Todos os direitos reservados