Logo Mais Retorno
Personalidades

Elon Musk o maior bilionário do mundo: conheça sua história

Controverso. Excêntrico. Polêmico. Vaidoso. Bilionário. Qualquer um desses adjetivos pode ser atribuídos com alguma facilidade para Elon Reeve Musk, empresário muito conhecido por negócios inovadores como…

Data de publicação:27/04/2022 às 10:03 -
Atualizado 20 dias atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Controverso. Excêntrico. Polêmico. Vaidoso. Bilionário. Qualquer um desses adjetivos pode ser atribuídos com alguma facilidade para Elon Reeve Musk, empresário muito conhecido por negócios inovadores como a Tesla e a SpaceX.

No entanto, além de uma figura midiática, Musk representa um personagem importante no ambiente financeiro. Não apenas pelos seus negócios, que agora também possui o Twitter no portfólio após a compra por 44 bilhões de dólares, mas também pela sua capacidade de influenciar outros mercados — caso do Bitcoin, por exemplo.

elon musk

Elon Musk coleciona empreendimentos na área de tecnologia - Foto: Flickr

Quem é Elon Musk?

Elon Musk é um empresário sul-africano. Ele nasceu na cidade de Pretória, em 1971, mas também obteve cidadania de outros países — como Canadá e Estados Unidos.

O seu nome é muito conhecido pelo perfil empreendedor. Musk, afinal, é fundador e CEO de duas das companhias com maior notoriedade nos dias atuais: a Tesla e a SpaceX, com grande apelo tecnológico em ambas as instituições.

Em abril de 2022, Musk também realizou a compra do Twitter, uma das importantes redes sociais da atualidade. E isso é apenas um resumo recente de uma história que começou bem antes. Vamos entender um pouco mais sobre como o bilionário atingiu sua fortuna que, em 2021, estava estimada em 151 bilhões de dólares.

A história de Elon Musk

Musk é filho de Errol Musk, um engenheiro sul-africano, e Maye Musk, uma modelo canadense. A sua infância não foi das mais fáceis. Não por questões financeiras, pois a sua família era de classe rica, mas sim em função do comportamento agressivo do seu pai.

Aos dez anos de idade, com os pais já separados, optou por morar com seu Errol, pois entendia que o pai estava muito sozinho. Esse episódio, apesar de contribuir com o seu conhecimento técnico, foi considerado um erro pelo próprio empresário tempos depois, considerando o relacionamento ruim com seu pai.

Aos 18 anos, Elon Musk mudou-se para o Canadá para estudar Física pela Queen's University. Foi a porta de entrada na América, pois a sua mãe tinha nacionalidade canadense. Dois anos depois, Musk conseguiu uma transferência para a Universidade da Pensilvânia, onde formou-se em Economia e Física.

As empresas de Elon Musk

O grande destaque de Musk, entretanto, nunca foi no âmbito acadêmico. A sua notoriedade veio mesmo da veia empreendedora, que começou com a Zip 2. Essa empresa tinha como proposta oferecer guias online de jornais — um serviço que lembra ligeiramente o que é o Google Maps nos dias atuais.

X.com e Paypal

Aproveitando o "boom da internet", Musk foi muito feliz nesse primeiro projeto e não deixou de investir em novas ideias. Pouco tempo depois, em 1999, ele lançou a X.com, uma espécie de sistema de pagamentos digitais em uma época em que o conceito de fintechs ainda sequer existia. Essa empresa você conhece bem, pois foi renomeada de Paypal posteriormente.

As empresas foram vendidas e começaram a gerar a fortuna atual de Elon Musk. O Paypal, afinal, foi negociado pelo valor de 1,5 bilhão de dólares. O empresário era dono de 12% do negócio nesta altura.

SpaceX

A próxima tentativa de Elon Musk veio com o lançamento da SpaceX. Fundada no ano de 2002, o negócio aeroespacial surgiu com o propósito de contribuir com a exploração espacial — tema esse que agrada muito os objetivos de vida do bilionário. Para esse projeto, Musk destinou aproximadamente cem milhões de dólares.

No ano de 2006, a SpaceX lançou o seu primeiro foguete para o espaço. Os objetivos são audaciosos, com planos de levar civilização para outros planetas do Sistema Solar, como Marte. Musk também tem outro negócio voltado para satélites espaciais, a Starlink.

Tesla

Apesar de mais nova que a SpaceX, muito provavelmente é a Tesla que tem a marca de negócio mais conhecidos entre os projetos de Elon Musk. Isso porque o seu segmento de atuação é de automóveis, mas promovendo uma tecnologia com energia limpa (carros elétricos).

Twitter

Bem mais conhecido do público geral, o Twitter é a mais recente aquisição de Elon Musk. A compra, no valor de 44 bilhões de dólares, foi realizada em abril de 2022. No entanto, o controle da rede social ainda está pendente de aprovações regulatórias.

Há uma boa expectativa do mercado sobre a proposta de Musk para o negócio. O Twitter, afinal, está bem abaixo de outras redes sociais em termos de usuários e receitas. O empresário defende que a sua participação será no sentido de garantir a liberdade de expressão dentro da ferramenta.

Outros negócios

A Tesla não é o único negócio de Musk orientado para melhorias ambientais e tecnologia. Veja a seguir algumas companhias que o empresário tem algum tipo de participação (e que, inclusive, são fornecedoras dos seus principais empreendimentos — SpaceX e Tesla):

  • Gigafactory: empresa produtora de baterias, sendo uma subsidiária da Tesla.
  • Neuralink: orientada para pesquisa e tecnologia, essa empresa tem como foco o estudo da mente humana.
  • OpenAI: como a sigla final sugere, trata-se de um negócio voltado para Inteligência Artificial.
  • SolarCity: o negócio tem como propósito a produção e instalação de painéis solares.
  • The Boring Company: um pouco diferente das demais propostas, essa empresa tem como foco a construção de túneis e elementos que facilitem o transporte.

Elon Musk e o Bitcoin

Apesar de não ter um negócio voltado especificamente para criptomoedas, Musk é um dos entusiastas do Bitcoin. E suas opiniões parecem pesar diretamente na precificação da moeda digital, tornando o empresário um dos influenciadores desse mercado.

Prova disso são os seus próprios tweets, que já afetaram diretamente o preço do ativo. Ao aceitar o método de pagamento na Tesla, por exemplo, gerou uma euforia com a criptomoeda. Posteriormente, ao voltar atrás, o mercado entendeu como um sinal negativo e penalizou o Bitcoin.

Quais serão os próximos passos de Elon Musk?

É difícil prever o futuro quando se trata de Elon Musk, mas é inegável que se trata de um personagem importante dentro do mercado global. Polêmicas à parte, os seus negócios são realmente interessantes e, de um modo geral, podem contribuir muito com melhorias para o meio ambiente.

É muito provável que ele siga em evidência com suas ações e tomadas de decisões. Vamos acompanhá-las e, em caso de novidades, certamente vamos compartilhar com nossos leitores no portal.

Sobre o autor
Stéfano Bozza
Formado em Administração pela PUC-SP. Trabalhou em empresas do segmento financeiro (Itaú BBA) e varejo (BRMALLS) até 2016, quando iniciou a jornada de produção de conteúdo para a internet com foco em finanças.