Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Mercado ao vivo: confira a Bolsa e o dólar nesta segunda-feira, 4 de abril

Investidores aguardam dados do IPCA de março nesta semana, acompanham a guerra na Ucrânia e greve dos servidores do BC

Data de publicação:04/04/2022 às 11:06 -
Atualizado 2 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Após fechar a semana anterior com alta acumulada de mais de 2%, a Bolsa opera em leve queda nesta segunda-feira, 4, descolada do otimismo do exterior e em dia de agenda esvaziada.

Às 14h55, o Ibovespa desvalorizava 0,37% , aos 121.120 pontos, e o dólar caía 0,99%, cotado a R$ 4,621, acompanhando queda predominante no exterior ante moedas emergentes e ligadas a commodities.

Mercado ao vivo: confira a Bolsa e o dólar nesta segunda-feira, 4 de abril
Queda das ações da Petrobras ajudam a empurrar o Ibovespa para o vermelho - Foto: Arquivo

As ações da Petrobras seguem em queda no pregão - mais de 1% nos papéis ON e PN - apesar da alta do petróleo no mercado externo, refletindo as incertezas sobre o futuro do comando da companhia, com a desistência de Rodolfo Landim para a presidência do conselho da petroleira e os questionamentos sobre a possibilidade do economista Adriano Pires assumir a estatal.

No ambiente doméstico, os investidores aguardam com expectativa a inflação de março pelo IBGE, na próxima sexta-feira, 8, e monitoram a greve dos servidores do Banco Central, iniciada na sexta-feira, 1, e que provocou o atraso da divulgação dos indicadores econômicos da Casa, como o Boletim Focus, que traz as estimativas dos economistas do mercado para esses dados.

Ambiente global: guerra na Ucrânia longe de terminar e atas dos BCs mundiais

No cenário internacional, a guerra na Ucrânia segue na pauta de atenção do mercado global. A Rússia está sendo acusada de praticar um suposto genocídio nos arredores da capital Kiev. A União Europeia condenou o país por ataques em diversas cidades e disse que trabalhará “com urgência” em sanções adicionais à Moscou.

Durante a manhã, o Conselho do Banco Europeu para Reconstrução e Desenvolvimento (EBRD, na sigla em inglês) comunicou a aprovação da suspensão de projetos de financiamento na Rússia e em Belarus, segundo documento.

Segundo o EBRD, o acesso dos dois países a recursos do Banco será imediatamente suspenso, com a possibilidade de cancelamento de iniciativas já existentes.

Ainda no universo global, o petróleo vive um novo dia de alta e preço do barril oscila próximo dos US$ 100.

Ao longo da semana, o investidor deve manter a política monetária internacional no radar, com a divulgação da ata da última reunião do Fomc (Copom americano) pelo Federal Reserve (Fed, o banco central americano), na quarta-feira, 6, e do Banco Central Europeu (BCE), na quinta-feira, 7. A atenção se volta para a busca de novos indicativos sobre o rumo das taxas de juros dessas regiões.

Bolsas americanas/principais índices

  • S&P 500: +0,57%
  • Dow Jones: +0,09%
  • Nasdaq 100: +1,66% (dados atualizados às 14h58)

Bolsas europeias/fechamento

  • Stoxx 600 (Europa): +0,84% (462,20 pontos)
  • DAX (Frankfurt): +0,50% (14.518 pontos)
  • FTSE 100 (Londres): +0,28% (7.558 pontos)
  • CAC 40 (Paris): +0,70% (6,731 pontos)

Juros futuros

Os juros futuros operam em queda nesta segunda-feira. Por volta das 14h50, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 marcava 10,88%, de 10,96 na abertura.

O DI para janeiro de 2025 caía para 11,12%, de 11,16%, e o vencimento para janeiro de 2023 marcava 12,64%, de 12,66% no ajuste de sexta-feira.

Petrobras: incertezas sobre o comando da empresa

No último fim de semana, o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, que havia sido indicado pelo Ministério de Minas e Energia (MME) para ocupar o cargo de presidente do conselho administrativo da Petrobras, abriu mão da indicação.

Até então, a sinalização de nomes como o de Landin e de Adriano Pires – este para a cadeira de presidente da petroleira – havia sido bem-recebida pelo mercado. No entanto, a desistência do presidente do Flamengo levantou um receio entre os investidores e analistas de que Pires possa vir a seguir o mesmo caminho.

Mesmo que se afaste do Centro Brasileiro de Infraestrutura (Cbie), o economista Adriano Pires poderia permanecer em potencial conflito de interesse no cargo, por causa da presença de um de seus filhos no quadro societário e de direção da consultoria.

O Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) ingressou com uma medida cautelar, na sexta-feira, 1, na qual afirma existir possível conflito de interesse na nomeação de Pires para a presidência da Petrobras.

O subprocurador-geral do MP-TCU pede que o Tribunal suspenda a nomeação do economista à companhia até que a Corte de Contas apure o eventual conflito. O MME busca outro nome para a vaga de Landim e aguarda a análise da indicação de Adriano Pires para assumir a presidência da estatal.

Mercado na Ásia

Bolsas fecham em alta

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta segunda-feira, 4, à medida que ações de tecnologia chinesas saltaram em Hong Kong. Entre as empresas, destacaram-se Alibaba (+3,65%) e Tencent (+2,96%).

O apetite por risco ganhou força após relatos de que a China está se preparando para dar a reguladores dos EUA acesso total aos relatórios de auditoria da maioria das mais de 200 empresas chinesas listadas em Nova York já em meados deste ano. / com Agência Estado

Principais índices/fechamento

  • Hang Seng (Hong Kong): + 2,10% (22.502 pontos)
  • Nikkei (Tóquio): +0,25% (27.736 pontos)
  • Kospi (Seul): +0,66% (2.757 pontos)
  • Xangai Composto (China continental): fechado/feriado
  • Shenzhen Composto (China continental): fechado/feriado
  • Taiex (Taiwan): fechado/feriado
  • S&P/ASX 200 (Sydney): +0,27% (7,513 pontos)
Sobre o autor
Julia Zillig
Repórter do Portal Mais Retorno.