Logo Mais Retorno
Economia

IPCA-15 sobe 0,99% em fevereiro e acumula alta de 10,76% em 12 meses, aponta IBGE

Variação positiva da prévia da inflação de fevereiro foi puxada pela elevação dos preços das atividades ligadas à educação

Data de publicação:23/02/2022 às 09:54 -
Atualizado 7 meses atrás
Compartilhe:

Considerado uma prévia da inflação mensal, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) subiu 0,99% em fevereiro, 0,41 ponto porcentual acima da taxa de janeiro, de 0,58%. Os dados foram divulgados pelo IBGE nesta quarta-feira, 23.

É mais um duro golpe para o brasileiro, sinalizando que a escalada dos preços ainda não chegou ao fim. O dado mensal veio bem acima das estimativas do mercado, que esperava uma mediana positiva de 0,87%. A alta de 0,99% é a mais elevada para um mês de fevereiro desde 2016, quando ficou em 1,42%.

IPCA-15 sobe 0,99% em fevereiro e acumula alta de 10,76% em 12 meses, aponta IBGE
Grupo Educação apresentou a maior variação e impacto no IPCA-15 de fevereiro, segundo o IBGE - Foto: Envato

Em janeiro, o​​ IPCA-15 havia subido 0,58%. Com o dado desta quarta-feira, o acumulado do ano já está em 1,58%. Em doze meses, a taxa ficou em 10,76% - também a maior desde 2016, quando foi de 10,84%.

Alta em oito dos nove grupos pesquisados

Em relação aos grupos de produtos e serviços pesquisados, oito dos nove apontaram variações positivas. A maior variação (5,64%) e o maior impacto (0,32 ponto porcentual) vieram do grupo Educação, segundo o IBGE.

Na sequência, o grupo Alimentação e bebidas (1,20% e 0,25 p.p. em maior variação e impacto), acelerou na comparação com o mês anterior (0,97%), e Transportes, que subiu 0,87% após queda de 0,41% em janeiro e contribuiu com 0,19 p.p. em fevereiro. A exceção foi Saúde e cuidados pessoais, cujos preços recuaram 0,02%, após a alta de 0,93% verificada em janeiro. 

Educação

Em Educação, as maiores altas vieram do avanço dos cursos regulares (6,69%), por conta dos reajustes habitualmente praticados no início do ano letivo.

As maiores variações foram provenientes do ensino fundamental (8,03%), da pré-escola (7,55%), do ensino médio (7,46%), da creche (6,47%) e do ensino superior (5,90%). Curso técnico e pós-graduação subiram 4,40% e 2,93%, respectivamente.

Alimentação e bebidas

No grupo Alimentação e bebidas – que tem o segundo maior peso no IPCA-15, com cerca de 21% do total - as variações positivas mais expressivas foram apontadas no preço de alguns tubérculos, raízes e legumes, como a cenoura (49,31%) e a batata-inglesa (20,15%).

Transportes

O grupo Transportes teve como o destaque a alta no preço dos veículos próprios (2,01%): automóveis novos (2,64%), motocicletas (2,19%) e automóveis usados (2,10%).

Por sua vez, os combustíveis registraram estabilidade em fevereiro (0,00%): enquanto o óleo diesel (3,78%) e a gasolina (0,15%) subiram, etanol (-1,98%) e gás veicular (-0,36%) registraram queda. 

Todas as áreas pesquisadas tiveram alta em fevereiro

À exceção de Porto Alegre (-0,11%), todas as áreas pesquisadas tiveram alta em fevereiro. O maior resultado ocorreu na região metropolitana de São Paulo (1,20%), influenciado pelas altas dos cursos regulares (6,39%) e dos automóveis novos (2,24%).

O que pensa o mercado sobre a alta do IPCA-15

Para Étore Sanchez, economista-chefe da Ativa Investimentos, um dos destaques é a inclinação ascendente dos núcleos pesquisados. “Das agregações, apenas os administrados possuem trajetória marginalmente em baixa em 12 meses, ao passo que a alimentação no domicílio voltou a subir e os sensíveis à política monetária, como bens e serviços, nunca pararam”.

Com o resultado, a Ativa deve elevar sua perspectiva de 0,78% para o IPCA fechado do mês de fevereiro, assim como o indicador para o ano, “pela dinâmica de núcleos ainda muito ruim”.

“O resultado do IPCA-15 de hoje acende um alerta sobre nossa perspectiva de elevação da Selic de apenas 50 pontos-base em maio. De todo modo, seguimos esperando duas elevações, de 100 bps e de 50 bps nas próximas reuniões do Copom”, projeta.

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter