Logo Mais Retorno
Tecnisa tem prejuízo líquido de R$ 58,9 mi no 4º trimestre de 2021; piora de 92,1%
Empresa

Tecnisa contabiliza prejuízo líquido de R$ 58,9 mi no 4º trimestre de 2021

Resultado negativo foi 90% maior do que as perdas obtidas no mesmo trimestre de 2020

Data de publicação:25/03/2022 às 08:32 -
Atualizado 2 anos atrás
Compartilhe:

A Tecnisa registrou prejuízo líquido de R$ 58,9 milhões no quarto trimestre de 2021, o que representa uma perda 92,1% maior em comparação com o mesmo período de 2020, que também contabilizou resultado negativo - R$ 30,7 milhões.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado ficou negativo em R$ 42,8 milhões, uma perda quatro vezes maior do que um ano antes, quando ficou negativo em R$ 10,3 milhões.

Tecnisa tem prejuízo líquido de R$ 58,9 mi no 4º trimestre de 2021; piora de 92,1%
Tecnica apresenta prejuízo 92% maior no quarto trimestre de 2021 ante o mesmo período de 2020 - Foto: Reprodução

A receita líquida totalizou R$ 17,3 milhões, retração de 53,3%. A margem bruta ajustada encolheu 9,4 pontos porcentuais, para 8,9%.

A dívida líquida cresceu 72%, para R$ 376 milhões, e a alavancagem (medida pela relação entre dívida líquida e patrimônio líquido) subiu de 27,7% para 57%.

Rescisão de contratos e negociações com clientes

Em sua apresentação de resultados, a Tecnisa informou que o prejuízo decorreu de perdas com rescisão e negociação de contratos com clientes, bem como acordo para pagamento de IPTU em obras já entregues, mas cuja cobrança ainda estava em discussão.

A incorporadora também reportou receita menor devido à queda nas vendas e à maior participação de unidades na planta - que geram menor faturamento na largada.

Os lançamentos da Tecnisa cresceram 47,9%, para R$ 390,5 milhões. As vendas contratadas recuaram 17,2%, para R$ 92,7 milhões.

A companhia lançou cinco projetos no acumulado do ano, totalizando R$ 843 milhões - o maior volume de lançamentos desde 2013. O volume, entretanto, foi insuficiente para cumprir a meta do biênio 2020-21, atingindo 93% do previsto.

Juros e inflação alta impactaram nos resultados

A Tecnisa observou que o ano está marcado por muitas incertezas, como a guerra na Ucrânia e seus impactos sobre as cadeias globais de suprimentos, a proximidades das eleições no Brasil e os riscos de novas variantes do coronavírus. Também disse que os últimos meses foram difíceis em virtude dos juros e da inflação mais altos.

Diante desse quadro, a Tecnisa anunciou que fará novos esforços para ganho de eficiência. Em balanço, a cita que já houve readequação da estrutura administrativa com redução do quadro de pessoal em cerca de 30% e renegociação de contratos com fornecedores.

Reforço de campanhas de marketing para alavancar as vendas

A empresa disse esperar um aumento no volume de vendas por meio de reforço das campanhas de marketing e incentivos aos corretores. Também afirmou que segue confiante na continuidade de lançamentos, com destaque para os projetos a serem lançados no Jardim das Perdizes (zona oeste de São Paulo) e na região na Alameda Lorena, bairro Jardins, também na capital paulista.

A Tecnisa tem um projeto aprovado, de R$ 313 milhões, e sete projetos em processo de obtenção do alvará na Prefeitura de São Paulo, que totalizam R$ 1,964 bilhão. / com Agência Estado

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

® Mais Retorno. Todos os direitos reservados.

O portal maisretorno.com (o "Portal") é de propriedade da MR Educação & Tecnologia Ltda. (CNPJ/MF nº 28.373.825/0001-70) ("Mais Retorno"). As informações disponibilizadas na ferramenta de fundos da Mais Retorno não configuram um relatório de análise ou qualquer tipo de recomendação e foram obtidas a partir de fontes públicas como a CVM. Rentabilidade passada não representa garantia de resultados futuros e apesar do cuidado na coleta e manuseio das informações, elas não foram conferidas individualmente. As informações são enviadas pelos próprios gestores aos órgãos reguladores e podem haver divergências pontuais e atraso em determinadas atualizações. Alguns cálculos e bases de dados podem não ser perfeitamente aplicáveis a cenários reais, seja por simplificações, arredondamentos ou aproximações, seja por não aplicação de todas as variáveis envolvidas no investimento real como todos os custos, timming e disponibilidade do investimento em diferentes janelas temporais. A Mais Retorno, seus sócios, administradores, representantes legais e funcionários não garantem sua exatidão, atualização, precisão, adequação, integridade ou veracidade, tampouco se responsabilizam pela publicação acidental de dados incorretos.
É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos, ilustrações ou qualquer outro conteúdo deste site por qualquer meio sem a prévia autorização de seu autor/criador ou do administrador, conforme LEI Nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
® Mais Retorno / Todos os direitos reservados