Logo Mais Retorno
Empresa

Santander Brasil registra lucro líquido gerencial de R$ 3,880 bilhões no 4º tri de 2021, queda de 10,6% sobre o anterior

Montante veio abaixo da expectativa do mercado, que apostava em um volume de cerca de R$ 4,3 bi

Data de publicação:02/02/2022 às 09:56 -
Atualizado 4 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Abrindo tradicionalmente a temporada de divulgação de lucros dos gigantes financeiros referente ao desempenho do 4º trimestre de 2021, o Santander Brasil reportou lucro líquido gerencial de R$ 3,880 bilhões, queda de 10,6% em relação aos três meses anteriores.

O resultado veio abaixo das expectativas do mercado, que apostavam em um montante de cerca e R$ 4,3 bilhões. No ano, o lucro gerencial do ano somo R$ 16,347 bilhões, avanço de 7% sobre 2020.

Santander Brasil registra lucro líquido gerencial de R$ 3,880 bilhões no 4º trimestre de 2021, queda de 10,6% ante os três meses anteriores
Santander reporta lucro líquido gerencial no 4º trimestre com queda de mais de 10% sobre o três meses anteriores - no Foto: Reprodução

A margem financeira líquida no 4º trimestre contabilizou R$ 10,457 bilhões, recuo de 4,4% em relação ao 3º trimestre. No acumulado do ano, o valor foi de R$ 41,761 bilhões, alta de 8,4% se comparado com 2020.

Em relação à prestação de serviços e tarifas, as receitas somaram R$ 4,980 bilhões no trimestre, elevação de 3,1% ante os três meses anteriores. Em 2021, as receitas totalizaram R$ 18,879 bilhões, alta de 13,9% sobre o ano anterior.

Sobre as receitas, o Santander reporta que o crescimento sustentável se deu como “resultado da maior transacionalidade dos clientes, impulsionada por uma maior integração dos nossos canais, pelo aumento da digitalização e melhora da qualidade e experiência”.

Segundo o banco, em balanço divulgado ao mercado nesta quarta-feira, 2, o retorno do patrimônio líquido médio (ROAE) foi de 20%, queda de 2,3% ante o 3º trimestre. No ano, o ROAE registrou 21,2%, alta de 0,1 ponto porcentual na base comparativa de 2020.

“Essa performance está suportada pelo crescimento da base de clientes, atingindo recorde histórico na conquista, e principalmente pela maior vinculação destes clientes com o banco e pelo aumento da transacionalidade”, enfatizou o Santander no documento.

Carteira de crédito em alta

Já a carteira de crédito do Santander chegou ao fim de dezembro de 2021 em R$ 462,749 bilhões, avanço de 12,4% na comparação com o mesmo mês do ano anterior.

“Os clientes vinculados já representam mais de 50% dos correntistas ativos. Mantivemos também uma forte dinâmica de negócios, com crescimento anual de duplo dígito da nossa carteira de crédito, com destaque para o varejo, além de seguirmos com a nossa estratégia de expansão das operações com garantia”.

Santander Brasil, no balanço de resultados

R$ 1,3 bi em proventos

Além dos números do trimestre, o Santander Brasil anunciou o pagamento dos primeiros proventos para 2022, incluindo R$ 1,3 bilhão em dividendos intercalares (R$ 0,1659 por ação ordinária, ou R$ 0,1825 por ação preferencial, ou R$ 0,3485 por unit).

Aprovou também a distribuição de Juros sobre Capital Próprio (JCP) na ordem de R$ 1,7 bilhão (R$ 0,21709 por papel ON, R$ 0,238 por PN e R$ 0,4557 por unit).

Sobre o autor
Julia Zillig
Repórter do Portal Mais Retorno.