Logo Mais Retorno
Produção industrial
post

Produção industrial cai 0,4% em junho e quebra ciclo de quatro altas consecutivas, diz IBGE

Resultado veio abaixo da mediana projetada pelo mercado, de baixa de 0,3%

Data de publicação:02/08/2022 às 11:22 -
Atualizado 4 meses atrás
Compartilhe:

A produção industrial caiu 0,4% em junho ante maio, na série com ajuste sazonal, informou nesta terça-feira, 2, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quebrando um ciclo de quatro altas consecutivas. No acumulado do ano, a indústria teve queda de 2,2%. No acumulado em 12 meses, houve queda 2,8%.

O resultado mensal veio pior que a mediana (-0,3%) das estimativas de analistas do mercado, que iam de uma queda de 0,7% a um avanço de 0,7%.

produção industrial
Atividade da indústria recua em junho e quebra ciclo de quatro altas consecutivas, aponta IBGE - Foto: Envato

Em relação a junho de 2021, a produção caiu 0,5%. Nessa base de comparação, sem ajuste, as estimativas variavam de uma queda de 1,0% a um aumento de 3,8%, com mediana de queda de 0,3%.

Alta no trimestre

No segundo trimestre, houve alta de 0,9% na comparação com os três primeiros meses do ano, informou André Macedo, gerente da Coordenação de Indústria do IBGE.

Segundo o pesquisador, foi o terceiro trimestre seguido de alta, na comparação com os períodos imediatamente anteriores. O índice de Média Móvel Trimestral da indústria registrou variação nula em junho.

Bens de capital e consumo

A produção da indústria de bens de capital encolheu 1,5% em junho ante maio, informou o IBGE. Na comparação com junho de 2021, o indicador avançou 0,2%. Os dados fazem parte da Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física (PIM-PF).

Em relação aos bens de consumo, a produção registrou alta de 0,4% na passagem de maio para junho. Na comparação com junho de 2021, houve aumento de 1,5%.

Na categoria de bens de consumo duráveis, a produção saltou 6,4% em junho ante maio. Em relação a junho de 2021, houve alta de 2,3%. Entre os semiduráveis e os não duráveis, houve queda de 0,7% na produção em junho ante maio. Na comparação com junho de 2021, a produção subiu 1,3%.

Para os bens intermediários, o IBGE informou que a produção caiu 0,8% em junho ante maio. Em relação a junho de 2021, houve uma queda de 1,8%.

Baixa em 15 dos 26 setores pesquisados

A queda de 0,4% na indústria em junho ante maio foi verificada em 15 dos 26 ramos industriais pesquisados na Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física.

O pior desempenho ficou com os produtos farmoquímicos e farmacêuticos, com tombo de 14,1% na passagem de maio para junho. Tamanha queda fez com que essa atividade tivesse o maior peso na queda de 0,4% no agregado da produção industrial.

O segundo maior peso no desempenho negativo ficou com a produção de derivados de petróleo e biocombustíveis, informou o IBGE. Essa atividade registrou queda de 1,3% na produção, na passagem de maio para junho.

Na contramão, a produção de veículos saltou 6,1% em junho ante maio. Segundo André Macedo, a atividade vem puxando positivamente o desempenho da produção de bens de consumo duráveis. Em junho ante maio, a produção de duráveis cresceu 6,4%.

Apesar dessa alta recente, a categoria dos bens de consumo duráveis segue com o pior desempenho entre as atividades industriais.

A produção dessa categoria chegou em junho 15,6% abaixo do nível de atividade de fevereiro de 2020, antes da pandemia de covid-19. Antes das altas de maio e junho, essa distância estava em 23,8%.

Por isso, Macedo não vê as altas recentes na produção de duráveis e de veículos em particular como uma mudança na trajetória. "A leitura de duráveis ter crescido não garante trajetória sustentada de crescimento", afirmou o pesquisador do IBGE. / com Agência Estado

Leia mais

O que esperar da Selic daqui para frente? Especialistas respondem (maisretorno.com)
Carteiras recomendadas de agosto: consumo doméstico e utilities brilham (maisretorno.com)
Bolsa sobe descolada do exterior em dia de reunião do Copom (maisretorno.com)
SVN tem recessão global, juros nos EUA, China e commodities no radar (maisretorno.com)
Guia de Renda Fixa da Mais Retorno traz tudo sobre o setor
Diferença entre mercado à vista, a termo, futuro e opções (maisretorno.com)
Commodities devem continuar caindo nos próximos meses (maisretorno.com)

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter

,