Logo Mais Retorno
Renda Variável

Ether pode desbancar o bitcoin? Confira o que o mercado espera

Mercado aguarda a atualização do software do ether, mas é visto com ressalvas

Data de publicação:03/08/2022 às 15:12 -
Atualizado 15 dias atrás
Compartilhe:

O reinado do bitcoin, a maior criptomoeda do mundo, pode estar com os dias contados. O motivo é o crescimento do ethereum, a criptomoedas número dois do mercado, que esquenta projeções de que pode assumir o trono se seguir nessa toada.

Na linguagem criptográfica, esse movimento é conhecido como flippening. Não deve acontecer no curto prazo, mas chama a atenção dos especialistas pelas possibilidades cada vez mais fortes. O valor de mercado do ether, de cerca de US$ 210 bilhões é menos da metade do tamanho do bitcoin.

ethereum
Foto: Reprodução

No entanto, segundo reportagem da Bloomberg, os especialistas estão sendo inundados por um novo otimismo à medida de que um novo marco se aproxima e que, segundo eles, aumentará as chances de isso acontecer – mais cedo ou mais tarde.

“Mesmo que não haja garantia de que isso acontecerá, apenas olhando para os números, parece que esse evento está se aproximando a cada dia”.

Mati Greenspan, fundador e diretor-presidente da Quantun Economics

Atualização de software

O ether valorizou nas últimas semanas à medida que cresce a onda positiva sobre sua tão esperada atualização de software, que facilitará a mudança do sistema atual de mineradores para um mais eficiente em termos de energia.

Após vários anos, espera-se que a mudança ocorra em setembro. Os desenvolvedores da criptomoeda sinalizaram recentemente que seguem evoluindo no teste do novo sistema.

A empresa de negociação de criptomoedas QCP afirmou, em mensagem no Telegram, que sua mesa negociou uma “quantidade incrível” de ether nos últimos dia, acrescentando que os fundos de hedge tem sido grandes compradores da moeda digital.

“Esperamos que essa demanda continue à medida que nos aproximamos da atualização em setembro”, enfatizou.

Avanço geral

O ethereum se valorizou 50% desde meados de junho e os ativos ligados à criptomoeda também avançaram. A exchange Uniswap, que se tornou bastante popular na negociação de ether, saltou 70% no mês passado.

Enquanto isso, no mesmo período o domínio do bitcoin reduzi para 40%, de acordo com dados da CoinMarketCap.

Para Joe DiPasquale, diretor-presidente da BitBull Capital, que administra fundos de hedge de criptomoedas, o ether é um grande diferencial. “O bitcoin é o mais preferido do mercado, mas o ether também está no mesmo caminho. O resto fica para trás”.

Na visão de Bodhi Pinkner, analista da gestora de criptoativos Arca, essa reviravolta do ether é possível. “Após a atualização, o ether se tornará um ativo deflacionário. Essa mudança é um bom presságio para o preço da criptomoeda em relação ao bitcoin, especialmente em um ambiente macroeconômico desafiador”.

Esse não é um desenvolvimento novo. O mercado de criptomoedas há muito tempo procura sinais de que o domínio do bitcoin pode diminuir com o surgimento de outros tokens. Embora a “Merge” (fusão, em tradução para o português), envolvendo a atualização do projeto, esteja em andamento há anos, já foi adiada muitas vezes.

Esperava-se mais recentemente que esse processo ocorresse em junho, mas foi adiado mais uma vez.

Riscos

Para Greenspan, da Quantun, essa atualização é um “evento extremamente arriscado e muitas coisas podem dar errado”.

Henry Elder, chefe de finanças descentralizadas da Wave Financial, concorda. “A atualização é exagerada do ponto de vista do preço do ETH. É uma mudança tecnológica incrivelmente importante para o ethereum, mas 99,99% dos usuários não sentirão nenhuma diferença em meses ou em anos depois”.

Elder destacou ainda que “os impactos da redução e realocação da emissão do ether levarão um tempo para acomodar os preços da criptomoeda”.

O chefe da Wave aponta para o processo de halving do bitcoin, que é uma atualização pré-programada que corta as recompensas da criptomoeda para mineradores a cada quatro anos.

“Eu não ficaria surpreso ao ver os preços bombando na atualização, mas não acho que seja um catalisador sustentável até o segundo semestre de 2023”, concluiu.

Leia mais

Dividendos de agosto: Petrobras e Weg se destacam na temporada (maisretorno.com)
Selic a 13,75%: é melhor Tesouro Selic, Tesouro IPCA ou Prefixado? (maisretorno.com)
O que é a taxa Selic? Como ela afeta meus investimentos? (maisretorno.com)
Bolsa opera volátil em dia de decisão do Copom e com siderúrgicas (maisretorno.com)
Carteiras recomendadas de agosto: consumo doméstico e utilities brilham (maisretorno.com)

Sobre o autor
Julia Zillig
Repórter do Portal Mais Retorno.