Renda Fixa

Diante do cenário econômico instável que assola o mundo atual, principalmente por conta da pandemia causada pelo Covid-19, tornou-se indispensável escolher ativos e títulos que resguardem o seu patrimônio.

Para investidores que buscam melhores alternativas que vão além da poupança, o CRA é uma opção excelente para trazer mais rentabilidade para seu portfólio, por conta do lastro na produtividade do agronegócio.

O que é CRA?

O CRA é o Certificado de Recebimento do Agronegócio que vem ganhando espaço entre investidores no Brasil nos últimos anos. Ele é um título de renda fixa de crédito privado, com isenção de impostos e vinculado aos direitos de crédito de negócios. Em outras palavras, o indivíduo que investe no CRA está comprando rendimentos de créditos concedidos para financiar projetos de agronegócio para cooperativas, produtos agrícolas, para comparar maquinários e insumos, entre outros.

O CRA representa uma promessa de pagamento futuro. É considerado um bom investimento de longo prazo. No mercado financeiro, há duas modalidades de ativos que são atrelados a recebíveis: o CRA – investimento que financia atividades ligadas ao agronegócio, e o CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários) – investimento que financia atividades referentes ao setor imobiliário comercial ou residencial.

Para quem deseja ter uma boa rentabilidade, superior à poupança, com risco razoável, o CRA é uma das excelentes alternativas. A rentabilidade é previsível e com taxas de retornos atrativas, comprando com outros ativos de renda fixa como CDB (Certificado de Depósito Bancário), Fundos DI e Tesouro Direto.

Como funciona o CRA?

O CRA só pode ser emitido por instituições específicas no mercado, conhecidas como Securitizadoras. Essas companhias têm por finalidade captar recursos para financiar diversas atividades no mercado.

As securitizadoras adquirem e securitizam os direitos creditórios, emitindo e colocando os CRAs disponíveis no mercado financeiro. Inclusive são especialistas em transformar créditos em títulos de rendas fixas.

Na prática, uma cooperativa ou um produtor rural deseja aumentar sua produtividade e busca um capital necessário para isso. Ele vai entrar em contato com uma instituição financeira que vai emitir um título de dívida, conhecido como contratos de financiamentos e empréstimos. A partir daí, as securitizadoras vão transformar esses contratos em ativos, disponibilizando para os investidores.

Os certificados serão remunerados conforme prazo de vencimento e nível de risco. Lembrando que o lastro do CRA precisa ter no mínimo o mesmo prazo e valor da emissão ao qual está atrelado. Isso garante que os investidores não ficarão descobertos.

Há dois tipos de CRA:

Pulverizado – o título está atrelado a vários devedores, por exemplo, cooperativas ou agricultores.

Corporativo – o título está atrelado á única empresa devedora de uma determinada operação. Essa empresa usa a emissão do ativo para comprar ou manter maquinários, operação comercial ou financiar sua produção.

12 Características do CRA

Investimento mínimo

O valor mínimo para comprar um CRA, em geral, custa em torno de R$ 1.000 a R$ 5.000. No entanto, há alguns Certificados de recebíveis do agronegócio exclusivos somente para investidores qualificados, que têm mais de um milhão de reais em investimento.

Prazo de investimento

Os CRAs estão vinculados ao mercado de agronegócios, por isso são títulos com vencimento de longo prazo. Em geral, o prazo para investir no CRA varia de 2 até 15 anos. Na maioria dos tipos de CRA, o investidor deve esperar até o final do prazo para fazer o resgate da sua aplicação.

Para o investidor, é importante avaliar qual é o seu objetivo para investir e se ele é a curto, médio ou longo prazo.

Taxas e Imposto de Renda

O Certificado de Recebimento do Agronegócio tem isenção sobre os rendimentos para as pessoas físicas tanto de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), quanto sobre IR (Imposto de Renda).

Para pessoa jurídica, haverá isenção somente de IOF. Há incidência de Imposto de Renda sobre os rendimentos, conforme tabela regressiva:

Além da isenção de taxas e impostos tributários, o CRA também isenta outras taxas, como: custódia, performance e administração cobradas por determinadas instituições. Porém, algumas securitizadoras ainda cobram determinadas taxas.

Umas das maiores atratividades do CRA é a isenção dessas taxas e impostos. O Governo Federal lançou esse título com o objetivo de fortalecer e fomentar as atividades do agronegócio. Para atrair investidores, ele isentou os investidores desses tributos.

Além disso, é importante procurar securitizadoras que ofereçam bons serviços de corretagem sem cobrar tarifas elevadas ou nenhuma.

Sem necessidade de banco

Não é preciso ter conta bancária para investir no CRA. O certificado de recebimento do Agronegócio é uma ótima opção para diversificar sua carteira de investimentos. Além disso, você não precisa de banco para investir. A aplicação é feita por intermédio das securitizadoras.

Lastro maior que a LCA

Por apresentar maior risco e não estar aparado pelo Fundo Garantidor de Crédito – FGC, o CRA tem mais liquidez do que outros títulos do governo de renda fixa, inclusive sobre as LCA (Letras de Crédito do Agronegócio).

A emissão de LCA reduz bastante no mercado. Boa parte dos vencimentos foi redirecionada para o CRA por apresentar maior liquidez.

Ótima atratividade

Uma das formas de verificar se o investimento é atrativo é a sua relação entre risco e retorno. Isso torna o ativo CRA muito atrativo, pois alguns títulos têm rentabilidade líquida de 98% do CDI – Certificado de Depósito Interbancário.

Liquidez

O mercado secundário é onde ocorre a troca de ativos sem a necessidade de esperar até o vencimento do título. É possível vender um CRA por um valor superior ao pago, com bom lucro. O mercado secundário permite maior liquidez do CRA.

Garantias

O CRA tem algumas garantias como: fiança, penhor agrícola da produção, alienação fiduciária de terras agrícolas, aval e cessão fiduciária de direitos creditórios.

Além disso, a Bolsa de Valores do Brasil – B3 – organiza um ranking de empresas que possuem baixo risco de falência e muita expressividade no mercado. O ranking estabelece letras “AAA” para determinar o risco de cada empresa.

Desvantagens da CRA

Uma das principais desvantagens do CRA é a baixa liquidez dos papéis.  Para garantir uma melhor liquidez, o investidor deve recorrer ao mercado secundário para reaver o recurso alocado.

Outro ponto negativo é que aplicar no Certificado de Recebimento Agropecuário não tem garantia do Fundo Garantidor de Crédito – FGC, que ampara qualquer investidor em caso de falência da instituição financeira. O valor coberto é de até 250 mil reais.

O CRA é formado sob regime fiduciário, portanto, seu principal risco não é a falência da securitizadora que faz a emissão do papel. Em outras palavras, o risco do investidor é do devedor do contrato de empréstimo ou financiamento não pagar.

Rentabilidade do CRA

A rentabilidade dos certificados de rendimento do agronegócio é semelhante a de outros títulos de renda fixa. Em geral, os rendimentos desse tipo de ativo seguem a estrutura abaixo:

Rentabilidade prefixada

Nesse modelo, o investidor sabe exatamente o valor que irá receber no vencimento do título, pois a tarifa é prefixada e não sofrerá alteração ao longo do investimento. Os rendimentos estão atrelados à algum indexador, como CDI – Certificado de Depósito Interbancário. Em geral, esse modelo é ideal quando há a queda na taxa de juros

Rentabilidade Pós-fixada

O modelo de rendimento pós-fixado garante que o investidor receberá o valor no final do prazo. Não é possível prever quanto que o investidor receberá, pois os rendimentos estão sujeitos à oscilação do mercado. Nesse caso, os rendimentos estão atrelados ao:

Rentabilidade atrelada à inflação

Nesse modelo, o CRA possui duas taxas: uma prefixada e outra pós-fixada com base nos índices de preços como IGP-M e IPCA.

Além disso, o Certificado de rendimento do agronegócio também pode ser indexado ao dólar – USD.

O pagamento dos rendimentos dos CRAs é muito flexível e ocorre de forma periódica, por exemplo, semestralmente. Também, pode ocorrer em formato de amortizações que devolvem parte do dinheiro em parcelas.

Os Certificados de Rendimentos Agropecuários são investimentos de longo prazo. Em geral, seus prazos de vencimento variam entre dois e dez anos, mas muitos podem chegar até 15 anos para acontecer o resgate.

As securitizadoras não permitem o resgate antecipado dos CRAs. Por isso, a liquidez desse ativo só acontece no vencimento do título. Se o investidor precisar dos recursos investidos antes do prazo de vencimento, será preciso ir para o mercado secundário e encontrar uma parte interessada em adquirir o título. Diante disso, o investidor estará sujeito ao cenário econômico do mercado no ato da compra. Dessa forma, a liquidez pode ser alta, mas o investidor perde no que diz respeito à rentabilidade até o vencimento do ativo.

Comparando CRA, LCA e CRI

O mercado financeiro oferece dois títulos bastante parecidos: o CRA – Certificado de Rendimento do Agronegócio e a LCA (Letras de Crédito Agropecuário). Há algumas semelhanças entre esses dois títulos de renda fixa. Eles estão associados ao setor do agronegócio e têm a isenção de Imposto de Renda. No entanto, há algumas diferenças entre eles.

O Certificado de Rendimento do Agronegócio é um título de renda fixa privado e emitido por empresas do setor. Ele tem prazo de vencimento superior ao do LCA, portanto, seus rendimentos também são proporcionalmente maiores. Por conta disso, os CRAs oferecem mais riscos.

As Letras de Crédito Agropecuário podem ser emitidas pelas tradicionais instituições financeiras, os bancos, e por isso estão inclusas na garantia do Fundo Garantidor de Crédito – FGC. Outros fundos de investimentos de renda fixa como LCIs – Letras de Crédito Imobiliário e CDBs também estão garantidos pelo FGC, com limite de até 250 mil reais, por CPF ou CNPJ.

CRI x CRA

Os certificados de recebíveis foram criados para captar recursos para financiar um setor determinado. Embora o CRA e o CRI possuam a mesma finalidade, eles são muitos diferentes na origem dos créditos dos recebimentos securitizados.

O CRI – Certificado de Recebível Imobiliário é um título de renda fixa que está atrelado ao segmento imobiliário. Seus papéis estão voltados para financiar construções de empreendimentos comerciais como salas corporativas, hotéis, shoppings, entre outros, contratos de aluguéis e imóveis residenciais como condomínios, casas, edifícios etc.

Os papéis do CRA têm lastro nas operações de créditos que estão presentes no setor agropecuário como maquinários, insumos, financiamento de produção, entre outros.

Vale a pena investir no CRA?

O cenário econômico brasileiro é de juros baixos. Diante disso, investir em títulos de renda fixa tem se tornado cada vez mais um desafio. A Selic, taxa básica de juros, encontra-se num patamar muito baixo, em 2,75% ao ano. Essa taxa e outros indicadores econômicos remuneram grande parte dos títulos de renda fixa.

No entanto, os Certificados de Rendimento do Agronegócio - CRA são possibilidades mais atraentes por apresentar maior rendimento em relação a outros ativos de renda fixa. Além disso, as cooperativas e produtores agrícolas conseguem financiamentos e empréstimos com juros mais baixos e emitem os contratos de dívidas com uma rentabilidade maior.

Esse movimento é muito benéfico e mais seguro do que títulos de renda variável. Diante do risco maior de crédito e liquidez, os CRAs possuem mais rentabilidades maiores que aplicações mais conservadoras de renda fixa como a poupança, CDB, LCA e LCI.

O CRA é um investimento de longo prazo e ideal para diversificar a carteira de crédito, preservar o patrimônio e buscar maior rentabilidade do que a poupança. Além disso, o certificado conta isenção de IOF e Imposto de renda. 

O Certificado de Recebíveis de Agronegócio é um ótimo investimento para diversificar o portfólio, pois paga mais que outros títulos de renda fixa mais seguros, mas a melhor escolha vai ser sempre com base no objetivo de cada investidor e na avaliação de cada perfil.

Aproveite para conhecer nosso teste de perfil exclusivo e gratuito.

Imagem do autor

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Índices e Indicadores
Mercado Financeiro
Renda Fixa
Renda Fixa
Veja mais Ver mais