Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Mercado ao vivo: confira a Bolsa e o dólar nesta quarta-feira, 30 de março

Investidores acompanham os desdobramentos das negociações entre Rússia e Ucrânia

Data de publicação:30/03/2022 às 10:58 -
Atualizado 2 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

A Bolsa engatou alta após abrir entre perdas e ganhos nesta quarta-feira, 30, descolando do mercado internacional, que tem o apetite ao risco reduzido após uma sessão de alívio no dia anterior.

O Ibovespa subia 0,11%, aos 120.141 pontos, às 16h21, e o dólar subia 0,44%, cotado a R$ 4,779. A alta tem como um dos componentes de influência a valorização das ações das gigantes do setor exportador de commodities, como Vale e Petrobras, que avançam mais de 1% no pregão, com o dia positivo para os preços do petróleo - alta de quase 3% - e minério de ferro lá fora.

Mercado ao vivo: confira a Bolsa e o dólar nesta quarta-feira, 30 de março
Mercado segue no aguardo de avanços nas negociações de cessar-fogo entre Rússia e Ucrânia - Foto: Envato

No caso da Petrobras, conta ainda a notícia da troca de comando da estatal, com a saída do general Joaquim Silva e Luna e entrada do economista Adriano Pires, que foi bem recebida pelo mercado.

Inflação no radar

Internamente, a inflação está no centro das discussões, com a divulgação do resultado do IGP-M, considerado a inflação do produtor, de março. Apesar do arrefecimento ante o mês anterior, segue em alta. Além disso, a greve dos funcionários do Banco Central segue em curso.

Lá fora, a guerra na Ucrânia segue sendo acompanhada de perto, com os investidores à espera de avanços mais significativos nas negociações com a Rússia. Aliados da Otan avaliam se a promessa de reduzir as operações militares no pais de Volodymyr Zelenski marca um ponto de virada no conflito ou é simplesmente uma mudança tática.

"Ainda que as negociações entre Rússia e Ucrânia tenham dado passos mais positivos na véspera, ainda há enorme ceticismo por parte das potências ocidentais e da própria Ucrânia a respeito de um cessar-fogo entre as partes", afirma o Departamento de Economia da Renascença Corretora.

IGP-M sobe 1,74% em março

No Brasil, durante a manhã a Fundação Getulio Vargas (FGV) divulgou que o Índice Geral de Preços – Médio (IGP-M) subiu 1,74% em março, ante 1,83% em fevereiro. Apesar do arrefecimento, o indicador mensal veio acima das estimativas do mercado, que esperavam alta de 1,47%, segundo consenso da Bloomberg.

Nas projeções dos economistas do mercado para este ano, o IGP-M, considerado a inflação do produtor, segue subindo. No último Boletim Focus, subiram de 10,50% para 10,88%.

Juros futuros

As taxas de juros negociadas no mercado futuro sobem nesta quarta-feira, aparentemente interrompendo uma sequência de quedas que vem se repetindo há seis pregões consecutivos.

Por volta das 14h00, o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2023 tinha taxa de 12,77%, contra 12,73% na abertura do dia. O DI para janeiro de 2025 projetava 11,45%, de 11,33%. Na ponta longa, a taxa do DI para janeiro de 2027 era de 11,28%, contra 11,19%.

Sobe e desce da Bolsa

Maiores altas

Banco Pan (BPAN4)+4,72%
Yduqs (YDUQ3) +4,25%
Locaweb (LWSA3)+4,17%
Cielo (CIEL3)+3,41%
JHSF (JHSF3)+3,26%

Maiores baixas

Qualicorp (QUAL3) -4,39%
BTG Pactual (BPAC11) -3,87%
Vibra (VRBR3)-3,07%
Petz (PETZ3)-3,14%
Rede D'Or (RDOR3)-2,95%
Fonte: B3 (dados atualizados às 14h16)

No exterior

Wall Street e bolsas europeias em queda

Em Nova York, as bolsas seguem no negativo. Os investidores seguem com a guerra no radar e estão repercutindo dados do mercado de trabalho dos EUA. De acordo com o Relatório de Emprego ADP, o país criou 455 mil vagas no setor privado em março.

Os dados vieram praticamente em linha com o esperado – a mediana das estimativas era de 450 mil novos postos de trabalho.

Além do ADP, o mercado também tomou conhecimento do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos, que cresceu à taxa anualizada de 6,9% no quarto trimestre de 2021, de acordo com a terceira e última leitura do indicador, publicada pelo Departamento do Comércio do país.

O resultado ficou um pouco abaixo da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal e da segunda estimativa, de alta de 7%. No terceiro trimestre de 2021, a economia americana teve expansão anualizada bem menor, de 2,3%.

Outro dado referente à economia americana que foi divulgado durante a manhã foi índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) subiu à taxa anualizada de 6,4% entre outubro e dezembro, enquanto o núcleo do PCE, que desconsidera preços de alimentos e energia, avançou 5% no mesmo período. Vale lembrar que o PCE é um dos índices que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) gosta de utilizar para balizar suas decisões monetárias.

Em falar no Fed, os presidentes da autoridade monetária de Richmond e do Kansas devem falar ao longo do dia.

Bolsas americanas/principais índices

  • S&P 500: -0,56%
  • Dow Jones: -0,32%
  • Nasdaq 100: -0,53% (dados atualizados às 14h23)

Na Velha Economia, a aversão ao risco também toma conta dos mercados. Na zona do euro, o índice de confiança dos consumidores e empresas caiu para 108,5 pontos em março, de 113,9 pontos em fevereiro, segundo dados divulgados pela Comissão Europeia, e ante estimativa do mercado de 109,7 pontos. No Reino Unido, os preços no varejo subiram 2,1% em março, de 1,8% em fevereiro.

Bolsas europeias/principais índices

  • Stoxx 600 (Europa): -0,41% (460,20 pontos)
  • DAX (Frankfurt): -1,45% (14.606 pontos)
  • FTSE 100 (Londres): +0,55% (7.578 pontos)
  • CAC 40 (Paris): -0,74% (6.741 pontos)

Bolsas asiáticas concluem o pregão desta quarta-feira em alta

Os mercados asiáticos fecharam majoritariamente em alta nesta quarta-feira, seguindo o desempenho positivo de Wall Street da véspera, após aparentes avanços nas negociações de paz entre Rússia e Ucrânia. / com Agência Estado

Fechamento/principais índices da Ásia

  • Xangai Composto (China continental): +1,96% (3.266 pontos)
  • Shenzhen Composto (China continental): + 2,55% (2.137 pontos)
  • Hang Seng (Hong Kong): +1,39% (22.232 pontos)
  • Kospi (Seul): +0,21% (2.746 pontos)
  • Taiex (Taiwan): +1,09% (17.740 pontos)
  • Nikkei (Tóquio): -0,80% (28.027 pontos)
  • S&P/ASX 200 (Sydney): +0,67% (7.514 pontos)
Sobre o autor
Julia Zillig
Repórter do Portal Mais Retorno.