Logo Mais Retorno
meta facebook
Empresa

Conheça quatro ações para investir no metaverso

Facebook, Nvidia e Roblox estão entre as apostas da casa de análise

Data de publicação:13/12/2021 às 05:00 -
Atualizado 10 meses atrás
Compartilhe:

O metaverso é a palavra da vez. Ganhou relevância no mercado quando, em outubro deste ano, Mark Zuckerberg, do Facebook, mudou o nome da empresa para Meta. A partir daí os investidores ficaram interessados em investir em ações metaverso, ou seja, ligadas a essa nova tendência, que promete quebrar as barreiras entre o mundo virtual e físico.

Em um relatório, a XP explora o novo conceito e destaca que empresas estrangeiras como o próprio Facebook, o Roblox, a Nvidia e a Unity são algumas das companhias listadas em bolsa e que devem se favorecer com a disseminação do metaverso.

XP indica ações com foco no metaverso
Roblox é uma das empresas recomendadas pela XP para investir no metaverso - Foto: Reprodução

Assinado por Jennie Li, estrategista de ações, Vinícius Araujo e Rafael Nobre, analistas de mercados internacionais, o relatório aponta que essa 'nova internet' deixou de ser uma tecnologia ligada a um futuro distante e se aproxima cada vez mais da realidade das pessoas e dos planos estratégicos das corporações. 

Onde estão as empresas com ações metaverso

O metaverso ainda fica meio restrito à cabeça de Mark Zuckerberg e de alguns outros empresários da internet. Mas já existe uma economia que gravita em torno da tecnologia, com dinheiro real.

Dias depois do anúncio de que o Facebook agora se chama Meta, os irmãos Winklevoss antigos sócios de Mark Zuckerberg e fundadores da Gemini, uma plataforma de investimento em cripto, captaram US$ 400 milhões para desenvolver um metaverso com "tecnologia que protege os direitos e a dignidade dos indivíduos", nas palavras de Cameron Winklevoss.

Recentemente também houve compras milionárias de terrenos virtuais nos metaversos descentralizados da Decentraland e da Axie Infinity. Sem contar outras empresas gigantes, como Adidas, Nike, Samsung e Microsoft, anunciando iniciativas dentro dessa tecnologia.

Em sua última carta aos acionistas, a gestora carioca de fundos de criptoativos, Hashdex, contou que as movimentações em torno do metaverso já impactam na cotação do bitcoin, que deve ser a moeda preferida pelos 'habitantes' desse novo mundo.

Ações metaverso: mercado passará por transformação cultural

Apesar de a proximidade do metaverso no dia a dia das pessoas e das corporações ser algo ainda novo, existem várias oportunidades e desafios pela frente para potencializar essa tendência. De acordo com os analistas da XP, ele será uma evolução e extensão dos aplicativos digitais utilizados no dia a dia, seja para consumir, socializar o jogar.

“Inicialmente utilizado para esses fins, apenas nos Estados Unidos existe um mercado rentável, com potencial de monetização de US$ 8,2 trilhões”, apontam Jennie Li, Vinícius Araujo e Rafael Nobre.

Caso o metaverso seja capaz de entregar uma experiência mais imersiva e com menos fricção, eles acreditam que a capacidade de monetização fique ainda maior. “As atuais plataformas de mídia social globais são capazes de monetizar seus usuários em cerca de US$ 0,10 por hora gasta”, reforça a XP.

Em relação aos desafios, eles esbarram na necessidade de uma transformação cultural de longo prazo. “Apesar dos milhões que estão sendo gastos em NFTs, ainda é cedo para imaginar uma substituição de itens físicos, como joias, automóveis e casas por suas versões digitais”, ressaltam os analistas.

Além disso, para ser adotado em massa, o metaverso terá que oferecer uma experiência mais robusta que os atuais conteúdos digitais, de mídia e de e-commerce, “que seguem em constante evolução”

Como investir nas empresas metaverso

Saiba mais detalhes sobre as ações indicadas pela XP. Para acessar esses ativos, um dos caminhos é via BDRs (Brazilian Deposity Receipts), disponíveis na B3.

Opção 1 de ações metaverso: Facebook ou Meta (FBOK34)

Dona de alguns dos maiores veículos de mídia social do mundo – Instagram, WhatsApp e Messenger – o Facebook tem 98% de suas receitas provenientes de anúncios, com mais de 50% do faturamento vindo de fora dos Estados Unidos por sua amplitude geográfica, e conta com uma base de 9 milhões de clientes ativos.

Com sua aposta agressiva no novo universo, a empresa com ações metaverso pretende investir mais de US$ 13 bilhões no próximo ano e contratar mais de 10 mil colaboradores na Europa para construir essa nova forma de interação digital, adicionando uma nova camada de monetização em seus resultados, conforme análise da XP.

Opção 2: Roblox (R2BL34)

Criada em 2004, atualmente a empresa americana de jogos Roblox possui um nível de engajamento líder em suas plataformas, nas quais usuários costumam passar, em média, 2,5 horas por dia. Seu público-alvo está na faixa etária entre 5 e 24 anos e já ultrapassa 33 milhões de usuários ativos – dados de 2020.

Segundo o banco Morgan Stanley, a expectativa é de que, apenas na China, o número de usuários salte para 330 milhões até 2024.

O engajamento e comportamento de seus usuários começa a apagar a linha existente entre os conceitos de socialização e videogames, uma vez que os participantes trocam mais mensagens por dia (60) do que no WhatsApp (50).

“Com estas características, a empresa está bem-posicionada para ser um player relevante e competitivo na evolução do metaverso”, analisa a XP.

Opção 3: Nvidia (NVDA34)

Baseada em Santa Clara, Califórnia, a Nvidia tem seus processadores, inicialmente produzidos para filmes e videogames internacionais, hoje também utilizados em várias tecnologias, como inteligência artificial, veículos autônomos e arquitetura.

Neste ano, suas receitas subiram 53%, uma vez que a companhia possui a capacidade de atender à demanda de diversos mercados bilionários, como softwares, algoritmos, bibliotecas, serviços e sistemas, utilizando uma mesma arquitetura unificad. “Com a expansão do metaverso, a Nvidia pode se beneficiar de uma crescente demanda por seus processadores gráficos”, destaca o documento.

Opção 4 de ação metaverso: Unity (U2ST34)

Com capitalização de US$ 50 bilhões, a Unity é provedora de uma das mais poderosas plataformas de criação de universos 2D e 3D. Vários jogos de sucesso foram produzidos com base em seu aplicativo, como Assassin’s Creed, Hearthstone e Temple Run.

Para os analistas, a empresa apresenta um grande potencial de crescimento orgânico ou inorgânico – via aquisições – com a consolidação da demanda por mais produtos relacionados ao metaverso.  

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter