Logo Mais Retorno
Economia

Cinco entre oito atividades do varejo caem em outubro, afirma IBGE

Cinco das oito atividades que integram o varejo restrito registraram quedas em outubro ante setembro. Os dados fazem parte da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgados…

Data de publicação:08/12/2021 às 15:34 -
Atualizado 5 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Cinco das oito atividades que integram o varejo restrito registraram quedas em outubro ante setembro. Os dados fazem parte da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgados nesta quarta-feira, 8, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No agregado, o comércio varejista teve queda de 0,1% ante setembro.

Entre as atividades, as maiores quedas foram verificadas nos segmentos de Livros, jornais, revistas e papelaria (-1,1%) e Móveis e eletrodomésticos (-0,5%).

Cinco de oito atividades no varejo registraram queda nas vendas em outubro, segundo IBGE
Setor de mobiliário e eletrodomésticos registrou uma das maiores quedas de outubro, segundo IBGE - Foto: Envato

O segmento de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, que tem o maior peso no agregado do varejo, registrou queda de 0,3% nas vendas de outubro ante setembro.

Impactado diretamente pela inflação, as vendas de combustíveis e lubrificantes também caíram 0,3% ante setembro. As vendas de artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos tiveram ligeiro recuo de 0,1%.

Em alta

Na contramão, as atividades que tiveram crescimento no volume de vendas na passagem de setembro para outubro foram Tecidos, vestuário e calçados (0,6%), Outros artigos de uso pessoal e doméstico (1,4%) e equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (5,6%).

Considerando, além das oito atividades investigadas no varejo restrito, os dois segmentos que integram o varejo ampliado, as vendas de veículos, motos, partes e peças registraram queda de 0,5% sobre setembro e as de material de construção recuaram 0,9%.

A heterogeneidade de desempenhos ao longo da crise causada pela covid-19 chama a atenção. As vendas de artigos farmacêuticos estão 11,7% acima do patamar pré-pandemia.

No varejo ampliado, as vendas de material de construção estão 10,9% acima de fevereiro de 2020. A atividade de maior peso no geral, o segmento de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, está apenas 0,2% abaixo do nível pré-pandemia.

Por outro lado, as vendas de livros e papelaria ainda estão 38,0% abaixo do patamar anterior à covid-19. Também no terreno negativo, chamam a atenção as vendas de equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (13,2% abaixo) e combustíveis e lubrificantes (11,1% abaixo).

SEGMENTOS - MAIORES QUEDAS NO VOLUME DE VENDAS (PMC - OUTUBRO X SETEMBRO 2021)

Livros, jornais, revistas e papelaria-1,1%
Móveis e eletrodomésticos- 0,5%
Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebida e fumo- 0,3%

SEGMENTOS - MAIORES ALTAS NO VOLUME DE VENDAS (PMC - OUTUBRO X SETEMBRO 2021)

Tecidos, vestuário e calçados+ 0,6%
Artigos de uso pessoal e doméstico+ 1,4%
Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação + 5,6%
Fonte: IBGE

Comparação interanual

Ainda conforme o IBGE, todas as oito atividades que integram o varejo restrito registraram quedas em outubro ante outubro de 2020. No agregado, o comércio varejista tombou 7,1% sobre outubro de 2020.

Os destaques de queda foram as vendas de móveis e eletrodomésticos (-22,1%), equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (-11,0%), livros, jornais, revistas e papelaria (-7,9%), combustíveis e lubrificantes (-7,7%), Outros artigos de uso pessoal e doméstico (-7,2%), hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-5,6%) e tecidos, vestuário e calçados (-2,0%).

As vendas de artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos registraram ligeira queda de 0,2%.

No varejo ampliado, cuja queda ante outubro de 2020 também foi de 7,1%, houve recuo de 4,0% para a atividade de veículos e motos, partes e peças e de 13,7% para o setor de material de construção./ com Agência Estado

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!