Logo Mais Retorno
Votorantim
Empresa

Votorantim avalia realização de oferta pública secundária de ações de R$ 750 mi, diz CBA

Empresa afirma que a potencial oferta reforça as iniciativas para aumento de liquidez das ações de emissão da companhia no mercado

Data de publicação:30/03/2022 às 12:35 -
Atualizado 6 meses atrás
Compartilhe:

A Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) informou nesta quarta-feira, 30, que seu acionista controlador, a Votorantim, avalia a possibilidade de realização de uma oferta pública de distribuição secundária de ações ordinárias com esforços restritos de colocação, e com esforços de colocação no exterior, de cerca de R$ 750 milhões, sem considerar eventuais lotes adicionais ou suplementares.

Votorantim avalia realização de oferta pública secundária de R$ 750 mi, diz CBA
Votorantim estuda realizar uma oferta secundária de ações, segundo a CBA - Foto: Reprodução

Em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa afirma que a potencial oferta reforça as iniciativas para aumento de liquidez das ações de emissão da companhia no mercado, consequentemente atingindo o requerimento mínimo de free float previsto no regulamento do Novo Mercado da B3, além de estar inserida no contexto da estratégia de diversificação de portfólio da Votorantim.

Foram engajados o BTG Pactual S.A., Bank of America Merrill Lynch, Bradesco BBI, UBS Brasil (UBS BB), Citigroup, Itaú BBA, e determinadas afiliadas internacionais dessas instituições para a prestação de serviços no âmbito da potencial oferta da Votorantim.

No aguardo do sinal verde

A empresa observa que a efetiva realização da potencial oferta, assim como qualquer operação deste tipo, está sujeita, entre outros fatores, às condições do mercado de capitais brasileiro e internacional, à obtenção das aprovações necessárias, incluindo as respectivas aprovações societárias aplicáveis, às condições políticas e macroeconômica favoráveis, ao interesse de investidores, dentre outros fatores alheios à vontade da companhia.

 "Caso efetivada, a potencial oferta contará com restrição à negociação de valores mobiliários de emissão da companhia e detidos pela Votorantim (lock-up) de 180 dias." / com Agência Estado

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter