Logo Mais Retorno
bolsa
post

Mercado ao vivo: confira a Bolsa e o dólar nesta quinta-feira, 25 de agosto

Investidores acompanham simpósio do Fed, digerem dados econômicos americanos e ata do BCE

Data de publicação:25/08/2022 às 11:18 -
Atualizado 3 meses atrás
Compartilhe:

A Bolsa abriu suas atividades nesta quinta-feira, 25, em alta, em linha com o mercado americano. Às 15h36, o Ibovespa subia 0,29%, aos 113 mil pontos, e o dólar valorizava 0,18%, cotado a R$ 5,12.

Em dia de agenda local esvaziada, o mercado se divide entre a repercussão de dados da economia americana e o monitoramento do simpósio anual de Jackson Hole, promovido pelo Federal Reserve (Fed, o banco central americano), que tem início hoje e termina no próximo sábado, 27.

Bolsa
Foto: Wirestock

Sobre os novos números da economia americana, um dos destaques do dia são os dados do Produto Interno Bruto (PIB) do país, que sofreu queda anualizada de 0,6% no segundo trimestre de 2022, de acordo com dados do Departamento do Comércio dos EUA divulgados nesta manhã.

O resultado ficou um pouco abaixo da expectativa dos analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam declínio de 0,5% no período. Como a atividade econômica do país já havia encolhido 1,6% no trimestre anterior, o novo recuo entre abril e junho coloca a maior economia global em recessão técnica.

Outro dado importante da economia americana publicado pelo Departamento do Comércio durante a manhã foi o índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês, que subiu 7,1% no segundo trimestre na comparação anual, repetindo a estimativa original.

Vale lembrar que o PCE é a medida de inflação preferida do Fed para balizar as decisões de política monetária.

Bolsas americanas/principais índices

  • S&P 500: +0,72%
  • Dow Jones: +0,37%
  • Nasdaq 100: +1,09% (dados atualizados às 15h37)

Esses resultados colocam os holofotes em cima do evento de Jackson Hole com mais ênfase, pois os investidores estão em busca de pistas para entender quais serão os próximos passos da política monetária dos EUA, com o Fed adotando uma postura mais dura em relação a reduzir a inflação por meio da alta da taxa básica de juros.

Nesta sexta-feira, 25, o presidente do BC americano, Jerome Powell, discursa durante o simpósio, e, segundo especialistas, a expectativa é de que ele reforce o foco no controle da inflação, mesmo à custa do crescimento dos Estados Unidos. Apesar da trégua do indicador em julho, os economistas destacam que a inflação ainda segue pressionada.

Europa: mercados fecham mistos

Na Velha Economia, as bolsas fecharam mistas, com os investidores repercutindo a ata da última reunião do Banco Central Europeu (BCE), divulgada durante esta manhã.

Segundo o documento, um grande número de dirigentes do BC europeu considerou apropriado elevar seus juros básicos em 50 pontos-base na última reunião, o que "forneceu mais clareza aos participantes de mercado em um ambiente altamente incerto".

A ata destacou ainda que, mesmo após a elevação da taxa, a postura de política monetária permanece acomodatícia. Ainda no documento, o BCE pondera que normalização adicional dos juros "seria apropriada" nas próximas reuniões e reiterou que a trajetória das taxas continua dependente de dados futuros.

Também no documento, o BCE considera que os riscos de expectativas de inflação de longo prazo ficarem desancoradas está crescendo.

Bolsas europeias/fechamento

  • Stoxx 600 (pan-europeu): +0,32% (433,44 pontos)
  • DAX (Frankfurt): +0,39% (13.271 pontos)
  • FTSE 100 (Londres): +0,11% (7.479 pontos)
  • CAC 40 (Paris): -0,08% (6.381 pontos)

Brasil: Bolsa sobe com commodities

Internamente, no âmbito das ações, a Bolsa sofre a influência negativa da desvalorização dos papeis da Petrobras, impedindo uma alta mais acentuada. Às 15h26, os papeis ON e PN da petroleira recuavam 1,23% e 1,16%, respectivamente.

As varejistas também ajudam a impulsionar o Ibovespa para cima, em dia de valorização para os papeis do Magazine Luiza - que subiam quase 3% após a empresa anunciar a chegada do Magalu Games em sua plataforma - Americanas e Via, que sobem 1,63% e 0,88% na sequência, no mesmo horário.

Maiores altas

EmpresaTickerVariação
Magazine LuizaMGLU3+6,44%
HapvidaHAPV3+3,21%
CognaCOGN3+2.72%
PositivoPOSI3+2,52%
ViaVIIA3+3,54%

Maiores baixas

EmpresaTickerVariação
TaesaTAEE11-0,93%
AssaíASAI3-0,79%
JHSFJHSF3-0,60%
HyperaHYPE3-0,93%
Energisa do BrasilENGI11-0,75%
Fonte: B3 (dados atualizados às 10h46)

Bolsas asiáticas fecham em baixa

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta nesta quinta-feira, acompanhando os modestos ganhos em Wall Street da véspera.

Liderando os ganhos na região, o índice Hang Seng saltou 3,63% em Hong Kong, aos 19.968 pontos, impulsionado por ações de tecnologia e após retomar negócios que ficaram suspensos por algumas horas devido a um alerta de tufão.

Em outras partes da Ásia, o japonês Nikkei subiu 0,58% em Tóquio, aos 28.479 pontos, o sul-coreano Kospi avançou 1,22% em Seul, aos 2.477 pontos, e o Taiex garantiu alta de 0,87% em Taiwan, aos 15.200 pontos.

Na Coreia do Sul, agradou o fato de o BC local elevar seu juro básico em 25 pontos-base, a 2,50%, após um inesperado aumento de 50 pontos-base em julho.

Na China continental, o Xangai Composto também ficou no azul, com ganho de 0,97%, aos 3.246 pontos, mas o menos abrangente Shenzhen Composto caiu 0,24%, aos 2.155 pontos, em meio a preocupações com a pior onda de calor no país em seis décadas.

Na Oceania, a bolsa australiana seguiu favorecida por balanços positivos de empresas locais, e o S&P/ASX 200 avançou 0,71% em Sydney, aos 7.048 pontos. / com Agência Estado

Leia mais

Fundos de ações: sair ou investir neste momento? Especialistas opinam (maisretorno.com)
Jackson Hole: saiba o que é e a importância deste evento (maisretorno.com)
Ilha em Ubatuba vai a leilão com lance mínimo de R$ 23 milhões (maisretorno.com)
Bradesco e BV: o que os bancos ganham com parceria em nova asset (maisretorno.com)

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter

,