Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Mercado ao vivo: acompanhe as movimentações da Bolsa e do dólar nesta segunda-feira, 6 de junho

Petrobras recua acompanhando a desvalorização do petróleo no exterior

Data de publicação:06/06/2022 às 11:24 -
Atualizado um mês atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

A Bolsa de Valores brasileira, a B3, opera em baixa, depois de registrar alta nas primeiras horas do pregão desta segunda-feira, 6, puxada pela desvalorização da Petrobras, que cai acompanhando a queda do petróleo nos mercados internacionais. Às 12h25, o Ibovespa, principal índice acionário da Bolsa, recuava 0,53%, aos 110.512 pontos, enquanto a petroleira tinha queda de 0,69%.

No mesmo período, a Vale avançava 0,59%, segurando uma queda mais acentuada do índice. O minério de ferro tem alta com o afrouxamento das medidas de isolamento na China, impulsionando as ações da mineradora. Em Pequim, as autoridades liberaram o transporte público na maioria dos distritos, além da volta dos trabalhadores aos escritórios, o que eleva a percepção de uma retomada da atividade no país, principal demandante por diversas commodities, o que pode aquecer a economia global.

Bolsa
Sede da B3, a Bolsa de Valores brasileira | Foto: B3/Divulgação

Entre as principais movimentações da Bolsa no dia, destaque também para a Eletrobras, que vive um dia de volatilidade, após o anúncio de uma decisão judicial que suspendeu a assembleia de debenturistas de Furnas - essencial para o prosseguimento da oferta de ações da estatal de energia elétrica, que passa por um processo de privatização.

Dólar

O dólar, depois de iniciar a manhã em terreno negativo, opera com alta. Às 12h28, a moeda americana subia 0,40%, cotada a R$ 4,80, com os investidores repercutindo a divulgação de uma parcial do Boletim Focus nesta manhã pelo Banco Central (BC). Os especialistas entrevistados pelo BC projetam que a inflação de 2022 deve fechar o ano em 8,89% e em 4,39% em 2023.

Na última edição, que havia sido divulgada em 2 de maio (e ficou atrasada desde então por conta de uma greve dos servidores do BC), as projeções para o IPCA, que é o principal indicador da inflação no Brasil, eram de 7,89% para este ano e de 4,10% no próximo. Vale lembrar que o teto da meta de inflação para 2022 do BC é de 5,00%, enquanto em 2023 o limite superior fica em 4,75%.

O dia na Bolsa

Maiores altas da Bolsa

EmpresaCódigoVariação
Raia DrogasilRADL3+1,88%
SuzanoSUZB3+1,08%
BradesparBRAP4+1,00%
HyperaHYPE3+0,83%
ValeVALE3+0,58%
Fonte: B3 | Dados atualizados às 12h30

Maiores baixas da Bolsa

EmpresaCódigoVariação
MéliuzCASH3-4,44%
HapvidaHAPV3-4,42%
CSNCSNA3-3,50%
QualicorpQUAL3-3,42%
AlpagartasALPA4-3,12%
Fonte: B3 | Dados atualizados às 12h30

Mercados internacionais

Em um dia de agenda esvaziada, os mercados globais têm a China no centro das atenções, afirmam analistas do BTG Pactual.

Também na Ásia, o índice de gerentes de compras (PMI) composto chinês subiu de 37,2 em abril para 42,2 em maio, de acordo com pesquisa divulgada pela S&P Global e a Caixin Media. Tanto os componentes de indústria e serviço ganharam fôlego no mês passado. Embora ainda esteja em território de contração, abaixo de 50, o indicador registrou sensível melhora, à medida que várias cidades diminuem as rígidas medidas de controle da pandemia.

Em Hong Kong, o setor de tecnologia disparou após uma reportagem do The Wall Street Journal informar que reguladores chineses se preparam para encerrar investigações contra a gigante de carona DiDi Global, além da plataforma de logística Full Truck Alliance e da empresa de recrutamento online Kanzhun. Autoridades chinesas têm reduzido a campanha de pressão contra as techs em meio à desaceleração da economia.

Desempenho das bolsas americanas

  • Dow Jones: alta de 0,34%
  • S&P 500: alta de 0,73%
  • Nasdaq 100: alta de 0,89%

Dados atualizados às 12h29

Desempenho das bolsas europeias

  • Stoxx 600 (Europa): alta de 1,07%
  • FTSE 100 (Inglaterra): alta de 1,10%
  • DAX (Alemanha): alta de 1,49%
  • CAC 40 (França): alta de 1,33%

Dados atualizados às 12h29

Fechamento das bolsas asiáticas

  • Xangai Composto (China): alta de 1,28%
  • Shenzhen Composto (China): alta de 2,32%
  • Hang Seng (Hong Kong): alta de 2,71%
  • Nikkei (Japão): alta de 0,56%
  • Taiex (Taiwan): alta de 0,32%
Sobre o autor
Bruna Miato
Repórter na Mais Retorno