Finanças Pessoais

O Índice Bovespa encerrou o pregão desta terça-feira (9) com alta de 0,65%, em 111.330,62. Os negócios transcorreram em ambiente tenso e de instabilidade, As expectativas estavam voltadas para a tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Emergencial.

O receio do mercado era o de que a PEC fosse alterada com as sugestões do presidente Bolsonaro, que pudessem desrespeitar o teto de gastos. Isso porque a ideia era deixar policiais e profissionais de segurança de fora de medidas do ajuste fiscal, entre elas o congelamento de salários.

No entanto, os ânimos se acalmaram com a sinalização de que o escopo da PEC aprovado no Senado será mantido. Agora o projeto será debatido no plenário da Câmara, provavelmente, ainda esta semana.  A fala do relator da PEC Emergencial, o deputado Daniel Freitas (PSL-SC), de que o texto não terá mudanças, também contribuiu para um fechamento positivo da B3.

Melhores desempenhos

As maiores altas da B3 foram Minerva Foods (BEEF3), que fechou com alta de 6,14%, cotada a R$ 10,20. A BRF (BRFS3) avançou 5,98%, para R$ 24,65, e a Suzano (SUZB3) 5,06%, para R$ 79,18.

Não por acaso, todas essas empresas vêm sendo beneficiadas com a valorização do dólar.

Piores desempenhos

As maiores baixas do dia ficaram com as Lojas Americanas (LAME4), com desvalorização de 5,70%, cotada por R$ 21,00, seguida pela B2B Digital (BTOW3), com queda de 5,25%, cotada por R$ 63,14. A Via Varejo completa a lista, com baixa de 4,85% e papel a R$ 10,98.

LUIZA LEÃO
Repórter - maisretorno.com

Imagem do autor

Repórter do Portal Mais Retorno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Visualizar Comentários

Veja mais Ver mais