Empresa

O BTG Pactual elevou nesta terça-feira, 9, os preços-alvo das ações do Banco Inter (BIDI11), de R$ 111 para R$ 180, e da Méliuz (CASH3), de R$ 18 para R$ 35. O BTG também reiterou a recomendação de compra para as empresas.

Segundo o banco, apesar das fortes valorizações no acumulado do ano (BIDI11 +40% e CASH3 +52%), a recente fraqueza global em “tecnologia” e ações de alto crescimento abriram pontos de entrada atraentes. Às 17h28, BIDI11 subia 0,53%, a R$ 138,86, e CASH3 avançava 1,97%, a R$ 23,31.

BTG Pactual elevou as estimativas para o Banco Inter e Méliuz

Inter

O relatório aponta que após três trimestres consecutivos de prejuízos líquidos, o Inter finalmente registrou lucro no quarto trimestre de 2020. Entre as receitas que se destacam estão os serviços do marketplace, investimentos, seguros e cartões, todos saindo acima das expectativas.

Os empréstimos cresceram 26% em relação ao trimestre anterior e 84% em relação ao ano de 2019, também mais forte do que o BTG antecipava.

Méliuz

No caso da Méliuz, o IPO havia sido precificado em R$ 10/ação. 40 dias depois, a cobertura do BTG já cotava o papel a R$ 12,50. Mas, após a alta no acumulado do ano, agora disparou para R$ 23, dando-lhe um valor de mercado de aproximadamente R$ 3 bilhões.

A empresa só reportará seus resultados do 4T20 no final do mês, mas já há a expectativa de:

Como resultado, as estimativas de receita para 2021-2023 aumentaram 41%, 63% e 81%, respectivamente. As melhores estimativas + CoE (custo de capital) mais baixo (25bps também) levaram o preço-alvo para R$ 35.

Imagem do autor

Repórter do Portal Mais Retorno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Empresa
Mercado Financeiro
Mercado Financeiro
Mercado Financeiro
Veja mais Ver mais