Logo Mais Retorno
Bolsa
Mercado Financeiro

Bolsa sobe 1,37% e retoma os 98 mil pontos com commodities e exterior; dólar cai 0,10%

Alta do petróleo sustentou valorização de Petrobras em mais de 2%

Data de publicação:19/07/2022 às 18:33 -
Atualizado 3 meses atrás
Compartilhe:

Com a alta de hoje, de 137%, a Bolsa de Valores, a B3, conseguiu retomar o nível de 98 mil pontos (98. 244). Foi o terceiro pregão consecutivo de alta na semana. O dólar fechou em queda de 0,10%, negociado a R$ 5,42 no encerramento dos negócios.

Wellington Filho, especialista em renda variável da Blue3, explica que o índice seguiu o bom humor do mercado internacional e foi puxado em boa parte pelas commodities. Na esteira da alta de 1% do petróleo do tipo Brent, que é referência de preços para a Petrobras, os papeis da petroleira fecharam com alta de 2,03%. Já nos papeis de Vale, a valorização foi mais discreta, de 0,22%

bolsa
Foto: Shutterstock

O analista da Blue3 também aponta como fator positivo o fato de a inflação na Zona do Euro, embora em alta, tenha saído em linha com o esperado, 8,6% acumulado em 12 meses até junho, o que retira um pouco da pressão sobre o ajuste a ser feito nos juros na região e anunciado na próxima quinta-feira. É um sinal de que a inflação vai começar a arrefecer, segundo ele, sem exigir uma política de juros mais arrojada.

Nos Estados Unidos, o movimento foi de recuperação após a queda dos mercados na véspera, de acordo com Rodrigo Moliterno, até porque as persepctivas negativas já estão precificadas diante de boas opções de compra com papeis bem descontados.

Além disso, resultados de balanços corporativos trimestrais estão suepreendendo positivamente, especialmante as de empresas de tecnologia. Dow Jones fechou com alta de 2,43%, S&P, de 2,76% e Nasdaq, de 3,11%.

Por aqui, a valorização atingiu os diferentes setores da B3, sendo que os destaques ficaram com papeis de bancos: Itaú subiu 3,37%; Bradesco, 3,66; Santander, 5,57%, e Banco do Brasil, 2,70%. Moliterno ressalta que os balanços do 2º trimestre começam a ser divulgados na próxima semana e a expectativa é de que os resultados venham fortes.

Wellington Filho também destaca os papeis de proteína animal, Marfrig subiu 8,23%.

Do lado mais fraco, pregão desta terça-feira, de acordo com Leandro De Checci, analista da Clear Corretora, ficaram os papeis do setor de educação que não acompanharam a força positiva do mercado: Yudq caiu 4,01%, e Cogna, 3,32%, as duas entre as cinco maiores quedas do pregão

Sobre o dólar, De Checci afirma que embora em queda a moeda se manteve acima dos R$ 5,40, sugerindo algum apetite ao risco. E sobre as expecativas para a semana, ele lembra que "investidores estarão atentos, na próxima quinta-feira, 21, à decisão de política monetária para a zona do Euro após a divulgação de hoje dos dados de inflação ao consumidor (CPI) demonstrarem um cenário desafiador para o BCE mais à frente.


Sobre o autor
Regina Pitoscia
Editora do Portal Mais Retorno.

Inscreva-se em nossa newsletter