Mercado Financeiro

Bolsa de Valores sobe 1,70% puxada por empresas ligadas ao minério de ferro; dólar sobe a R$ 5,69

Expectativas mais otimistas sobre a pandemia também ajudaram o bom-humor do mercado

Data de publicação:06/12/2021 às 18:55 - Atualizado um mês atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Depois de fechar a última semana em alta, a Bolsa de Valores brasileira, a B3, seguiu no movimento de valorização e avançou 1,70% nesta segunda-feira, 06. O Ibovespa fechou aos 106.859 pontos, patamar que foi alcançado pela última vez há quase um mês, em 12 de novembro. A alta do dia foi puxada, principalmente, pela Vale e siderúrgicas, que acompanharam o desempenho positivo do minério de ferro nos mercados internacionais.

De acordo com Rafael Ribeiro, analista da Clear Corretora, também contribuíram para o bom-humor dos mercados interno e externo as perspectivas de que a ômicron, nova variante do coronavírus, não seja tão nociva à saúde quanto outras, "o que reduz substancialmente a probabilidade de lockdown e, por consequência, um impacto maior na economia global".

Foto: B3, a Bolsa de Valores brasileira
Sede da B3, a Bolsa de Valores brasileira, em São Paulo - Foto: B3/Divulgação

"Apesar do seu alto grau de contaminação, o que assustou muito o mercado no começo do mês e é um componente de risco importante na avaliação, até agora os infectados apresentam um quadro leve em termos gravidade, sendo que poucos dos hospitalizados com a variante precisaram receber oxigênio suplementar durante o tratamento e menos ainda desenvolveram pneumonia ou precisaram de UTI", ressalta o especialista.

Neste contexto, Antônio Sanches, especialista da Rico Investimentos, ressalta que o "destaque fica para a alta de empresas mais impactadas pela pandemia, como é o caso de empresas aéreas e ligadas ao turismo". Ele afirma que as as notícias também renderam alívio nas bolsas americanas, que subiram hoje após uma semana marcada por perdas. "O VIX, índice que mede a expectativa volatilidade do mercado, no entanto, permanece elevado", comenta.

Os índices S&P 500, Dow Jones e Nasdaq 100 avançaram 1,15%, 1,87% e 0,85%, respectivamente. O dólar também viveu um dia de valorização e fechou em alta de 0,64%, cotado a R$ 5,69.

Destaques do pregão desta segunda-feira na Bolsa de Valores

Companhias aéreas

As maiores altas do dia, assim como Sanches comentou, ficaram por conta das empresas que são mais impactadas pelas medidas restritivas de circulação. As companhias aéreas Gol e Azul dispararam 11,80% e 10,48%, após uma semana de baixas acentuadas com a cautela provada pela ômicron.

Minério de ferro

No entanto, as altas que mais contribuíram para a valorização da Bolsa foram as das empresas ligadas ao minério de ferro. A Vale, que corresponde a cerca de 14% da composição do Ibovespa, saltou 5,54% no pregão, enquanto as siderúrgicas CSN, Usiminas e Gerdau avançaram 3,87%, 3,94% e 2,66%, na sequência.

Setor financeiro

Os bancões, que também tem um forte peso na carteira teórica da B3, cerca de 17%, contribuíram para o avanço da Bolsa nesta segunda. Vale lembrar que em dias de bom-humor do mercado, o setor financeiro é uma das principais portas de entrada para o investidor estrangeiro que quer investir no Brasil, pela alta liquidez de seus papéis. Itaú, Bradesco, Santander e Banco do Brasil subiram 1,22%, 2,36%, 0,21% e 2,70%, nesta ordem.

Petrobras

As ações da Petrobras fecharam com leve alta de 0,45% nesta segunda-feira, após a petroleira negar as sinalizações feitas pelo presidente Jair Bolsonaro sobre uma possível redução no preço dos combustíveis. Mais cedo, a estatal enviou um comunicado ao mercado dizendo que não há nenhuma decisão tomada sobre qualquer alteração nos preços.

“A Petrobras reitera seu compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato das volatilidades externas e da taxa de câmbio causadas por eventos conjunturais”.

Além disso reiterou que “não antecipa decisões de reajuste e reforça que não há nenhuma decisão tomada por seu Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP) que ainda não tenha sido anunciada ao mercado”.

A declaração de Bolsonaro sobre a redução nos preços dos combustíveis foi feita após o chefe do Executivo apresentar críticas sobre o aumento nos preços e falar até em privatizar a estatal.

A possibilidade de redução nos preços foi citada pelo presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, durante audiência pública no Senado no último dia 23. Pressionado por senadores, Silva e Luna afirmou na ocasião que a empresa estava há 30 dias sem reajustar os preços e que analisava se faria uma redução.

O que mais pode impactar a Bolsa de Valores durante a semana?

"No cenário político e fiscal brasileiro, a discussão sobre a aprovação da PEC dos Precatórios segue entre a Câmara e o Senado, que ainda não chegaram em um acordo final sobre a aprovação da proposta. O tema é prioridade no Legislativo, por ser crucial pra a definição do orçamento do ano que vem. Sobre a peça orçamentária, o Congresso alterou o calendário para votar antes do início do recesso parlamentar, no dia 18 de dezembro", destaca Sanches.

O especialista da Rico destaca também que a semana começa com a expectativa de que o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) eleve a taxa básica de juros, Selic, em pelo menos 1,5 ponto percentual nesta quarta-feira, 08, na última reunião do colegiado em 2021.

Além disso, Sanches comenta que "dados de inflação no Brasil, com o IPCA de novembro na sexta-feira, e no exterior, com a inflação ao consumidor nos EUA, também seguem no radar da semana, impactando mercados como os de renda fixa, fundos imobiliários e ações".

Sobre o autor
Bruna Miato
Repórter na Mais Retorno
ITBI

ITBI

O que é o ITBI? O Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) é um tributo municipal que incide, conforme determinação da própria Constituição Federal...

  CONTINUAR LENDO