Logo Mais Retorno
Bolsa
Mercado Financeiro

Bolsa fecha em alta de 1,46% com inflação americana abaixo do esperado; dólar fica em R$ 5,08

Especialistas esperam que, com esse resultado, o Fed reduza o passo no aperto monetário

Data de publicação:10/08/2022 às 17:14 -
Atualizado 2 meses atrás
Compartilhe:

Na esteira do mercado internacional, a Bolsa encerrou a sessão desta quarta-feira, 10, em alta de 1,46%, aos 110 mil pontos, e o dólar em queda de 0,87%%, cotado a R$ 5,08.

O dia teve como principal acontecimento a divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, que ficou estável no resultado anual em 8,5%, ante 9,1% no mês anterior, e abaixo da projeção do mercado de 8,7%.

Bolsa
Inflação americana abaixo do esperado impulsionou a Bolsa - Foto: Envato

Assim como no IPCA no Brasil, o CPI americano arrefeceu puxado pela queda no preço dos combustíveis, tornando a inflação mais controlada, segundo Leonardo Neves, especialista em renda variável da Blue3.

Os dados animaram os mercados, tanto no exterior quanto internamente, pois, segundo os especialistas, é um indicativo para que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) reduza o passo no ciclo de alta da taxa básica de juros do País.

Durante o dia, após a divulgação da inflação de julho, o presidente do Fed de Chicago, Charles Evans, afirmou que o indicador foi "o primeiro positivo" no quadro atual, mas também ponderou que os preços seguem "muito elevados" no país.

Durante sessão de perguntas e respostas na Universidade Drake, o dirigente reafirmou a postura do Fed de continuar a elevar os juros, neste ano e no próximo, para conter o quadro inflacionário.

Atualmente, a taxa básica está entre 2,25% e 2,50%. Caso o quadro fique melhor que o esperado, as altas poderiam ser menores do que as hoje projetadas, acrescentou.

Evans afirmou não prever uma recessão econômica nos EUA e acrescentou que deve haver crescimento econômico no segundo semestre.

Para 2023, ele projetou crescimento de "1,5% a 2,0%", e depois disso o avanço do PIB deve retornar um quadro mais "normal", após o impulso com a reabertura após a pandemia.

Apesar de um levantamento do CME Group mostrar que uma alta de 50 pontos-base pelo Fed na reunião de setembro se tornou mais provável nas apostas, analistas têm opiniões divididas.

A Capital Economics agora espera aumento de meio ponto porcentual, enquanto o Commerzbank pondera que uma leitura não é suficiente para alterar a postura agressiva do Fed e mantém a previsão de elevação de 75 pb.

Bolsas americanas/fechamento

  • S&P 500: +2,04% (419,74 pontos)
  • Dow Jones Industrial Average: +1,63% (33.309 pontos)
  • Nasdaq 100: +2,85% (13.378 pontos)

O dia na Bolsa

Além da influência do otimismo das principais praças financeiras internacionais, o Ibovespa também foi puxado para cima pelas ações dos gigantes financeiros. Itaú, Bradesco e Santander concluíram o dia com valorização de 2,16%%, 1,70% e 1,82%, respectivamente.

Maiores altas

EmpresaTickerVariação
Irb BrasilIRBR3+8,48%
JHSFJHSF3+8,31%
TotvsTOTS3+6,80%
Americanas S.AAMER3+7,64%
Banco PanBPAN4+7,71%

Maiores baixas

Empresa-EmpresaTickerVariação
CopelCPLE6-1,92%
EnergisaENGI11-1,80%
EletrobrasELET6-1,64%
Natura & Co.NTCO3-1,52%
QualicorpQUAL3-1,79%
Fonte: B3

Bolsas europeias fecham em alta com CPI americano

As principais bolsas europeias fecharam em alta nesta quarta-feira, após os resultados da inflação mostrar desaceleração na escalada de preços nos Estados Unidos e Alemanha. A temporada de balanços seguiu no radar dos operadores.

Do outro lado do Atlântico, a Destatis confirmou aumento de 7,5% na inflação alemã no mês passado, o que também representou uma desaceleração quanto ao mês anterior.

Quanto à energia, que segue no debate na Europa, a Rystad Energy afirma que os preços têm caído no continente pela segunda semana seguida, ainda que permaneçam em níveis historicamente altos. "

A diferença entre os preços franceses e alemães agora fechou completamente, com preços quase idênticos nos últimos cinco dias", diz o analista sênior Fabian Ronningen. / com Agência Estado

Bolsas europeias/fechamento

  • Stoxx 600 (pan-europeu): + 0,95% (440,14 pontos)
  • DAX (Frankfurt): + 0,25% (7.507,11 pontos)
  • FTSE 100 (Londres): +1,23% (13.700 pontos)
  • CAC 40 (Paris): + 0,52% (6.523 pontos)

Leia mais

Fundos de renda fixa: 12 deles estão negativos em 2022, por quêndos d (maisretorno.com)
CPI nos EUA fica em 8,5% em julho e desacelera os ganhos ante junho (maisretorno.com)
Selic: o que pode acontecer para que o BC eleve mais a taxa de juros? (maisretorno.com)
Mais Retorno lança nova ferramenta com informações sobre ações
Inflação em queda: quais são as ações que podem render bons lucros? (maisretorno.com)

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter