Logo Mais Retorno
Empresa

AZ Quest anuncia entrada no mercado de agro com novo FDIC

Intenção da gestora é dar outros passos no segmento, com a emissão de um Fiagro focado em investidores pessoa física

Data de publicação:27/06/2022 às 15:23 -
Atualizado um mês atrás
Compartilhe:

A AZ Quest, um dos braços do grupo Azimut, anunciou sua entrada no mercado de fundos voltados para o agronegócio. Em parceria com a XP, a largada será dada com a criação de um Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FDIC) fechado, com R$ 75 milhões já captados.

Além disso, está nos planos a emissão de um Fiagro focado no público de investidores pessoa física, que tem isenção de imposto de renda e com meta de retorno esperada de CDI+5%.

AZ Quest
AZ Quest ingressa no mercado de agro com novo FDIC - Foto: Reprodução

O time de gestão do FDIC da AZ Quest será coordenado por Idalicio Silva, ex-Bradesco, BV e Ecoagro. Na bagagem, o gestor traz experiência com renda fixa e crédito agrícola.

Silva também foi secretário especial adjunto de desestatização, desinvestimento e mercados, no Ministério da Economia, atuando também como coordenador do programa de desestatização do Governo Federal

“O agro tem vários setores e alguns deles são menos habituados com o mercado financeiro. Os produtores de insumos e commodities entendem muito bem do próprio negócio, são excelentes empreendedores, o que traz a demanda por investimento profissional na área. Por isso, decidimos seguir por este caminho, que começou com a chegada do Idalicio”.

Laurence Mello, gestor de crédito da AZ Quest

Segundo Walter Maciel, CEO da AZ Quest, “é o primeiro de uma série de investimentos que faremos na classe de investimentos alternativos, que trazem passivo de longo prazo e complementam a nossa prateleira já extremamente diversificada de fundos de investimentos”.

A intenção, segundo a AZ Quest, dentro do portfólio agro, é compor a carteira com fundos, além de crédito, também focados no setor imobiliário, de compra e venda de terras e de participações em empresas, semelhante aos private equities.

“Optamos pelo crédito para começar o investimento em agro seguindo um modelo próprio da AZ Quest. Quando este modelo amadurecer, poderemos partir para outros e abrir o leque de opções”, projeta o CEO da AZ Quest.

Carteira pulverizada

O novo FDIC da AZ Quest conta com uma carteira pulverizada. Segundo a gestora, o resultado não depende de uma única cultura e nem de uma microrregião, o que protege o investidor da exposição a algum tipo de intercorrência climática, por exemplo.

“Optamos por um portfólio diversificado, com empresas que têm menos riscos, nas áreas de sementes, fertilizantes, defensivos e logística. Nosso time reúne um conjunto de habilidades bastante singular com modelagem estatística, crédito, estruturação, jurídico e de campo. Todos têm capacidade de originação de ativos. É o nosso diferencial.”, explica Silva.

Leia mais

Caio Paes de Andrade é novo presidente da Petrobras; saiba quem é ele (maisretorno.com)
Crise econômica: quais os melhores setores para investir na recessão? (maisretorno.com)
Bolsa opera em alta puxada por empresas de commodities; dólar recua (maisretorno.com)
Dados da economia americana, risco fiscal brasileiro e Petrobras movimentam a agenda econômica desta semana; confira os destaques | Mais Retorno
'O pior momento da inflação já passou', diz presidente do BC (maisretorno.com)
XP lança faculdade com graduação a custo zero, MBAs e cursos livres (maisretorno.com)

Sobre o autor
Julia Zillig
Repórter do Portal Mais Retorno.