Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Bancos e empresas ligadas às commodities lideram as recomendações de ações para junho

Minério de ferro ganha destaque entre as indicações por conta da reabertura na China, enquanto bancos devem se beneficiar da Taxa Selic em alta

Data de publicação:02/06/2022 às 00:30 -
Atualizado um mês atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Depois de derrapar em abril, a Bolsa de Valores brasileira, a B3, voltou a subir em maio e encerrou o último mês com uma alta de 3,22%. As empresas exportadoras de commodities estiveram entre as principais influências positivas para o bom desempenho do Ibovespa e ao que tudo indica, para junho, a tendência permanece praticamente a mesma.

Pelo menos é isso o que mostram as carteiras recomendadas de cinco casas de investimento analisadas pela Mais Retorno. Entre todas as indicações do BTG Pactual Digital, Órama, Guide Investimentos, Warren e Genial Investimentos, destacam-se as ações de commodities, com a Vale liderando as recomendações. Além disso, todas as corretoras também elevaram ou mantiveram posições expressivas no setor financeiro.

recomendações ações
Vale é a empresa que mais aparece entre as recomendações de ações em junho | Foto: Reprodução

Commodities: destaque para o minério de ferro

O fato do Brasil ser um País exportador de commodities faz com que muitas das ações com maiores pesos na composição do Ibovespa sejam beneficiadas em períodos de valorização na cotação destes produtos. É isso que vem acontecendo desde o começo do ano e as perspectivas apontam que ao longo deste mês a situação se mantenha, principalmente para o minério de ferro.

De acordo com o BTG Pactual, no curto prazo, os preços para o minério devem continuar elevados por conta da reabertura da China, que passou por um longo período com duras medidas restritivas para frear o avanço do número de casos de covid-19 no país. Como a China é um dos principais demandantes de minério do mundo, com sua reabertura, a expectativa é que cresça a demanda pelo produto.

"Os preços do minério de ferro devem continuar sendo sustentados pela recuperação da China e a recuperação da produção de aço, refletindo estímulos, flexibilização das restrições à poluição e oferta", destaca a instituição em relatório, que tem a Vale entre suas indicações para junho. Órama e Warren também estão posicionadas com a mineradora, enquanto a Guide optou por colocar a Gerdau em seu portfólio.

Outras empresas ligadas às commodities que também estão entre as recomendações de ações

EmpresaSetor
PetrobrasÓleo e gás
PetroRioÓleo e gás
PetroRecôncavoÓleo e gás
KlabinPapel e celulose
JBSAgropecuária
MarfrigAgropecuária
BRFAgropecuária
Fonte: BTG Pactual, Genial Investimentos, Guide Investimentos, Órama e Warren

Setor financeiro: bancos devem se beneficiar dos juros altos

Com a Selic, taxa básica de juros da economia brasileira, passando por um período de altas - hoje ela está em 12,75% e as expectativas são de que o Comitê de Política Monetária (Copom) continue elevando os juros -, os analistas explicam que a tendência é que os bancos possam se beneficiar do movimento. Afinal, com taxas mais altas, a receita das instituições com empréstimos e financiamentos tende a crescer.

Todas as cinco casas de investimento que a Mais Retorno considerou nesta matéria incluíram alguma instituição financeira entre suas recomendações. Itaú Unibanco e Banco do Brasil foram as únicas que aparecem em mais de uma carteira - o BTG Pactual Digital indicou as duas instituições e, além dele, o Itaú foi recomendado pela Genial, enquanto o Banco do Brasil foi recomendado pela Guide.

Outras empresas do setor financeiro que aparecem entre as recomendações das corretoras são:

  • Bradesco (banco)
  • Santander (banco)
  • BTG Pactual (banco)
  • B3 (instituição responsável pela Bolsa de Valores brasileira)
  • Simpar (holding)

Recomendações de ações de varejo e consumo doméstico

Para compor suas carteiras, as corretoras também incluíram recomendações de empresas ligadas ao consumo doméstico. No entanto, não há um consenso entre as cinco casas sobre qual a melhor estratégia em um momento de inflação elevada e juros subindo.

A Genial acredita que há uma possibilidade do Brasil estar se aproximando do seu pico inflacionário e, por isso, escolheu ações com preços atrativos em setores que possuem correlação inversa com a curva de juros de longo prazo. Por isso, a corretora incluiu as varejistas Multilaser e Vivara entre suas recomendações, além da JHSF, empresa que atua nos setores de shopping centers, incorporação imobiliária, hotelaria e gastronomia.

A Órama escolheu se posicionar no consumo doméstico com a Via, a Petz, a CVC e a Natura. "Estamos observando, do ponto de vista macroeconômico, uma perspectiva de atividade um pouco melhor. Inclusive, alteramos recentemente a perspectiva de PIB de 0,6% para 1%. Estas empresas deverão se beneficiar dessa perspectiva momentaneamente", explicam os analistas, em relatório.

O BTG Pactual Digital, optou por seguir com papéis de varejistas de alta renda Arezzo e Multiplan, que tendem a sofrer menos em um cenário macroeconômico desafiador. A Guide também manteve a Multiplan em seu portfólio. Já a Warren não incluiu nenhuma ação de varejista ou companhia prestadora de serviço ligadas ao consumo doméstico.

Leia mais

Sobre o autor
Bruna Miato
Repórter na Mais Retorno