Logo Mais Retorno
Economia

Provavelmente, EUA permanecerão em uma era de juros muito baixos, diz Powell

Mesmo com as perspectivas de elevação da taxa básica nos próximos meses, tendência principal é de taxas bem baixas

Data de publicação:11/01/2022 às 14:07 -
Atualizado 4 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, disse nesta terça-feira, 11, que os Estados Unidos estão em "uma era de juros muitos baixos" e provavelmente permanecerão nesta configuração, mesmo com as perspectivas de elevação da taxa básica nos próximos meses.

Em audiência no Comitê Bancário do Senado, Powell atribuiu a recente escalada da inflação no país a desequilíbrios entre oferta e demanda. Para ele, as condições de oferta devem ser normalizadas ao longo deste ano, o que ajudará a conter a escalada inflacionária. Por consequência possibilitará a manutenção da era de juros baixos.

Powell juros baixos
Símbolo do Federal Reserve

No entanto, o dirigente assegurou que, se necessário, o Fed pode elevar juros em ritmo mais rápido para reduzir a inflação.

"Usaremos todos os nossos instrumentos", comentou Powell, que acrescentou que estabilidade dos preços é necessária para conquistar um período prolongado de expansão econômica.

Powell quer testes climáticos de estresse

O presidente do Federal Reserve afirmou também que a autoridade monetária estuda a possibilidade de adotar testes de estresse climáticos. O objetivo do instrumento seria avaliar a vulnerabilidade do sistema financeiro aos efeitos das transformações no clima.

Na audiência no Comitê Bancário do Senado, Powell comentou que é "muito provável" que a ferramenta seja parte importante da política do Fed para lidar com o impacto econômico das mudanças climáticas.

Questionado se a escalada recente da inflação nos EUA é causada por gargalos na cadeia produtiva, Powell respondeu que "a maior parte" do movimento pode ser atribuído aos problemas na oferta. /Agência Estado

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!