Logo Mais Retorno
Economia

Preço do petróleo dispara a US$ 110, mesmo com liberação de estoque

Avanço no preço aconteceu após a AIE anunciar medida para tentar evitar o desabastecimento do produto no mercado mundial

Data de publicação:02/03/2022 às 09:18 -
Atualizado 3 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Em mais um dia de tensão nos mercados por causa do avanço militar da Rússia na Ucrânia, o preço do barril do petróleo tipo Brent disparou na véspera e superou os US$ 110 nesta quarta-feira, 2.

A escalada começou logo pela manhã do dia anterior, mas ganhou força durante à tarde após a Agência Internacional de Energia (AIE) - que representa os consumidores-chave de petróleo - anunciar a liberação de estoques, em tentativa de sinalizar que não haverá desabastecimento.

Apesar da liberação de estoque, petróleo dispara e atinge mais de US$ 110
Preço do barril do petróleo tipo Brent chegou a atingir US$ 110 nesta quarta-feira, 2 - Foto: Envato

A medida, no entanto, não conseguiu conter a alta de commodity. O petróleo WTI para abril fechou o dia anterior em alta de 8,03%, em US$ 103,41 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex); e o Brent para maio avançou 7,15%, para US$ 104,97 o barril, na Intercontinental Exchange (ICE).

O anúncio da AIE prevê a liberação de 60 milhões de barris de estoques para apoiar a oferta da commodity no mercado. Segundo o grupo, isso corresponde a 4% de toda a reserva dos 31 países que compõem a agência, de 1,5 bilhão de barris.

A expectativa é de que sejam liberados 2 milhões de barris por dia durante 30 dias. A Casa Branca disse ainda que a agência considera novas liberações de reservas emergenciais, se necessário.

Mercado apertado e altamente volátil

Em comunicado ao mercado, a agência afirmou que a invasão russa ocorre em um momento em que o mercado de petróleo já se encontra apertado e altamente volátil, com estoques comerciais em seus menores níveis desde 2014 e uma capacidade limitada de produtores de aumentarem a oferta.

"A situação nos mercados de energia é muito grave e exige toda a nossa atenção. A segurança energética global está ameaçada, colocando a economia mundial em risco durante um estágio frágil da recuperação", afirmou o diretor executivo da AIE, Fatih Birol.

Nesta quarta-feira, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) se reúne para tratar da oferta de petróleo e, segundo fonte, devem manter o acordo de aumentar a oferta em 400 mil barris por dia. / com Agência Estado

Leia mais

Petróleo e dólar fazem escalada mundial com a guerra (maisretorno.com)
Preço do petróleo dispara com ataque da Rússia à Ucrânia (maisretorno.com)
Petróleo: a alta no preço e os reflexos nos investimentos (maisretorno.com)

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!