Economia

Os economistas do mercado seguem mantendo um viés altista para suas projeções em relação à inflação do País. Segundo o boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira, 4, pelo BC, as projeções para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para este ano subiram de 8,45%, na semana anterior, para 8,51%.

Há quatro semanas eram de 7,58%. Com isso, as estimativas dos especialistas sobre o indicador seguem cada vez mais distantes da meta do Banco Central para a inflação, que é de 3,75%, com margem 1,25 ponto porcentual para trás ou para frente.

juros
Economistas seguem apostando em uma inflação cada vez mais elevada para 2021, segundo Focus - Foto: Reprodução

Para o ano que vem, as expectativas também giram em torno de um IPCA levemente mais alto. De 4,12%, foi ajustada para 4,14%. E ficou em 3,25% para 2023.

Já as estimativas para a Selic, taxa básica de juros do País, ficaram no patamar da edição do Focus da semana passada, de 8,25%, ante 7,63% há quatro semanas. Para 2022, as projeções não foram alteradas: ficaram em 8,50% e em 6,75% para o ano seguinte.

Os economistas também “estacionaram” suas estimativas para o Produto Interno Bruto (PIB) deste ano. Ficou em 5,04%, estimativa feita na edição anterior do Focus, contra 5,15% há um mês. Em 2022, eles apostam em um PIB de 1,57%, mesma estimativa da semana anterior, ante 1,93% há quatro semanas.

Câmbio e IGP-M

O câmbio também não sofreu alterações em suas projeções, segundo o documento do BC. Foram mantidas em R$ 5,20, contra R$ 5,17% no mês. Para 2022, os especialistas ajustaram levemente suas projeções: de R$ 5,24 foram para R$ 5,25. E mantidas em R$ 5,10 para o ano seguinte.

Entre os principais indicadores, o Índice Geral de Preços-Médio (IGP-M), considerado a inflação do aluguel, foi um dos poucos que tiveram suas expectativas em movimento de descida. De 18,18%, no último boletim Focus, caíram para 17,67%.

Em relação a 2022, os economistas mantiveram as expectativas do IGP-M em 5,00%, número que persiste nas últimas quatro semanas, e em 4,00% para 2023.

Imagem do autor

Repórter do Portal Mais Retorno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais