Mercado Financeiro

Refletindo a divulgação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) de setembro acima das expectativas de mercado, na manhã desta sexta-feira, 24, os juros apresentam alta generalizada no mercado futuro. O avanço pode ser observado em todos os contratos, mas as maiores altas são registradas nos mais longos.

O contrato que vence em março de 2025, por exemplo, tem a valorização mais expressiva do dia, de 0,39%, com o DI projetado em 10,13%.

Foto: Envato selic juros futuros
Juros voltam a subir por conta de piora no cenário da inflação e perspectivas para a Taxa Selic

Os ativos com vencimento mais próximo, em outubro e novembro deste ano, também acompanham a esteira de alta, mas com um avanço menos expressivo, de 0,012% e 0,014%, e taxa projetada em 6,24% e 6,69%, respectivamente.

O IPCA-15, que é considerado uma prévia oficial da inflação do País, subiu 1,14% em setembro, 0,25% ponto porcentual acima da taxa de agosto – 0,89% - segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No ano, o indicador acumula alta de 7,02% e, em 12 meses, de 10,05%, acima dos 9,30% registrados no mesmo período anterior. Em setembro de 2020, a taxa foi de 0,45%.

O resultado veio acima das expectativas do mercado, que apostavam em variação positiva de 1%. Esse foi o maior IPCA-15 desde fevereiro de 2016 (1,42%) e o maior para o mês desde 1994.

Com a escalada dos preços, o mercado espera que o Banco Central (BC) eleve a Selic, taxa básica de juros, até um patamar capaz de controlar a inflação. Na última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom, do BC), os dirigentes aumentaram a taxa em um ponto percentual, subindo para 6,25%. Especialistas projetam que, até o fim do ano, a Selic possa chegar próxima dos 9% para tentar levar o IPCA para a meta somente em 2023, de 3,50%. Para 2021 e 2022, o mercado já não conta com essa possibilidade.

Neste cenário de inflação mais pressionada, os contratos futuros de DI - taxa de juros cobrada entre os bancos - também sobem com a perspectiva de que o BC, mais cedo ou mais tarde, será obrigado a aplicar aumentos mais acentuados aos juros.

Cotações dos juros futuros

Confira as cotações dos contratos futuros de juros nesta sexta-feira, 24, às 13h50:

Mês de vencimentoTaxa de juro (%)Variação (%)
01/10/20216,240,012
01/11/20216,6740,014
01/01/20227,120,025
01/01/20238,950,025
01/01/20249,6850,06
01/03/20249,8150,23
01/01/202510,010,06
01/03/202510,130,39
01/09/202510,200,21
01/01/202610,250,09
01/03/202610,330,24
01/01/202710,450,07
01/01/202810,590,09
01/01/202910,720,06
01/01/203110,880,06
Imagem do autor

Repórter na Mais Retorno

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais