Mercado Financeiro

A Bolsa bateu novo recorde nominal aos 130 mil pontos nesta sexta-feira, 4, prensada entre o feriado e o fim de semana. No encerramento do pregão o Ibovespa, que mede a evolução das ações mais negociadas, registrou alta de 0,40%, aos 130.125,78.

Trata-se da sétima alta consecutiva da Bolsa aqui, que, segundo Rafael Ribeiro da Clear Corretora, "segue com sua tendência de alta principal, acompanhando o bom humor internacional após o resultado abaixo do esperado do Relatório de Emprego dos EUA, reforçando a necessidade do FED de seguir com sua política expansionista".

Na semana a Bolsa de Valores acumula alta de 3,63%.

Foto: B3/Divulgação
Sede da B3 em São Paulo

Os papeis de Petrobras foram destaque entre as altas, por ter peso expressivo na composição do índice, e fechou com alta de 1,57%, cotados a R$ 28,50. Do mesmo setor, as ações da PetroRio apresentaram alta de 1,08%, negociadas a R$ 20,50.

Na contramão das petroleiras, as mineradoras e siderúrgicas vivem um dia de forte queda em suas ações, com a variação negativa do preço do minério de ferro.

Os papeis da Vale, que representa mais de 13% da carteira teórica da B3, fecharam com queda de 1,66% a R$ 112,90, após anúncio da paralisação das atividades do complexo Mariana. A Companhia Siderúrgica Nacional registrou baixa de 2,08, a R$ 45,62; as ações de Usiminas tiveram perdas 2,76% a R$ 19,05; e as de Gerdau, queda de 3,20%.

Empregos nos Estados Unidos

O indicador payroll, que mede a variação mensal das vagas no setor privado não agrícola americano, apresentou a criação de 559 mil vagas em maio. O volume veio abaixo das expectativas do mercado, que apostava em 675 mil. Porém, o resultado de maio veio abaixo do dado de abril, que contabilizou a abertura de 278 mil vagas.

Segundo o BTG Pactual digital, o resultado demonstra que o posicionamento da maioria dos membros do Fed (Federal Reserve, o banco central americano) segue em linha com o ritmo de recuperação da economia.

“Os incentivos monetários e fiscais estão surtindo efeito, mas o panorama ainda é desafiador, motivando a permanência das medidas expansionistas até que o pleno-emprego seja atingido”, ressalta o time Macro Research do banco.

Nesse sentido, segundo o BTG, a discussão sobre o tappering (redução da compra de títulos pelo Fed) pode ficar apenas para o quarto trimestre de 2021.

Os economistas da casa esperam que esse número diminua a força do DXY, que voltou a superar o patamar de 90 pontos na véspera, e arrefeça a tensão sobre os Treasuries, que novamente negocia acima de 1,6%, o que pode colaborar para a manutenção do cenário positivo para a Bolsa e o real.

Dólar em queda

O dólar fechou com queda de 0,95%, negociado a R$ 5,036, nível mais baixo desde o dia 10 de dezembro de 2020, quando atingiu os R$ 5,0256. A moeda acompanhou a desvalorização no mercado internacional frente a seus pares principais e moedas emergentes. Além disso, também segue a queda dos juros dos Treasuries após os dados mistos do payroll americano.

Na semana, o dólar registrou desvalorização de 3,62%.

Wall Street reage ao payroll

As bolsas de Nova York operam em alta nesta sexta-feira, com o mercado refletindo os dados do payroll americano. Às 14h54, o índice S&P 500 apontava avanço de 0,88%, seguida pelo Dow Jones, com ganhos de 0,52%. Já o Nasdaq 100 registrava alta de 1,78%.

A taxa de desemprego dos EUA caiu, de 6,1% em abril para 5,8% em maio. A projeção era de queda da taxa a 5,9% no último mês.

O Departamento do Trabalho também revisou os números de geração de postos em abril, de 266 mil para 278 mil, e em março, de 916 mil para 785 mil.

Em maio, o salário médio por hora aumentou 0,50% ante o mês anterior, ou US$ 0,15, a US$ 30,33. Neste caso, a previsão era de alta menor, de 0,2%. Já na comparação anual, houve acréscimo salarial de 1,98%, também acima do avanço previsto de 1,8%.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, comemorou o resultado do payroll do país. "É uma boa notícia para nossa economia e nosso povo", afirmou, em discurso, poucas horas após a divulgação do indicador.

O democrata se disse "extremamente otimista" em relação à recuperação da maior economia do planeta, mas admitiu que podem haver "obstáculos" ao longo do processo de retomada.

Os dados do payroll integram o pacote de informações econômicas comunicadas ao longo da semana. No dia anterior, a ADP divulgou que os Estados Unidos geraram 978 mil empregos no setor privado, número que superou as estimativas dos analistas, de 680 mil.

Os pedidos de auxílio-desemprego, por sua vez, caíram 20 mil na semana passada, para 385 mil. A previsão era de que o total somasse 393 mil.

Além disso, o índice de gerentes de compras (PMI) do setor de serviços americano subiu ao recorde histórico de 70,4 em maio, enquanto o mesmo dado medido pelo para Gestão da Oferta (ISM, na sigla em inglês) avançou de 62,7 em abril para 64,0 no mês passado.

CPI da Covid: Bolsonaro


A atenção dos investidores continua em cima dos desdobramentos dos trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid. Na véspera, em live, o presidente Jair Bolsonaro disse que recusaria um convite para depor, caso recebesse um.

Bolsonaro afirmou que a comissão estaria perdendo uma oportunidade de, segundo ele, de discutir o "tratamento imediato" que, para o presidente, consiste no uso de medicamentos com ineficácia cientificamente comprovada contra a covid-19, como é o caso da hidroxocloroquina.

Na última quarta-feira, o comando da CPI no Senado afirmou, em nota pública, que o pronunciamento do presidente em cadeia nacional é “consequência do trabalho da comissão e da pressão da sociedade brasileira que ocupou a rua contra o obscurantismo”. No entanto, a nota diz que a fala de Bolsonaro vem com um “atraso fatal e doloroso”.

Bolsas asiáticas fecham mistas

As ações asiáticas encerraram a sexta-feira de forma mista. No Japão, fecharam no negativo, enquanto a China e Austrália registraram elevações modestas.

O índice Nikkei fechou em baixa de 0,40%, aos 28.941,52 pontos. Já o sul-coreano Kospi ficou em baixa de 0,23%, aos 3.240,08 pontos. O índice Hang Seng seguiu o mesmo caminho, concluindo o dia em queda de 0,12%, aos 28.908, 00 pontos.

Na China, os mercados resistiram à ordem de oferta que altera a proibição de investimentos dos Estados Unidos em empresas locais.

O pedido nomeou 59 empresas com laços com militares da China ou na indústria da vigilância, incluindo a Huawei Technologies, a maior fornecedora de equipamentos para redes e telecomunicações do mundo.

Já na Austrália, o movimento da bolsa foi contrário. O índice S&P/ASX 200 fechou em alta de 0,49%, aos 7.295,40 pontos. / com Júlia Zillig e Agência Estado

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais