Logo Mais Retorno
Economia

Incerteza geopolítica e inflação ofuscam perspectiva de expansão nos EUA, diz Livro Bege

A atividade econômica americana apresentou expansão em ritmo moderado desde fevereiro

Data de publicação:20/04/2022 às 16:59 -
Atualizado um mês atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

As perspectivas de crescimento futuro foram obscurecidas pela incerteza criada pelos recentes desenvolvimentos geopolíticos e pelo aumento dos preços, segundo mostra o Livro Bege, divulgado nesta quarta-feira, 20, pelo Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano).

O documento é um sumário de opiniões que embasam as decisões monetárias da banco central dos Estados Unidos.

LIvro Bege
Foto: Reprodução

De acordo com o documento, a atividade econômica expandiu-se em ritmo moderado desde meados de fevereiro, sendo que vários distritos relataram ganhos moderados de emprego, apesar de desafios de contratação e retenção no mercado de trabalho.

"A atividade industrial foi sólida em geral na maioria dos distritos, mas os atrasos na cadeia de suprimentos, a rigidez do mercado de trabalho e os custos elevados de insumos continuaram a representar desafios à capacidade das empresas de atender à demanda', diz o texto.

Com relação às condições agrícolas, o Livro Bege destaca que os agricultores foram apoiados pelo aumento dos preços das colheitas, mas as condições de seca foram um desafio em alguns distritos.

Pressão inflacionária deve persistir

A maioria dos distritos norte-americanos espera que a pressão inflacionária no país siga nos próximos meses, afirma o Livro Bege, sumário de opiniões que embasa as decisões de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos).

Segundo o material, publicado na tarde desta quarta-feira, os contatos registraram altas de preços em materiais seguindo invasão da Ucrânia, incluindo energia, metais e commodities de agrícolas.

Os contatos também registraram que os lockdowns na China influenciaram as cadeias de fornecimento, com o impacto da covid-19 continuando a ser sentido.

De acordo com a avaliação, as pressões inflacionárias permaneceram fortes desde o último relatório.

Alguns contatos notaram que os fornecedores de insumos estavam fazendo uso de termos contratuais mais flexíveis ou apenas honrando cotações de preços por 24 horas, aponta o documento.

A forte demanda geralmente permitiu que as empresas repassassem os aumentos de custos de insumos aos clientes, por exemplo, por meio de sobretaxas de combustível para frete e tarifas aéreas, diz o Livro Bege.

Emprego

A procura por mão de obra continuou a impulsionar o forte crescimento salarial nos Estados Unidos, afirma também o Livro Bege. Segundo o material, o emprego aumentou a um ritmo moderado no país, enquanto a demanda por trabalhadores seguiu forte entre a maioria dos distritos e setores.

Ainda assim, as contratações foram travadas pela falta geral de trabalhadores disponíveis, embora vários distritos tenham relatado sinais de melhora modesta na disponibilidade, aponta o Livro Bege.

Muitas empresas relataram rotatividade significativa à medida que funcionários partiam para salários mais altos e horários de trabalho mais flexíveis, diz o documento. Por outro lado, alguns contatos indicaram que as pressões salariais começaram a desacelerar. /Agência Estado

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!