Logo Mais Retorno
Fundos de Investimentos

Conheça os 9 fundos de renda fixa que, com juros mais altos, superaram a inflação em abril

Se a inflação de abril ficar abaixo de 1%, mais fundos terão conseguido proteger o investidor

Data de publicação:05/05/2022 às 01:30 -
Atualizado 12 dias atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Em abril, 9 fundos de renda fixa conseguiram proporcionar ao cotista rendimento nominal superior a inflação do mês, seja a medida pelo IPCA-15 que ficou em 1,73%, seja pelo IGP-M, em 1,41%. A alta da Selic vem ajudando a encorpar a remuneração desses fundos.

fundos de renda fixa
Os 9 fundos de renda fixa conseguiram cobrir com folga o IPCA-15 de 1,73% em abril - Foto: Reprodução

São fundos que estão bem posicionados também com o retorno acumulado no ano e em 12 meses, com exceção do BB RF Dívida Externa Mil FI, que apresenta desvalorização das cotas nesses períodos e do Sul América Juro Real, com rendimento ainda que positivo, mais baixo.

FundoRend. abrilRend. 2022Rend. 12 meses
BB Prev. RF Títulos Públicos2,23%6,24%10,09%
Sul América Juro Real Curto2,15%5,59% 5,29%
Kinea IPCA Dinâmico2,13%7,93%11,77%
Itaú Kinea IPCA Dinâmico2,11%7,87%11,68%
Kinea IPCA Dinâmico Advisory2,11%7,85%11,52%
BB RF Dívida Externa Mil1,94%-14,35%-12,34%
Sparta Deb. Incent. Inflação1,85%6,17%13,42%
Infinity Tiger Alocação Din.1,81%6,89%16,60%
Infinity Lotus1,79%6,84%15,65%
Fonte: Mais Retorno

A base de seleção do estudo da Mais Retorno considera fundos com pelo menos 1 ano de operação, abertos ao público, com patrimônio mínimo de R$ 17 milhões.

Três desses fundos de renda fixa, o Infinity Tiger Alocação Dinâmica, o Infinity Lotus e o Sparta Debêntures Incentivadas, o trio mais rentável em 12 meses, também conseguem cobrir a inflação do período de 12,03%, medida pelo IPCA-15, além de pagar um ganho real ao cotista.

São fundos que contam com papéis de crédito privado, como as debêntures incentivadas, que renderam bem mais que os papeis atrelados à Selic e puderam, com isso, superar a inflação em 12 meses.

Considerando o IPCA-15, de 1,73%, todos os 9 fundos de renda fixa conseguiram proteger o investidor contra as perdas para a inflação.

Há ainda outros três fundos do Banco do Brasil que são espelho do BB Previdenciário Títulos Públicos que, igualmente, se colocam entre os mais rentáveis.

E a maior parte deles pagou um rendimento real mesmo depois do desconto do Imposto de Renda, que varia conforme o prazo do investimento, mas pela alíquota máxima é de 22,5% para até 180 dias.

No entanto, a expectativa é a de que a inflação fique até mesmo abaixo de 1%, mais precisamente em 0,94%, de acordo o Boletim Focus do Banco Central. Diante desse cenário, cresce consideravelmente o número de fundos com rendimento equivalente à inflação: serão 163 nessa condição.

Com a elevação da Selic para 12,75%, a tendência é a de que o rendimento desses fundos também acompanhe a curva da taxa.

Leia mais

Tesouro Selic ou Tesouro IPCA: Qual o melhor com Selic a 12,75%? (maisretorno.com)
Selic mais alta ainda não garante rendimento positivo na renda fixa (maisretorno.com)
Selic X inflação: Quem ganha? Debate divide opiniões | Mais Retorno

Sobre o autor
Regina Pitoscia
Editora do Portal Mais Retorno.