Logo Mais Retorno
Economia

Dólar sobe e euro quebra a paridade com a moeda americana após dados de inflação dos EUA

Moeda europeia atingiu menos de US$ 1 após 20 anos

Data de publicação:13/07/2022 às 12:32 -
Atualizado 5 meses atrás
Compartilhe:

O dólar atingiu a maior alta em 20 anos em relação a uma cesta de moedas nesta quarta-feira, 13, após o Departamento do Trabalho divulgar o índice de inflação ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) que apresentou alta de 1,3% no período, acima do esperado pelo mercado.

Segundo informações da Reuters, com a informação o euro quebrou a paridade com o dólar e caiu.

Dólar
Foto: Envato

"O número desta manhã é surpreendentemente alto. É maior do que o esperado e mostra que a inflação está indo rapidamente na direção errada".

Chris Zaccarelli, diretor de investimentos da Independent Advisor Alliance

Euro fica abaixo de US$1

O euro caiu para US$ 0,9998 ante ao dólar, quebrando abaixo do nível de US$ 1 pela primeira vez desde dezembro de 2002, antes de voltar para a última negociação, a US$ 1,0024.

O Dollar Index (DXY) atingiu US$ 108,59, o maior desde outubro de 2002, de cerca de US$ 107,9.

Inflação mais alta do que o esperado

Na comparação anual, o CPI dos EUA deu um salto de 9,1% em junho, o maior desde novembro de 1981 e ficou acima da estimativa dos analistas de avanço de 8,8%. Em maio, o avanço ante igual mês do ano passado havia sido de 8,6%.

Já o núcleo do indicador teve incremento anual de 5,9% no último mês, superando a previsão de alta de 5,7%.

Apenas o núcleo do CPI, que exclui os voláteis preços de alimentos e energia, avançou 0,7% na comparação mensal de junho. Neste caso, o consenso do mercado era de acréscimo de 0,5%.

Para Debora Nogueira, economista-chefe da Tenax Capital, o dado foi desfavorável, mas acredita em um arrefecimento nos preços de energia para julho, pela primeira vez, após um bom tempo.

“De qualquer forma, a dinâmica que estamos vendo em serviços é suficiente para deixar qualquer analista econômico extremamente preocupado pela característica de persistência da inflação nesse grupo. Para o Federal Reserve (Fed, o banco central americano), uma elevação de 0,75 ponto porcentual na próxima reunião fica consolidada”, enfatizou.

Leia mais

Bolsa opera em queda após divulgação da inflação dos EUA; dólar recua (maisretorno.com)
EUA: inflação sobe 1,3% em junho e atinge maior alta anual desde 1981 (maisretorno.com)
Fundos monoação perdem do papel com a taxa de administração (maisretorno.com)
Por que o BofA cortou suas projeções para as commodities metálicas? (maisretorno.com)
Vendas no varejo sobem 0,1% em maio ante abril, abaixo das expectativas (maisretorno.com)

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter