Logo Mais Retorno
BofA
Renda Variável

Saiba por que o BofA cortou suas projeções para Vale e outras ações de commodities metálicas

Lockdowns na China, instabilidade geopolítica e crise energética são alguns dos fatores apontados pelo banco

Data de publicação:13/07/2022 às 05:00 -
Atualizado 3 dias atrás
Compartilhe:

O cenário de uma possível recessão global está aumentando a apreensão do mercado sobre novos tempos desafiadores daqui para frente. Aspectos como os lockdowns na China, a instabilidade política e a crise energética “estão cobrando seu preço”, segundo o Bank of America (BofA).

Por conta disso, o banco cortou as previsões de preços das commodities – e por consequência dos papeis das empresas do setor, como Vale e CBA – destacando que metais como o cobre estão mais expostos a esse recuo. Já sobre o minério de ferro, a previsão é de preços médios na casa dos US$ 95/tonelada.

BofA
BofA cortou suas projeções para as empresas de commodities metálicas, como a Vale, prevendo desafios para o setor - Foto: Reprodução

Vale e CSN Mineração

Em relatório sobre o assunto, o BofA destacou a postura mais cautelosa de sua equipe global de commodities de metais.

“Os metais básicos foram os mais atingidos pelo cenário, prejudicando nossas estimativas principalmente para a Vale, CBA, Southern Copper e sua controladora Grupo México”.

BofA, em relatório

Segundo o banco, as produtoras de aço estão sob pressão na China, nos Estados Unidos e na Europa “devido a ventos cíclicos contrários”.

“Ligado a isso, o minério de ferro deve acumular excedentes, reforçando nossa visão de baixa para os preços. As empresas chinesas têm apontado que o mercado será mais bem abastecido no próximo ano”, destacou.

Níquel e CSN Mineração

Em relação ao níquel, a casa de análises projeta uma média de preço de US$ 24,44 a tonelada em 2022 e de US$ 18,75 em 2023, “levando as estimativas da Vale para classificação neutra e preço alvo de US$ 19 para as ADRs da empresa e de R$ 99/ação".

Sobre a CSN Mineração, o BofA também reduziu as estimativas para a companhia, “devido aos ajustes de preço para baixo que projetamos para os resultados do segundo trimestre de 2022”.

“A projeção para o Ebtida (lucro sobre juros, impostos, depreciação e amortização) da CSN Mineração para o período foi reduzida para R$ 8 bilhões e o preço-alvo da ação caiu para R$ 4,7”, complementa o banco.

A casa manteve a classificação “underperform” para as ações da mineradora da CSN por conta da visão de queda do preço do minério de ferro e preocupações com a alocação de capital da companhia.

Em relação aos papeis do setor, no relatório, o BofA indicou que recomenda exposição aos ativos da Gerdau e CBA, “mas reconhecemos que o cenário macro desafiador pode continuar pesando sobre as açõ0es no curto prazo”.

Cobre mais exposto à desaceleração econômica

Em relação ao cobre, a equipe de analistas do BofA acredita que o metal estará mais exposto aos efeitos da desaceleração econômica. “Os preços podem cair abaixo de US$ 6,000 a tonelada nos próximos meses”.

“Embora uma recuperação da atividade chinesa possa sustentar os preços no curto prazo, tanto o aumento da oferta quanto a crise de energia podem trazer mais ventos contrários em 2023”, enfatiza o banco no relatório.

BofA

Sobre o alumínio, a visão do BofA é diferente. “Os fundamentos se enfraqueceram, mas os preços de custo ainda se sustentam”, ressalta.

Segundo o relatório, os preços do metal estão voláteis em 2022, com um aumento acentuado após a guerra na Ucrânia e “agora sofrendo correção parcial devido a preocupações com a recessão global”

“Nossa equipe de estratégia de commodities concorda que os fundamentos do alumínio enfraqueceram, mas ao mesmo tempo houve uma correção de preços profunda na curva de custos, levando ao fechamento de fundições na Europa e nos Estados Unidos, o que poderia sustentar os preços no curto prazo”.

O BofA reduziu a projeção do Ebtida da CBA para o segundo bimestre de 2022 para R$ 2,3 bilhões e preço-alvo para os papeis da companhia de R$ 20 para R$ 18. “Mantemos nossa classificação de compra com uma avaliação atraente e fundamentos positivos para o alumínio nos próximos anos”.

Previsões do Bofa para o cenário econômico

O desempenho das commodities metálicas dependerá do desempenho econômico no próximo semestre e em 2022. Para o BofA, o rali de ações pós-covid está ocorrendo em uma “confluência de ventos contrários”.

No documento de análise sobre as commodities, o BofA destacou os efeitos dos lockdowns na economia global. “Eles causaram graves interrupções. Além disso, a logística das cadeias de suprimentos segue como preocupações”, destacam os analistas.

“A China está se recuperando dos bloqueios dos últimos meses, mas ainda de forma lenta. As interrupções na oferta também são uma razão pela qual a inflação está elevada”, ressalta.

A pressão ascendente sobre os níveis de preços levou os BCs globais a adotarem políticas monetárias mais duras, “com a preocupação de que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano possa empurrar a economia dos EUA para uma recessão”.

Crise energética

Uma das questões mais preocupantes, na visão do BofA, é a crise energética na Europa. “Se a Europa ficar sem gás natural neste inverno, isso causaria uma forte recessão. Enquanto se questiona se há ou não energia suficiente para abastecer essa demanda, nós cortamos as nossas previsões para as empresas do setor”.

Mas o time de research do banco americano aponta um lado positivo. “As despesas operacionais agora são muito mais altas e os preços reduziram as curvas de curto de algumas commodities. Além disso, as energias renováveis ligadas a metais podem se beneficiar disso”, conclui.

Sobre o autor
Julia Zillig
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter

,