Renda Variável

A Petrobrás pagou em dezembro de 2020 quase 916 milhões de reais em dividendos, referente ao exercício de 2019. O pagamento foi feito para todos os acionistas que detinham ações da companhia até o dia 22 de julho de 2020. Mesmo assim, a empresa está empenhada em tornar suas operações mais enxutas e reduzir as dívidas. Entenda mais sobre o assunto. 

O que faz a Petrobrás?

Considerada a maior estatal brasileira, a Petrobrás foi criada em 1953, pelo presidente Getúlio Vargas. O objetivo era explorar o petróleo no Brasil em prol do país. Apesar de ter como acionista majoritário o Governo brasileiro, a Petrobrás é uma empresa de economia mista e de capital aberto

A companhia atua em vários segmentos, tais como:

Atualmente, a Petrobras é a líder na tecnologia que explora e produz o petróleo em águas profundas em todo mundo. Essa tecnologia ganhou notoriedade após a descoberta do pré-sal, que é a reserva de petróleo encontrada a uma profundidade de 5 a 7 mil metros no oceano. 

História da Petrobrás

Na década de 30, o Conselho Nacional do Petróleo começou a estruturação de como seria a exploração de petróleo em território brasileiro. Após a escolha de lugares específicos, iniciou-se uma discussão sobre se a exploração do petróleo deveria ser monopólio do Estado ou se empresas privadas nacionais e estrangeiras também poderiam explorar essas reservas. Por conta dessa divisão de ideias, foi criado      o movimento “o petróleo é nosso”, o qual defendia que o Estado teria monopólio sobre o recurso. Com apoio popular, foi criada a Petrobrás em 1953, pela Lei nº 2004.

Atualmente, a Petrobrás é uma empresa de economia mista e capital aberto. A empresa de economia mista é aquela que tem o controle majoritário do Governo, mas também tem investimentos privados. Esse tipo de empresa tem como finalidade principal prestar um serviço público. Além disso, a empresa também é de capital aberto, uma vez que suas ações podem ser negociadas na Bolsa de Valores

A produção de petróleo pela Petrobrás tem um impacto grande na economia brasileira. Grande parte da produção interna do Brasil é realizada através das rodovias. Com isso, quando há aumento de preço do diesel e da gasolina, isso se      reflete diretamente no aumento dos alimentos e produtos industrializados, como efeito direto na inflação

Além disso, há dois tipos de petróleo: leve e pesado. No Brasil, é encontrado o pesado, o que encarece o refinamento para que o mesmo possa ser      usado como combustível. Com isso, o país precisa importar uma quantidade de petróleo leve para fazer      a mistura com o petróleo brasileiro, e refinar depois. Por isso, o Brasil compra petróleo por um preço mais alto (leve) e vende o conteúdo produzido mais barato, uma vez que o petróleo pesado é mais desvalorizado. 

Composição      acionária

Atualmente, a Petrobrás tem sua composição acionária da seguinte forma:

Grupo de controle

Governo Federal – 28,67%

BNDESPar – 7,04%

BNDES – 1,04%

Investidores estrangeiros

NYSE-ADRs – 19,43%

B3 – 23,68%

Investidores brasileiros – 20,14%

Varejo em geral – 9,40%

Fundos FMP-FGTS/FIA – 1,27%

Free float* – 63,25%

*     Free float são as ações que estão livres no mercado para serem negociadas. 

Resultados Petrobrás

Em outubro do ano passado, a Petrobras divulgou o resultado no terceiro trimestre de 2020, com prejuízo líquido de R$ 1,5 bilhão. Comparando com o ano de 2019, que o lucro líquido foi de R$ 9 bilhões, o resultado é preocupante. Diante disso, a companhia está comprometida em enxugar suas operações e reduzir as dívidas. Para isso, a Petrobras vai focar ainda mais no pré-sal, o qual apresenta mais rentabilidade, vender alguns ativos e reduzir investimentos. 

Em todo mundo, muitas petrolíferas estão reduzindo suas dívidas e pagando mais proventos. É importante que a Petrobrás siga o mesmo exemplo, senão investidores estrangeiros vão dar preferência para outras empresas. 

De acordo com relatórios de empresas especializadas no mercado mobiliário, a Petrobrás sempre foi considerada um porto seguro para os investidores e traders. Em 2021, o cenário será      ainda mais      promissor, tornando a empresa uma máquina de gerar dividendos para os acionistas, nos próximos anos. 

Planos de investimentos

A Petrobras elaborou um plano de investimentos      para quatro anos (2021-2025). Nesse período, a empresa pretende reduzir custos e o impacto econômico causado na companhia pela pandemia do Covid-19, queda pela demanda de petróleo e, por consequência, o aumento do dólar. Além disso, em 2020 houve uma guerra de preços entre vários países produtores de petróleo, que provocou a queda da cotação do óleo Brent para menos de 20 reais. 

No curto prazo, a empresa se torna muito dependente das oscilações do petróleo. Esse commodity está numa fase de alta volatilidade, pois está no aguardo que a economia global se recupere. 

No entanto, segundo especialistas, a Petrobrás irá gerar um FCFE Yield de 22% em 2021. O FCFE Yield é o fluxo de caixa livre para os acionistas que associa a remuneração dos papéis da empresa em relação ao nível de preço. Esse índice indica qual é a capacidade da empresa de distribuir os dividendos e se tornar um chamariz para os investidores. 

Atualmente, a Petrobrás possui dois tipos de ações: ordinárias (PETR3) e preferenciais (PETR4). As ações ordinárias dão direito a voto em assembleias. No entanto, para decidir sobre o destino da maior estatal brasileiro, o investidor precisa ter um alto volume de papeis. Além disso, as ações ordinárias recebem os juros sobre capital próprio, dividendos, entre outros granhos. Já as ações preferencias, como o próprio nome diz, dá prioridade aos acionistas para receber esses proventos.

Pré-sal

Diante de todo esse cenário, a Petrobrás pretende se empenhar com seu plano de investimento, principalmente a partir do segundo semestre de 2021, com vendas de refinarias. A intenção da estatal é se retirar do mercado de gás. Com isso, a Petrobrás irá se desfazer de quase 38% das ações da BR Distribuidora. 

Além disso, a empresa quer reduzir o nível de alavancagem e tornar as operações mais enxutas. Para isso, as principais medidas são: vender ativos e cortar investimentos. Inicialmente, o valor do corte está previsto para US$ 64 bilhões. 

Com o objetivo de aumentar a rentabilidade das operações, a Petrobrás pretende investir ainda mais no pré-sal. A extração do petróleo no pré-sal tem custos de extração mais reduzidos, o que garante a empresa maiores margens de lucro. Dessa forma, o aumento da participação do pré-sal nos resultados da Petrobrás, elevam sua eficiência operacional, aumenta margens de lucros e reduz custos. 

Pagamento de dividendos

Mesmo com prejuízo líquido no terceiro trimestre de 2020, a Petrobrás pagou dividendos em relação ao ano exercício de 2019, no valor de R$ 915,4 milhões. 

Os dividendos são parte do lucro que determinada empresa apurou num período específico. De acordo com a lei brasileira nº 6.404, todas as empresas de capital aberto e sociedade anônimas são obrigadas a distribuir, no mínimo, 25% dos lucros. Os dividendos podem ser pagos mensal, trimestral, semestral ou anualmente, conforme o estatuto de cada empresa. 

Os dividendos são pagos proporcionalmente à quantidade de ações que cada acionista possui. Todos eles têm o direito a receber esses proventos, sendo que os que possuem ações preferenciais têm      prioridade. 

No dia 15 dezembro de 2020, a Petrobrás pagou o valor R$ 915,4 milhões para os acionistas que tinham ações até 22 de julho de 2020. O valor dos dividendos foi correspondente a cada tipo de ação:

Ações ordinárias – R$ 0,239895

Ações preferenciais – R$ 0,000461.

Por exemplo, o investidor que tinha 10.000 ações ordinárias, recebeu um dividendo no valor de R$ 2.398,95. Já outros acionistas que possuíam      20.000 ações preferenciais, obteviveram      um valor de R$ 9,22.

Distribuição mínima

Atualmente, a Petrobrás segue o mínimo estabelecido em lei e distribui aos seus acionistas somente 25% do seu lucro líquido. Com o plano de investimentos e o objetivo da empresa de reduzir em até um terço suas dívidas, a Petrobrás deve manter, nos próximos dois anos, o pagamento de dividendos nos 25%.

Caso a companhia aumente seus lucros e reduza as dívidas, ela pode irá ampliar a distribuição dos dividendos. Mas isso é um planejamento a longo prazo, a partir de 2022.

Vale a pena investir na Petrobrás?

Especialistas apontam que o investidor que deseja montar uma carteira a longo prazo, é recomendado a compra para ações da Petrobrás. Os papéis da PETR3 e PETR4 estão baratos, principalmente no médio prazo. A escolha entre ações ordinárias ou preferenciais, vai depender do perfil de cada investidor. 

Mas é importante se manter atualizado sobre o mercado e o comportamento econômico da Petrobrás. Os investidores que buscam por empresas de petróleo para investir, podem acabar optando por empresas estrangeiras que encontram-se com menos dívidas e pagando mais dividendos. 

Por isso, é fundamental que a Petrobrás mantenha seu plano de investimento e controle a vulnerabilidade que a empresa tende a entrar, por conta das questões políticas internas brasileiras. Isso gera ruído na avaliação da companhia perante o mercado internacional. 

Imagem do autor

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Renda Variável
Empresa
Empresa
Economia
Veja mais Ver mais