Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Bolsas da Europa fecham em queda, com guerra e impactos na economia global

Conflito no Leste Europeu ganhou destaque com possíveis novas sanções à Rússia

Data de publicação:19/04/2022 às 16:08 -
Atualizado um mês atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

As bolsas da Europa registraram baixas nesta terça-feira, 19. Na volta de um dia de feriado com bolsas fechadas, houve maior foco na guerra entre Rússia e Ucrânia, em nova fase, enquanto algumas instituições, entre elas o Fundo Monetário Internacional (FMI), cortavam projeções para a economia global.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em queda de 0,77%, em 456,28 pontos.

Bolsas da Europa
Bandeira da União Europeia | Foto: Reprodução

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse que a Rússia lançou nesta semana uma ofensiva para assumir o controle do leste do país. As forças russas atacaram a cidade de Lviv e vários outros alvos, em uma aparente tentativa de degradar as forças de defesa locais. Em um dia sem indicadores relevantes na região, o conflito ganhou mais foco, com potenciais novas sanções podendo pesar também na economia dos países da zona do euro e no Reino Unido.

Além disso, o FMI cortou sua projeção de avanço do PIB mundial neste ano de 4,4% a 3,6% e, para 2023, de 3,8% a 3,6%. A guerra foi apontada como a principal causa, com o Fundo prevendo preços mais altos de commodities, impulsionando a persistente inflação elevada pelo mundo.

Para a zona do euro, o FMI prevê crescimento de 2,8% (de 3,9% na projeção anterior), com Alemanha e Itália como os países mais afetados. Para 2023, a expectativa de crescimento na zona do euro foi de 2,5% a 2,3%.

O FMI e outras entidades, como o Banco Mundial, ainda alertaram para impactos da guerra na Europa sobre os preços de alimentos e a inflação pelo mundo, o que exacerba a ameaça da segurança alimentar para milhões de pessoas.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 fechou em baixa de 0,20%, em 7.601,28 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX recuou 0,07%, a 14.153,46 pontos. Deutsche Telekom teve baixa de 0,95% e Steinhoff caiu 2,37%, mas Deutsche Bank subiu 0,24% e Commerzbank teve alta de 0,84%.

Na Bolsa de Paris, o índice CAC 40 registrou queda de 0,83%, a 6.534,79 pontos.

O índice FTSE MIB, da Bolsa de Milão, caiu 0,96%, a 24.624,41 pontos. Telecom Italia foi o papel mais negociado, em baixa de 0,91%.

Na Bolsa de Madri, o índice IBEX 35 recuou 0,06%, a 8.694,00 pontos. Entre os bancos espanhóis, BBVA subiu 0,95% e Santander, 0,30%, mas Nyesa Valores registrou baixa de 3,23%.

Em Lisboa, o índice PSI 20 caiu 0,44%, para 6.106,57 pontos.

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!