Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Bolsa sobe 3,04% na semana com commodities e exterior; dólar cai 0,59% e testa suporte dos R$ 5

Ibovespa trafegou por terreno positivo em quase todo o dia

Data de publicação:18/03/2022 às 18:30 -
Atualizado 2 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

A Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, teve um pregão firme e trafegou praticamente o dia todo pelo terreno positivo, sustentada por papéis de commodities e maior disposição ao risco dos investidores estrangeiros. O Índice Bovespa encerrou o dia com alta de 1,98%, retomando os 115 mil pontos (115.310) e acumulando na semana alta de 3,04%.

bolsa
Bolsa teve alta sustentada por Vale e Petrobras em mais um pregão - Foto: Envato

O dólar teve mais um fechamento negativo nesta sexta-feira, de 0,37%, negociado no encerramento do dia a R$ 5,02%. Isso representa uma queda de 0,59% em relação aos R$ 5,05 registrados na última sexta-feira. Novamente a moeda americana testou o suporte dos R$ 5 esta semana.

O andamento de conversas entre Rússia e Ucrânia para chegarem a um acordo de paz no Leste Europeu, assim também como os contatos entre os presidentes dos Estados Unidos e China, nesta sexta-feira, animaram as bolsas internacionais. O bom humor respingou por aqui.

Mas, além disso, explica o especialista em Renda Variável da Blue3, Eduardo Teles, a valorização das commodities como minério de ferro e petróleo protagonizou mais um dia de alta de papeis como a Vale do Rio Doce e de Petrobras, que fecharam em alta de 1,90% e 2,00%, respectivamente.

Teles destaca outros papeis que fecharam com forte elevação contribuindo para a alta do Ibovespa. Um deles é da CVC, que subiu 9,80%, após divulgação de bons resultados da empresa em seu balanço do último trimestre de 2021. Segundo o especialista, a queda do dólar tem beneficiado o setor de viagens.

Ele cita também o desempenho de construtoras que foram favorecidas pela queda dos juros futuros: MVR fechou com alta de 9,69%, e Cyrella com alta de 9,39%.

A perpectiva de que a escalada nos preços das commodities no mercado internacional venha gerar uma receita de até US$ 53 bilhões também foi outro fator positido para o mercado de ações nesta sexta-feira. É um resultado que vai contribuir para amortecer o choque provocado pela guerra na economia, diz Teles.

Lá fora, as bolsas americanas fecharam em alta: Dow Jones subiu 0,80%, S&P 500, 1,17% e Nasdaq, 1,63%. Na semana, a valorização também é expressiva, de 5,50%, 6,16% e 8,18%, respectivamente, informa o especialista.

Sobre o autor
Regina Pitoscia
Editora do Portal Mais Retorno.