Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Bolsa fecha em queda de 0,50% com mercado internacional no aguardo da decisão do Fed; dólar cai 0,38%

Internamente, o destaque foi os dados da prévia da inflação de julho, que vieram abaixo do esperado

Data de publicação:26/07/2022 às 17:50 -
Atualizado 23 dias atrás
Compartilhe:

Em dia de dados sobre a inflação local, a Bolsa encerrou o pregão desta terça-feira, 26, em queda de 0,50%, aos 99 mil pontos, acompanhando a aversão ao risco do mercado internacional e interrompendo a sequência positiva iniciada no último dia 15. Já o dólar encerrou em baixa de 0,38%, cotado a R$ 5,34.

O destaque do dia foi a divulgação do IPCA-15, considerado uma prévia da inflação cheia. Em julho, o indicador subiu 0,13%, um pouco abaixo da estimativa do mercado de alta de 0,16%. Em 12 meses, o IPCA-15 acumula alta de 11,39%, ante os 12,04% registrados no mês anterior.

Bolsa
Prévia da inflação de julho veio um pouco abaixo do esperado pelo mercado -Foto: Reprodução

Para Leonardo de Checci, analista da Clear Corretora, "de qualquer maneira o atual cenário continua desarfiador e vai exigir um olhar atento do Banco Central, porém indica períodos menos turbulentos para a inflação do Brasil nos próximos meses".

Os investidores também estão monitorando os balanços trimestrais das empresas, tanto no Brasil, quantos nos Estados Unidos, com ênfase, internamente, para os dados da Petrobras e Vale, que apresentam seus números na quinta-feira, 28.

Já no exterior, os olhares se voltam para os balanços das gigantes do setor de tecnologia, como Apple, Microsoft, Amazon, entre outras.

O dia na Bolsa

A queda do Ibovespa só não foi mais expressiva nesta terça-feira por conta da valorização das ações da Petrobras, que refletiram o dia positivo para o petróleo no mercado internacional e fecharam o dia com alta de mais de 1,00%.

Na contramão, a desvalorização dos papeis dos bancos ajudou o principal índice da B3 a trafegar no terreno negativo. Itaú, Bradesco e Santander concluíram a sessão em baixa de 0,85%, 1,22% e 0,46%, respectivamente.

Maiores altas

EmpresaTickerVariação
JBSJBSS3+2,97%
Irb BrasilIRBR3+1,59%
PositivoPOSI3+1,42%
Energias do BrasilENBR3+1,29%
PetrobrasPETR3+1,44%

Maiores baixas

EmpresaTickerVariação
QualicorpQUAL3-8,10%
ViaVIIA3-6,35%
Magazine LuizaMGLU3-6,45%
Banco PanBPAN4-5,88%
HapvidaHAPV3-5,17%
Fonte: B3

Mercado internacional

Bolsas americanas fecham em baixa no aguardo do Fed

Em Wall Street, os índices encerraram o dia em campo negativo, resultado de uma soma de fatores que reforçaram a cautela dos investidores antes da decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), que acontece nesta quarta-feira, 27, e, segundo o mercado, deve culminar em uma alta de 0,75 ponto porcentual, elevando a taxa básica de juros entre 2,25% e 2,50%.

De acordo com Rafael Azevedo, especialista em Renda Variável da Blue3, "o que viera acima pode trazer um pouco mais de volatilidade e receio de recessão".

Outros pontos que mexeu negativamente com as bolsas americanas foram o índice de confiança do consumidor, que veio bem abaixo do consenso, e por conta da projeção do FMI de rebaixamento para o crescimento global - incluindo os Estados Unidos - para 2022 e 2023.

Fechamento das bolsas americanas

  • S&P 500: -1,13% (391,12 pontos)
  • Dow Jones: -0,71% (31.761 pontos)
  • Nasdaq 100: -1,96% (12.086 pontos)

Europa conclui o pregão em baixa

Na Europa, o comunicado da Gazprom sobre um novo corte do fluxo de gás natural via o gasoduto Nord Stream, que entrará em vigor nesta quarta-feira, 27, deprimiu as principais praças financeiras do continente.

Segundo Azevedo, "a medida acaba por aumentar o preço do gás europeu e o que se espera é que continue à medida que o inverno se aproxima, o que acaba causando o aumento da inflação, pressionando os mercados na região". / com Agência Estado

Fechamento das bolsas europeias

  • Stoxx 600 (pan-europeu): -0,02% (426,14 pontos)
  • DAX (Frankfurt): -0,86% (13.096 pontos)
  • FTSE 100 (Londres): 0,00% (7.306 pontos)
  • CAC 40 (Paris): -0,42% (6.211 pontos)

Leia mais

DeFi salta e soma US$ 300 bi em investimentos no mundo em 2021 (maisretorno.com)
Nubank Cripto alcança 1 milhão de clientes com dois meses do programa (maisretorno.com)
Ricos tomam empréstimos para comprar ativos baratos pelo mundo (maisretorno.com)
BCE e resultados de sua política monetária sobre o euro (maisretorno.com)
IPCA-15 de julho sobe 0,13%, a menor variação positiva em dois anos (maisretorno.com)

Sobre o autor
Julia Zillig
Repórter do Portal Mais Retorno.