Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Bolsa cai 0,21% com exterior e alta dos combustíveis; dólar sobe 0,11%

Preocupação é como novas pressões sobre a inflação e os juros

Data de publicação:10/03/2022 às 18:43 -
Atualizado 2 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

A decepção com impasses no rumo das negociações entre Rússia e Ucrânia, que pareciam bem encaminhadas no dia anterior, fez as bolsas viverem um dia negativo em todo o mundo. A Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, fechou com queda de 0,21% aos 113. 663 pontos. Já o dólar fechou com alta discreta de 0,11%, cotado a R$ 5,02.

Aqui, o forte reajuste nos preços dos combustíveis preocupa e levou o mercado a rever suas projeções de inflação e juros, o que também afetou negativamente o segmento de ações.

bolsa
Falta de previsibilidade sobre a guerra e reajuste dos combustíveis afetaram a bolsa - Foto: Envato

Victor Hugo Israel, especialista em Renda Variável na Blue3, explica que a Petrobras conseguiu segurar os preços por 57 dias, mesmo com a escalada do petróleo no mercado internacional em decorrência da guerra. Se por um lado o reajuste dos combustíveis é mais lenha na fogueira da inflação, de outro, ressalta o analista, a sinalização foi positiva de que não haverá interferência política do governo na estatal.

Com isso as ações de Petrobras (PETR4) chegaram a subir 7% durante as negociações, mas fecharam com alta de 3,87. Os papeis foram também influenciados pelo mau humor do mercado e, por isso, devolveram parte da valorização.

Israel destaca que uma das principais consequências da informação de reajuste nos preços dos combustíveis foi a alta dos juros no mercado futuro, refletindo a perspectiva de uma inflação mais alta e a necessidade de elevar os juros para conter a elevação dos preços.

A questão está também sendo discutida no Congresso: o Senado aprovou o projeto que cria uma conta de estabilização dos preços dos combustíveis. Ele inclui um auxílio para motoristas de baixa renda e a ampliação do vale-gás pago a famílias carentes. Agora, o texto terá de passar pela Câmara dos Deputados.

Pela manhã, o IBGE divulgou o comportamento das vendas do varejo, subiram 0,8% em janeiro ante dezembro, acima da mediana do mercado de 0,3%. Porém, no resultado final de 2021, as vendas caíram 1,9% ante o ano anterior.

Impasse nas negociações afeta a Bolsa

A reunião entre chanceleres russo e ucraniano, na Turquia, para um cessar-fogo de 24 horas terminou sem progressos, e isso acertou em cheio as bolsas pelo mundo todo. Os mercados acompanham com atenção cada movimento no desenrolar do conflito, e os impasses trazem mais incertezas sobre a duração dessa guerra.

A inflação nos Estados Unidos veio em linha com o esperado e não chegou a mexer com os mercados. Lá, o índice de preços ao consumidor de fevereiro subiu 0,8%, segundo dados divulgados pelo Departamento do Trabalho. O núcleo da inflação, que exclui alimentos e energia, teve alta de 0,5%.

Em Nova York, o índice Dow Jones ficou com queda de 0,34%, S&P 500, de 0,43% e o Nasdaq, de 1,39%.

Destaques do pregão

Além de Petrobras, ficaram entre as maiores altas as ações da Gerdau (GGBR4), com alta de 4,12%, Qualicorp (QUALI3), de 3,84%, Vale (VALE3), de 3,10% e Metalúrgica Gerdau (GOAU4), de 3,02%.

Entre as quedas, a maior foi de Embraer, de 14,68%. A empresa divulgou seus resultados, lucro líquido de R$ 11,1 milhões no quarto trimestre do ano, que desagradaram o mercado.

Sobre o autor
Regina Pitoscia
Editora do Portal Mais Retorno.