Logo Mais Retorno
agenda-economica
Mercado Financeiro

Bolsa avança, em dia de IPCA-15 e com PEC da Transição no radar

Em dia de menor liquidez devido ao feriado nos Estados Unidos, mercado brasileiro opera no campo positivo

Data de publicação:24/11/2022 às 10:53 -
Atualizado 10 dias atrás
Compartilhe:

A Bolsa iniciou a manhã desta quinta-feira, 24, em alta de 1,06%, a 109.989 pontos, às 10h50. No mesmo horário, o dólar recua 0,82%, cotado a R$ 5,32. O dia no mercado brasileiro promete menor liquidez hoje, devido ao feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos, sem negociações nas bolsas por lá. No radar dos investidores, seguem as negociações em torno da PEC da Transição e a prévia da inflação, o IPCA-15, que saiu mais cedo.

Na Bolsa, papéis da Vale sobem 0,80%, enquanto ações do Bradesco avançam 1,04% às 10h27. A ata do banco central europeu e as notícias sobre o avanço do covid-19 na China também são pontos de atenção nesta quinta.

Bolsa
Bolsa opera em alta em dia de menor liquidez | Foto: Envato

Os juros futuros começam a sessão desta quinta-feira, 24, em forte queda puxados pelo dólar e pelo IPCA-15 levemente abaixo da mediana das estimativas. Além disso, o petróleo também cai em meio ao temor de que novos lockdowns na China prejudiquem mais a economia do país e ao redor do mundo.

Bolsas Internacionais

As bolsas asiáticas fecharam com ganhos em sua maioria nesta quinta-feira, 24, um dia após a ata da reunião monetária mais recente do Federal Reserve (Fed) mostrar que os dirigentes da entidade defendem uma desaceleração no aperto das condições financeiras em breve. A sinalização por um Fed mais brando supera preocupações acerca da pandemia de covid-19 na China, que registrou nesta quinta seu maior número histórico de novos casos em um dia, o que obrigou autoridades a recrudescerem restrições.

Na Europa, o mercado opera em alta, após a ata do banco central europeu reforçar o compromisso com o combate à inflação, mesmo com recessão superficial. / Com Agência Estado.

Leia mais:

Sobre o autor
Mari Galvão
Repórter de economia na Mais Retorno

Inscreva-se em nossa newsletter

,