Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Armadilhas do mercado: saiba como evitar Bull Trap e Bear Trap

Essas dinâmicas podem trazer sérios prejuízos financeiros aos investidores

Data de publicação:19/04/2022 às 00:30 -
Atualizado um mês atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

No mundo dos investimentos, as expressões Bull Trap e Bear Trap são usadas com muita frequência para determinar enganos e erros nas tendências que são previstas por investidores e analistas. Em inglês, “Trap” significa armadilha. Elas podem provocar grandes prejuízos.

O uso dos termos bear (urso) e bull (touro) no mercado de investimentos está associado à maneira que cada um desses animais trata suas vítimas. O urso dá um golpe na vítima em direção ao chão, com o intuito de derrubá-la, por isso o bear se remete à queda. Enquanto o touro ataca as presas usando os chifres, e jogando-as para cima. Por isso, o bull se refere à alta.

As expressões Bull Trap e Bear Trap são usadas com muita frequência para determinar enganos e erros nas tendências que são previstas por investidores e analistas - Foto: Reprodução

Definição de Bear Trap

O Bear Trap é um padrão que ocorre quando um índice ou ação sofre uma reversão temporária durante uma alta no mercado.

Numa tradução literal, Bear trap significa armadilha de urso. Isso acontece com uma queda no mercado provocando um efeito em manada. E por consequência, os investidores se sentem compelidos a vender seus ativos.

Para exemplificar melhor, quando um investidor opera em baixa, ele está no Bear market (mercado de urso). Dessa forma, ele pode tentar vender as ações, com o objetivo de fazer a aquisição deles após nova queda de preço.

Caso a queda dos preços não ocorra, mas depois de período de tempo é revertido, o movimento é chamado pelo mercado de bear treap. Pois ao analisar o contexto de mercado, os investidores podem interpretar os dados de uma forma, só que o mercado vai fazer exatamente o contrário.

Por isso que esse movimento é considerado uma armadilha, pois a reversão temporária de uma tendência do mercado que estaria em queda supostamente, pode gerar prejuízos financeiros incalculáveis, caso não seja identificada a tempo.

Tipos de Bear Trap

A Bear Trap pode acontecer de diversas formas, sendo que as mais comuns são:

  • Bear Trap de Volume – Ocorre quando o preço atinge um nível de volume ou rompe esse nível brevemente, voltando a subir depois.
  • Bear Trap de Suporte – Acontece da mesma maneira que o anterior, mas está baseado em suporte e não em volume.

Como identificar?

Há três formas de identificar a chegada da armadilha do urso. Quando os ativos começam uma reversão e chegam a novos mínimos ou máximos, o volume ou suporte começam a acelerar.

A partir daí, quando o mercado altera a direção e o volume ou suporte segue baixo, será um sinal de bear trap. Para identificar essa armadilha, os principais pontos são: níveis de suporte, análise de volume no momento dos movimentos dos preços e utilização de médias móveis.

O Bear trap é um evento provocado por traders maiores. Os investidores devem analisar os indicadores técnicos e agir com cautela.

Há investidores que se aproveitam de preços mais baixos e abrem posições compradas. Há outros investidores que apostam que a ação ainda vai cair mais e, operam vendidos.

Dependendo da proporção que se é dada de posições vendidas e compradas, o mercado continua em queda, o que se inicia uma tendência de baixa. Se ele voltar a subir, representa a bear trap, pois o ativo retoma os patamares antigos de valorização.

Se o investidor vendeu abaixo do suporte, ele acabou caindo na bear trap, pois essa tendência de baixa acabou sendo revertida, e tendo até prejuízos ou deixando de ganhar.

Definição de Bull Trap

Nos determinados períodos em que o mercado financeiro está com otimismo extremo são conhecidos como Bull Market. Basta lembrar que o ícone de Wall Street é uma estátua de um touro de ouro.

Durante esse período de Bull Market, ações de um determinado setor ou de forma geral são valorizadas acima do normal, indicando uma alta superior a 20%. Diante desse cenário tão favorável, mais investidores são atraídos para investir. Porém, a qualquer momento durante o Bull Market, pode acontecer uma Bull Trap, ou armadilha para touros.

Bull Trap é um termo utilizado quando traders e especuladores acreditam que o mercado tem possibilidade de entrar no Bull Market. No entanto, a tendência não se sustenta numa realidade futura, causando a armadilha do touro.

Essa dinâmica acaba pegando os investidores desprevenidos, pois a tendência de alta não é confirmada, ou seja, é alarme falso, e o mercado volta a cair.

Sinais mais comuns da Bull Trap

Identificar uma Bull Trap não é algo que se consiga fazer de forma segura. No entanto, há alguns indicadores, em que é possível assinalar que existe uma possível Bull Trap. Confira abaixo os quatro sinais mais comuns de uma Bull Trap:

  1. Quando um gráfico apresenta um intervalo do preço que sobe e desce no nível de resistência e de suporte.
  2. Quando o mercado testa o nível de resistência de forma constante, podendo indicar uma pressão de alta.
  3. Quando o ativo estiver em sobrecompra, pode existir a possibilidade de acontecer uma reversão de baixa um pouco depois do rompimento.
  4. Quando acontece um candle verde muito longo no final de uma alta num mercado que encontra-se em baixa, pode ser um indicador que quantidade de compradores é maior.

Os principais riscos quando ocorre a armadilha de touro são perdas elevadas, manutenção de ativos comprados que foram adquiridos de maneira ineficiente para evitar prejuízo e quem está investindo poderá ter uma errada percepção de um nível de resistência.

E possível evitar as armadilhas Bear Trap e Bull Trap?

Não há previsibilidade no mercado de investimento. Portanto é difícil tentar evitar cair nas armadilhas de Bear Trap e Bull Trap.

Mas é possível fazer análises de comportamento de preços e projeção de tendências, como níveis de suporte, de resistência e de volume dos gráficos.

Além disso, os investidores não podem ser refém das suas emoções, em especial a euforia. O ideal é acompanhar o histórico das ações e dos índices, pois não há fórmula mágica possível para antever os movimentos do mercado.

Aproveite e conheça mais sobre os animais no mercado financeiro. Entenda o significado de cada um deles, aqui.

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!