Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Mercado ao vivo: acompanhe a Bolsa e o dólar nesta terça-feira, 11

Acompanhe as movimentações do mercado neste pregão

Data de publicação:11/01/2022 às 11:43 -
Atualizado 4 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

A Bolsa de Valores abriu o pregão desta terça-feira, 11, em alta, após a divulgação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de dezembro. No último mês de 2021, o indicador, que reflete a inflação oficial do País, avançou 0,73%, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), levando a inflação do ano a 10,06%, maior patamar desde 2015.

Os números vieram acima da mediana das expectativas dos especialistas, que esperavam uma alta de 0,64% para o IPCA de dezembro e um acumulado em 12 meses de 9,96%. No entanto, em relação aos dados de novembro, quando o indicador avançou 0,95%, há uma sinalização de que a inflação está desacelerando, o que animou o mercado no início do pregão. Às 15h50, o Ibovespa subia de 1,41%, aos 103.381 pontos e o dólar recuava 1,44%, cotado a R$ 5,59.

bolsa de valores
Foto: Reprodução

Em análise, a equipe de Research do BTG Pactual Digital explica que o resultado foi influenciado "pelo recuo nos preços dos combustíveis e de energia elétrica, limitando o impacto dos avanços em passagens aéreas, alimentos e bebidas e cuidados pessoais".

Juros futuros

Os juros futuros operam majoritariamente em baixa nesta manhã, após a divulgação dos dados do IPCA no País. Com a inflação desacelerando, as expectativas são de que o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central não precise elevar tanto a Selic, taxa básica de juros, que hoje está em 9,25% ao ano.

Às 11h09, a maior baixa era registrada nos contratos de juros com vencimento para setembro de 2024, que recuavam 0,075%, a uma taxa de 11,64%.

Com a curva de juros em baixa, empresas ligadas ao consumo doméstico, como os setores de varejo e construção civil, estão se beneficiando neste pregão da Bolsa. Essas companhias têm boa parte de suas receitas atreladas ao cenário interno. Assim, com uma leve melhora nas perspectivas de inflação e juros, os papéis dessas empresas tendem a se valorizar.

Sobe e desce na Bolsa

Maiores altas do dia na Bolsa

EmpresaCódigoVariação
PetzPETZ3+5,00%
UsiminasUSIM5+4,42%
CSNCSNA3+3,50%
MéliuzCASH3+3,25%
BTG PactualBPAC1+3,05%
Fonte: B3 | Atualizado às 11h15

Maiores baixas do dia na Bolsa

EmpresaCódigoVariação
BRFBRFS3-3,53%
MinervaBEEF3-1,43%
MarfrigMRFG3-1,16%
B3B3SA3-0,98%
Pão de AçúcarPCAR3-0,88%
Fonte: B3 | Atualizado às 11h15

Cenário externo à espera de falas Powell

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Jerome Powell, tem audiência no Senado americano ao meio-dia e será submetido a uma sessão de perguntas, nas quais os investidores buscarão pistas valiosas sobre os próximos passos da política monetária americana.

"As nuances e os detalhes da fala do mandatário do Fed deverão ser de grande relevância, neste momento em que três aumentos das fed funds em 2022 têm se tornado um piso para o mercado".

Departamento de Economia da Renascença Corretora

Na véspera, Powell disse que a autoridade monetária irá usar suas ferramentas para apoiar a economia e um mercado de trabalho forte, e também para evitar que a inflação mais alta se consolide nos Estados Unidos. Com isso e à espera dos dados de inflação dos EUA, que serão conhecidos nesta quarta-feira, 12, os principais índices dos mercados internacionais operam com volatilidade e sem direção única.

Desempenho das bolsas americanas

Às 11h32, os principais índices americanos registravam as seguintes variações:

  • Dow Jones: baixa de 0,18%
  • S&P 500: baixa de 0,20%
  • Nasdaq 100: baixa de 0,50%

Desempenho das bolsas europeias

Às 11h30, os principais índices europeus registravam as seguintes variações:

  • Stoxx 600 (índice pan-europeu): alta de 0,69%
  • FTSE 100 (Inglaterra): alta de 0,42%
  • DAX (Alemanha): alta de 0,90%
  • CAC 40 (França): alta de 0,82%
  • FTSE MIB (Itália): alta de 0,60%
  • Ibex 35 (Espanha): alta de 0,41%
  • PSI 20 (Portugal): alta de 1,09%

Fechamento das bolsas asiáticas

  • Hang Seng (Hong Kong): baixa de 0,03%
  • Xangai Composto (China continental): baixa de 0,73%
  • Shenzhen Composto (China continental): baixa de 1,06%
  • Nikkei (Japão): baixa de 0,90%
  • Taiex (Tawian): alta de 0,27%
  • Kospi (Coréia do Sul): alta de 0,02%

Com Agência Estado

Sobre o autor
Bruna Miato
Repórter na Mais Retorno