Logo Mais Retorno
Fundos de Investimentos

Ace Capital: eleições entram em cena e vão influenciar o mercado financeiro

A corrida eleitoral vai dividir atenção com outros temas globais relevantes

Data de publicação:11/05/2022 às 00:30 -
Atualizado 7 dias atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

As eleições no Brasil até agora em segundo plano, começam a ganhar visibilidade – e importância - no mercado financeiro.

Principalmente com a rápida diminuição na distância que separa os dois candidatos considerados favoritos nessas eleições. O tema é um dos destaques da Carta do Gestor da ACE Capital aos investidores.

eleições
Proximidade das eleições em clima polarizado deve trazer impactos cada vez maiores sobre o mercado - Foto: Agência Brasil

A liderança folgada de Lula se estreita, apontam dados de pesquisa, e alguns institutos indicam até empate técnico entre o petista e o presidente Jair Bolsonaro, observa a Carta.

A aproximação de Bolsonaro do candidato ainda líder nas pesquisas atiça o interesse pelas propostas econômicas dos dois candidatos mais bem situados na corrida eleitoral.

No papel, são diametralmente opostas, salientam os analistas da ACE Capital. A de Bolsonaro, crível ou não, é de continuidade da atual política econômica.

A do petista, veiculada por meio de declarações públicas, acena com a intenção de pôr fim ao teto de gastos, a revogação da reforma trabalhista, entre outras mudanças, segundo a Carta.

O processo eleitoral deve passar a dividir atenção maior com outros temas relevantes globais, acreditam os analistas da ACE Capital.

E a perspectiva, avaliam, é de um cenário cada vez mais polarizado e ruidoso, à medida que o tempo for passando e as eleições se aproximando, com impactos cada vez maiores sobre o mercado financeiro.

Guerra e covid, novos capítulos

Os analistas acreditam, pela postura dos países direta ou indiretamente envolvidos na guerra da Ucrânia, em um conflito duradouro na Europa.

Além disso, com efeitos econômicos negativos, cristalizados em pressões altistas de preço, também por bastante tempo, principalmente das commodities.

A guerra no Leste da Europa não está sozinha no radar de preocupações econômicas globais. Ela divide as atenções do mercado com a covid-19, que volta a assombrar a China com novos bloqueios de mobilidade.

O governo chinês, que age com rigor de olho na “covid zero”, tende a compensar o efeito negativo sobre a demanda com uma política de estímulo, via gastos, em infraestrutura. Uma política que potencializa pressões adicionais sobre o mercado de commodities, aponta a Carta. 

Menos crescimento, mais inflação e juros mais altos

Uma combinação de eventos aponta para a intensificação dos choques de oferta e, por tabela, um cenário de menos crescimento, mais inflação e juros mais altos na economia global.

Para os autores da Carta, os bancos centrais não têm hesitado em dar uma resposta clara: alta mais rápida dos juros e sinalização de taxas de juro no fim do ciclo mais elevadas que a previsão inicial.

Os analistas da ACE Capital entendem, por esse conjunto de fortes probabilidades, que os mercados acionários enfrentarão um cenário bastante complexo e desafiador nos próximos trimestres. “As placas tectônicas começaram a se mexer.”

Situação no Brasil

A equipe de análise vê as mudanças de cenário recente do Brasil seguindo a toada de crescimento econômico e de inflação. A projeção de crescimento do PIB foi revisada pela casa de 1,0% para 1,5%.

Revisão para cima passou também a estimativa de inflação para este ano. Passou de 6,9%, da previsão anterior, para 8,1%, refletindo a contribuição de fatores inflacionários domésticos (alimentação, dólar, combustíveis) e internacionais (principalmente commodities).

Posicionamento em fundos

O ACE Capital FIC FIM, um fundo multimercado macro, acumulou rentabilidade de 3,08% em abril, que ampliou o ganho no ano para 7,63% e em 12 meses para 12,26%, informa a Carta.

Estratégia ancorada na aposta em alta dos juros internacionais e da inflação doméstica foi o ponto forte da gestão bem-sucedida em renda fixa em abril.

Os gestores do fundo reforçam em maio, na renda variável, a estratégia liquidamente vendida em ações no Brasil – aposta na queda das ações -, após reduzir também a posição vendida nos EUA.

“Nossas posições vendidas no mês passado se mostraram acertadas e trouxeram contribuição positiva de performance para o fundo”. Em abril, o Ibovespa reverteu o desempenho positivo sustentado desde o início do ano e teve a pior queda desde março de 2020.

Leia mais

Meme stocks foram a preferência do brasileiro no exterior em abril (maisretorno.com)
Sharding: o que é e qual a sua importância para a blockchain? (maisretorno.com)
[VÍDEO]: eleições no Brasil em 2022 - Como investir em ano eleitoral? (maisretorno.com)
Dólar deve oscilar entre R$ 5,25 e R$ 5,65 ao longo de 2022 (maisretorno.com)

Sobre o autor
Tom Morooka
Colaborador do Portal Mais Retorno.