Logo Mais Retorno

Siga nossas redes

  • Instagram Mais Retorno
  • Youtube Mais Retorno
  • Twitter Mais Retorno
  • Facebook Mais Retorno
  • Tiktok Mais Retorno
  • Linkedin Mais Retorno
fundos imobiliários
Fundos Imobiliários

10 fundos imobiliários que renderam mais que a Selic nos últimos 12 meses

Com dividend yield atrativos, alguns fundos imobiliários ofereceram dividendos maiores que a Selic nos últimos 12 meses; confira os nomes

Data de publicação:23/06/2023 às 08:00 -
Atualizado um ano atrás
Compartilhe:

Em mais uma reunião do Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central), houve a opção pela manutenção da taxa Selic em 13,75% a.a.. Com a decisão, já são mais de 10 meses com a taxa básica no patamar, desde agosto de 2022. 

No período dos últimos 12 meses, alguns fundos imobiliários apresentaram rendimentos superiores à Selic (com um acumulado em torno de 13,62%) e tem-se tornado alternativas atrativas, em especial quando (e se) os juros voltarem a cair.

fundos imobiliários
Dentre os segmentos, os fundos de papel têm se apresentado como melhores alternativas no atual cenário

Entre os melhores da lista, estão alguns dos fundos com melhor dividend yield de 2023 como o Cartesia Recebíveis Imobiliários (CACR11), com 17,16%, e o JPP Capital Recebíveis (JPPA11), com 17,36% de dividend yield.  

10 FIIs que superaram a Selic em dividend yield

A maioria dos FIIs é enquadrada no segmento de títulos e valores mobiliários, ou seja, fundos de papel. Apenas dois entre os 10 melhores colocados são classificados em outros segmentos, como desenvolvimento e híbrido. 

Os fundos que escapam à regra do bom momento dos fundos de papel são o TG Ativo Real (TGAR11), focado em desenvolvimento, e o Plural Recebíveis Imobiliários (PLCR11), que, apesar do nome, é classificado como fundo híbrido. Os fundos são, respectivamente, os 7º e 8º na lista dos melhores dividend yields dos últimos 12 meses, com 15,05% e 14,90%.

Comparação dos fundos CACR11 e OUJP11 com a rentabilidade do IFIX nos últimos 12 meses

Dentre os fundos com melhor dividend yield, alguns também apresentaram rendimentos que superaram em muito o IFIX, como o CACR11 e o Ourinvest JPP (OUJP11). Este último apresentou 15,67% de dividend yield e figura no 4º lugar da lista. 

Completam a lista dos 10 fundos que bateram a Selic em dividend yield o Riza Akin (RZAK11), fundo de papel que apresentou retorno total de 16,03%. Entre os dividendos do Riza, 3º lugar da lista, se somam 17,13% de DY em relação às cotas do fundo. 

Em 5º na lista figura o Vinci Credit Securities (VCRI11), fundo de papel, que rendeu, em dividendos, 15,67% nos últimos 12 meses. No retorno, o fundo apresentou valorização de 8,02%. 

Em seguida, o Valora RE (VGIR11) se destaca com 15,18% de dividend yield e 11,90 de retornos. O fundo costuma ser um dos preferidos de analistas e figura em diversas carteiras recomendadas de corretoras.  

Completam a lista o NC High Yield (NCHB11), com dividend yield de 14,88%, e o Atrio Reit Recebíveis (ARRI11), que apresentou dividendos de 14,66% do valor das cotas. 

Confira a lista completa dos 10 fundos que superam a Selic:

  1. JPP Capital Recebíveis (JPPA11)
  2. Cartesia Recebíveis Imobiliários (CACR11)
  3. Riza Akin (RZAK11)
  4. Ourinvest JPP (OUJP11)
  5. Vinci Credit Securities (VCRI11)
  6. Valora RE (VGIR11)
  7. TG Ativo Real (TGAR11)
  8. Plural Recebíveis Imobiliários (PLCR11)
  9. NC High Yield (NCHB11)
  10. Atrio Reit Recebíveis (ARRI11)

Leia mais

 

Sobre o autor
Camille Bocanegra
Repórter da Mais Retorno

® Mais Retorno. Todos os direitos reservados.

O portal maisretorno.com (o "Portal") é de propriedade da MR Educação & Tecnologia Ltda. (CNPJ/MF nº 28.373.825/0001-70) ("Mais Retorno"). As informações disponibilizadas na ferramenta de fundos da Mais Retorno não configuram um relatório de análise ou qualquer tipo de recomendação e foram obtidas a partir de fontes públicas como a CVM. Rentabilidade passada não representa garantia de resultados futuros e apesar do cuidado na coleta e manuseio das informações, elas não foram conferidas individualmente. As informações são enviadas pelos próprios gestores aos órgãos reguladores e podem haver divergências pontuais e atraso em determinadas atualizações. Alguns cálculos e bases de dados podem não ser perfeitamente aplicáveis a cenários reais, seja por simplificações, arredondamentos ou aproximações, seja por não aplicação de todas as variáveis envolvidas no investimento real como todos os custos, timming e disponibilidade do investimento em diferentes janelas temporais. A Mais Retorno, seus sócios, administradores, representantes legais e funcionários não garantem sua exatidão, atualização, precisão, adequação, integridade ou veracidade, tampouco se responsabilizam pela publicação acidental de dados incorretos.
É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos, ilustrações ou qualquer outro conteúdo deste site por qualquer meio sem a prévia autorização de seu autor/criador ou do administrador, conforme LEI Nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
® Mais Retorno / Todos os direitos reservados