Logo Mais Retorno
renda fixa
Fundos de Investimentos

Veja como a queda de 10% da Bolsa em abril afetou os fundos de ações campeões no ano

Entre os cinco mais rentáveis em 2022, quatro caíram mais que o Ibovespa no mês

Data de publicação:02/05/2022 às 00:30 -
Atualizado 5 meses atrás
Compartilhe:

Os fundos de ações que estavam com a melhor performance no ano afundaram junto com a Bolsa de Valores, a B3, em abril e caíram mais do que o Ibovespa. 

A exceção ficou com o BB Ações Cielo FI, que acrescentou mais 15,48% à sua rentabilidade em abril, ampliando para 56,54% o ganho acumulado no ano, até dia 28.

Fundos de ações
Fonte: Mais Retorno

Os outros quatro gigantes fundos de ações que defendiam as melhores posições no ano até março acumularam pesadas perdas até a última quinta-feira, 28. Os números do balanço são de levantamento exclusivo da base de dados da Mais Retorno, e foram obtidos com a ferramenta "Comparador de Ativos", veja aqui.

As quedas nesse pelotão de baixa em abril variaram entre 12,97% e 11,50%. Foi uma derrapagem maior que a do Ibovespa, que teve desvalorização de 10,10%, no mês.

Fundos de ações
Fonte: Mais Retorno

O maior tropeço

O Alaska Black FIC FIA II BDR Nível I liderou o grupo de fundos de ações com pior desempenho em abril, com desvalorização de 12,97%. O fundo já foi um dos destaques em vários períodos pesquisados pela Mais Retorno.

Em março, ocupou o segundo lugar entre os mais rentáveis no mês com 15,29%; em 2022 apresentava valorização acumulada de 35,43%.

Em 12 meses, houve uma redução ainda pior: de um retorno positivo de 25,82% o fundo passou a estampar um rendimento negativo de 6,00%.

O Alaska Black é um fundo de ações com estratégia long only que atua comprado em ações, apostando na valorização dos papeis, explica Caio Pinheiro, especialista da SVN Investimentos.

“É uma estratégia que estabelece maior correlação com o Ibovespa, sem proteção alguma para a carteira.”

Caio Pinheiro, especialista da SVN Investimentos, sobre o fundo Alaska Black

Essa correlação faz com que em geral “a carteira se valorize quando o Ibovespa sobe e se desvalorize quando o índice cai”. A menos, avalia, que parte dos ativos em carteira seja alocada em ações que não fazem parte do Ibovespa e tenham perspectiva de valorização.

O especialista afirma também que o fundo de ações sofre como a redução de cotistas e queda de patrimônio. “Desde o começo de abril até agora, mais de 2 mil cotistas deixaram o fundo”, calcula o especialista. Uma consequência, segundo ele, de uma perda de confiança do investidor no fundo no curto prazo devido ao risco x retorno do produto.

O analista Omar Abdalla, da Alaska Asset, afirma que a casa tem foco no longo prazo, sem fazer previsões de curto prazo para o mercado como um todo.

“Preferimos tomar decisões baseadas nos fundamentos de longo prazo dos ativos que avaliamos investimento”.

Omar Abdalla, analista da Alaska Asset

Itaú Index é impactado pela queda de commodities

Indexado integralmente ao Ibovespa e por alocar boa parte do portfólio em ações da Vale e da Petrobras, o fundo de ações Itaú Index Itaú Unibanco Ações FIC FI chegou a ser beneficiado, segundo Pinheiro, pela valorização recente das commodities, que dispararam com a guerra na Ucrânia. Um cenário que mudou recentemente e agora impacta o fundo.

O recuo do minério de ferro em abril, diante das incertezas com os efeitos da covid-19 na economia chinesa, impactou negativamente o desempenho da Vale e, por tabela, a performance do fundo, aponta.

A rentabilidade do Itaú Index recuou 11,53% até o dia 28 de abril e no ano, de 15,77%.  Até março, o fundo exibia um rendimento acumulado de 30,86%.

Itaú Unibanco Ações Holding sofre com saída de cotistas

Fundo monoação ativo, investe no mínimo 95% dos recursos da carteira em papeis do Itaú Unibanco Ações Holding FIC FI com estratégia de longo prazo. O restante está alocado em títulos com juros pós-fixados.

“Por investir o patrimônio quase que exclusivamente em ação de uma única empresa, do próprio banco, sem diversificação da carteira, seu nível de risco é considerado alto”, destaca Pinheiro, da SVN. Um fundo para investidores com perfil mais agressivo e foco no longo prazo.

O especialista afirma que a constatação da possibilidade de investir diretamente em ações do Itaú Unibanco (ITUB4), sem pagar a taxa de administração de 3% cobrada pelo fundo mono, levou clientes a pedir resgates. Com diminuição de cotistas e queda de patrimônio.

O fundo recuou 11,50% em abril, o que achatou o rendimento acumulado no ano, de 31,04%, até março, para 15,97%, também até o dia 28.

Redução de patrimônio também no Itaú Ações

É outro fundo monoação impactado pela saída de cotistas, entende Pinheiro. O Itaú Unibanco Ações FIC FI aplica 95% do capital da carteira em ações do Itaú Unibanco, “o que faz com que seu nível de risco seja visto como elevado.” 

Essa percepção somada ao custo representado pela taxa de administração, de 3% ao ano, tem levado os cotistas a pedir resgate no fundo para a compra direta de ações do Itaú (ITUB4).

O fundo recua 11,68% em abril, o que reduz a rentabilidade acumulada no ano, de 30,20% até março, para 15,00%.

BB Ações Cielo, um destaque positivo

Enfrentando a maré de baixa da Bolsa de Valores e na contramão de fundos de ações e seus principais competidores no mercado, o BB Ações Cielo FI chegou ao fim de março acumulando uma rentabilidade de 35,56% no trimestre. E acrescentou mais 15,48% até 28 de abril, esticando o rendimento para 56,54%.

Mais um fundo mono ativo, o BB Ações Cielo FI é um fundo que investe aproximadamente 90% de seu patrimônio em ativos de uma única empresa, a Cielo.

“Essa robusta valorização de ativos da Cielo, que turbina o desempenho do fundo, reflete o ótimo resultado do quarto trimestre de 2021”, avalia o especialista da SVN.

Outro fator que impactou positivamente as ações da Cielo, segundo Pinheiro, foi a venda da Merchant E-Solutions, por US$ 290 milhões, “o que fez disparar as ações da empresa”.

Embora a performance do BB Ações Cielo FI seja positiva, o especialista alerta para o risco que ronda os fundos monoação que concentra o portfólio em ações de uma única empresa, sem diversificação de carteira.

Leia mais:

Fundos de ações campeões caem mais que Ibovespa em abril (maisretorno.com)
Ranking dos investimentos em abril: dólar lidera e bitcoin é lanterna (maisretorno.com)
Fundo de criptoativos da Fox terá como foco segmento de NFTs (maisretorno.com)
Febraban critica aumento de imposto para compensar Refis do Simples (maisretorno.com)

Sobre o autor
Tom Morooka
Colaborador do Portal Mais Retorno.

Inscreva-se em nossa newsletter