Logo Mais Retorno
Fundos de Investimentos

Fundo de criptoativos da Fox terá como foco o mercado de NFTs

Os NFTs são representações digitais de qualquer outro produto como um imóvel, obra de arte, etc

Data de publicação:02/05/2022 às 00:30 -
Atualizado 5 meses atrás
Compartilhe:

Que o mercado de criptoativos vem em franco crescimento, isso já não é nenhuma grande novidade dentro do noticiário financeiro. Mas e se você soubesse que uma empresa de mídia resolveu lançar um fundo de investimentos dentro do segmento de ativos digitais?

Pois isso não é apenas um boato, mas um fato consumado. A tradicional Fox, que está presente no Brasil com diversos canais da TV fechada, lançou o seu próprio fundo de criptoativos, que vai ter como foco o mercado de NFTs.

Fundo de criptoativos da Fox

Fundo de criptoativos da Fox terá como foco os NFTs - Foto: Reprodução

O fundo criativo de criptoativos da Fox

A Fox é uma empresa gigantesca do setor de mídia, especialmente dentro do mercado americano. No período recente, entretanto, é inegável o crescimento da força do ambiente digital, algo que acaba por afetar o desempenho e a audiência do entretenimento tradicional — em especial para programas de televisão.

Dessa forma, a companhia passou a se adaptar para uma nova realidade que foge um pouco do que sempre fez tão bem. Um primeiro passo foi o lançamento do Fox+, o seu serviço de streaming.

O projeto tenta competir com outros pacotes de filmes e séries online como Netflix, Amazon Prime, Disney Plus, entre outros.

No entanto, a diversificação das fontes de receita não parou por aí. Em 2021, afinal, a Fox anunciou o lançamento de um fundo para o mercado de criptoativos. A gestão será realizada pela Blockchain Creative Labs, uma empresa subsidiária da própria Fox para os seus projetos de ativos digitais.

O fundo, que terá foco em negócios de entretenimento, em especial com o recurso de NFT (conceito que vamos explicar no próximo tópico), terá uma captação de 100 milhões de dólares — aproximadamente 500 milhões de reais.

O que é NFT?

Conforme adiantamos na explicação da proposta desse novo fundo da Fox, o grande objetivo da companhia está em captar o potencial dos criptoativos.

Apesar de ter como foco o mercado de criptoativos, o produto principal desse projeto serão os NFTs, uma sigla para Non Fungible Tokens (tokens não fungíveis, em português).

Vale explicar que, ao contrário do que muitas pessoas imaginam, os criptoativos não se restringem apenas às moedas digitais (como Bitcoin ou Ethereum, por exemplo).

Há uma boa variação de ativos entre os quais estão, inclusive, os tokens: as representações digitais de itens da vida real.

O NFT é, portanto, uma representação digital que pode ser de um imóvel, uma obra de arte ou qualquer outro tipo de produto. E há uma propriedade bem importante: são ativos únicos e não replicáveis. Ou seja, há uma oferta de exclusividade para quem investir em uma NFT da Fox.

Quais são os objetivos da Fox com seu fundo de criptoativos?

Diante do contexto de crescimento dos ativos digitais, a criação de um fundo voltado para NFTs faz todo sentido para uma gigante do mercado de entretenimento, como é a Fox.

Com esse novo projeto, afinal, a empresa pode apoiar os seus criadores de conteúdo ou mesmo aumentar a visibilidade de parceiros comerciais.

Outro ponto que fortalece a estratégia está no próprio mercado de criptoativos. Há um forte crescimento dos ativos digitais, com um potencial gigante que ainda não foi explorado.

Assim, com uma oscilação negativa nas transações em 2021, a Fox identificou uma janela de oportunidade que pode ser bem rentável no longo prazo.

Entretanto, o grande objetivo do fundo de criptoativos da Fox está na conexão com os seus clientes e fãs. Isso pode ser feito, como vimos, na representação digital das marcas que compõem o portfólio da empresa.

É o caso, por exemplo, da venda de diversos itens digitalizados aos seus fãs, algo que gera, de forma simultânea, tanto uma nova fonte de receitas para a Fox, como a possibilidade de aproximação com os fãs dos seus programas, artistas, shows, ilustrações ou vídeos. Todos esses artigos, afinal, podem ser convertidos em ativos digitais via NFTs.

Há também como aproveitar esse mercado de criptoativos para oferecer vivências e experiências exclusivas aos proprietários dos NFTs.

Podem ser visitas, votação em programas, entre outras ações que devem ser desenvolvidas ao longo do tempo pela companhia.

Outras ações da Fox com o mercado de ativos digitais

A criação de um fundo voltado para NFTs por parte da Fox marca apenas um dos primeiros passos da empresa na exploração do mercado financeiro digital. E há mais ações encaminhadas para esse objetivo.

É o caso do lançamento de uma nova série de televisão nomeada de Krapopolis. O enredo da animação se passa na Grécia Antiga e ilustra a imperfeição de uma vida compartilhada por humanos, deuses e monstros.

O desenvolvimento é uma parceria entre a Fox e Dan Harmon, que é um dos criadores do sucesso Rick & Morty.

Mas o que isso tem a ver com o mercado de criptoativos? Tudo! Isso porque o conteúdo da série será comercializado e distribuído de forma digital, utilizando a sua subsidiária Blockchain Creative Labs.

Vale destacar ainda que a Fox sempre esteve de olho nos mercados digitais em suas produções. Os Simpsons, série famosa por "previsões" sobre o futuro, já teve menções às criptomoedas em episódios especiais.

Eu posso investir em criptoativos no Brasil?

Se assim como a Fox, você também é um entusiasta dos ativos digitais, saiba que já existem produtos estruturados para que a gente possa investir em criptomoedas, tokens ou finanças descentralizadas (DeFi).

A maior parte das oportunidades estão em fundos de investimentos (que costumam calibrar a sua exposição ao mercado de criptoativos para o investidor de varejo) ou nos ETFs (fundos negociados em Bolsa), que replicam índices do setor. Temos um guia completo sobre as criptomoedas que explica melhor essa dinâmica.

No entanto, antes de realizar qualquer aporte, é extremamente importante que você possa estudar sobre essa classe de ativos.

As moedas digitais e os tokens, afinal, pertencem ao universo da renda variável. Isso significa que o seu patrimônio pode apresentar fortes oscilações — e nem sempre elas serão positivas.

*Este artigo não expressa necessariamente a opinião do Portal Mais Retorno.

Leia mais

Fundos de ações campeões caem mais que Ibovespa em abril (maisretorno.com)
Ranking dos investimentos em abril: dólar lidera e bitcoin é lanterna (maisretorno.com)
Febraban critica aumento de imposto para compensar Refis do Simples (maisretorno.com)

Sobre o autor
Stéfano Bozza
Formado em Administração pela PUC-SP. Trabalhou em empresas do segmento financeiro (Itaú BBA) e varejo (BRMALLS) até 2016, quando iniciou a jornada de produção de conteúdo para a internet com foco em finanças.

Inscreva-se em nossa newsletter