Logo Mais Retorno
krafton
Outros

Ativos tradicionais se mantêm estáveis enquanto valor de criptomoedas cai

Ativos convencionais do mercado financeiro se mantiveram estáveis ao longo da última semana, de acordo com o índice de ações globais da MSCI Inc, enquanto o…

Data de publicação:26/05/2021 às 05:00 -
Atualizado um ano atrás
Compartilhe:

Ativos convencionais do mercado financeiro se mantiveram estáveis ao longo da última semana, de acordo com o índice de ações globais da MSCI Inc, enquanto o Bloomberg Galaxy Crypto Index, que mede o desempenho de moedas digitais, recuou 40%.

A diferença dos resultados indica que o potencial de retorno sobre capital investido de carteiras com alta exposição às criptomoedas é limitado, avalia o CEO da Saxo Markets APAC, Adam Reynolds. “Não acho que isso deva fazer parte do portfólio de alguém a ponto de esses tipos de movimentos serem prejudiciais às próprias finanças de alguém.”

Coinbase lidera o ranking de ações mais procuradas pelos brasileiros no exterior
Depois de atingir US$ 2,6 trilhões em valor de mercado, criptomoedas desvalorizam US$ 1 trilhão Foto: Envato

O valor de mercado das criptomoedas perdeu US$ 1 trilhão em maio depois de atingir pico de US$ 2,6 trilhões, uma desvalorização acentuada preocupa analistas do mercado, que temem possíveis efeitos colaterais dos sentimentos de perda.

Um relatório da blockchain Chainalysis estima que mais da metade dos US$ 410 bilhões gastos na aquisição de Bitcoin corresponde a compras efetuadas nos últimos 12 meses. Cerca de US$ 110 bilhões deste montante foram alocados na compra do ativo ao custo médio de US$ 36 mil. Logo, a maioria dos investimentos não deve garantir lucro aos investidores.

Para o diretor-gerente de macro estratégia global da Medley Global Advisors LLC em Nova York, Ben Emons, o Bitcoin está “firmando seu controle sobre os mercados por meio de volatilidade, liquidez e correlação”. Ele acrescentou que o potencial de “contágio financeiro caso o Bitcoin caia bem abaixo de US$ 20 mil não pode ser descartado”.

Segundo relatório elaborado pelo estrategista-chefe global da BCA Research Inc., Peter Berezin, a derrocada do mercado criptográfico poderia prejudicar outros ativos especulativos, como ações de tecnologia no curto prazo.  Mais adiante, “o menor interesse do investidor em criptomoedas beneficiará o mercado de ações, já que a atenção do investidor se voltará para as ações”, disse ele.

Enquanto uma narrativa de crescente interesse popular acompanhou o boom anterior do Bitcoin e de alguns outros tokens, o último pico de volatilidade e queda de preços enfatizam os riscos para carteiras mais amplas de ficarem muito expostas.

“Grandes perdas, combinadas com a alta volatilidade do Bitcoin, eventualmente compensaram os benefícios de tê-los em uma carteira com alocações mais altas”, disse o estrategista de múltiplos ativos do Goldman Sachs Group Inc. Christian Mueller-Glissmann em um relatório na sexta-feira, 21.

Uma alocação de 5% de Bitcoin em uma carteira de 60-40 impulsionou cerca de 20% de sua volatilidade, em comparação com 2% dos títulos de 10 anos dos EUA, provavelmente exposição a risco excessivo para investidores institucionais, disse ele.

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter