Empresa

A Qualicorp reportou lucro líquido de R$ 67,6 milhões no quarto trimestre, alta de 12,4% ante os R$ 60,1 milhões registrados no mesmo período de 2019. No ano de 2020, a empresa apresentou lucro líquido de R$ 392,1 milhões, com acréscimo de 5,3% ante 2019.

Em comentários da direção que acompanham o balanço, a empresa reforça que a melhora na performance no comparativo entre mesmos trimestres se deve à redução de despesas não-recorrentes e melhora no resultado financeiro, ajudado ainda por menores amortizações.

Qualicorp fecha 4T20 com lucro líquido 12,4% maior do que o registrado no mesmo período de 2019 - Foto: Divulgação

 "Olhando para os próximos trimestres, acreditamos no potencial de geração de valor da companhia a partir do crescimento do portfólio de vidas, sem variações relevantes em suas margens operacionais, de modo que as eficiências que vem sendo obtidas na operação sejam revertidas na aceleração dos projetos de crescimento", afirma a administração em nota que acompanha os resultados.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado atingiu R$ 190,3 milhões no último trimestre do ano passado, com queda de 16,8% em comparação aos R$ 228,8 milhões do mesmo período do ano passado.

A margem Ebitda caiu de 44,0% no ano passado para 36,9% neste trimestre. Em 2020, o Ebitda ajustado somou R$ 938,9 milhões, queda de 2,6% frente a 2019.

Receita e dívida

A receita líquida da empresa diminuiu 0,8% no comparativo entre mesmos trimestres e chegou a R$ 515,1 milhões neste ano. Frente ao terceiro trimestre foi apurada queda de 1,8%.

No ano acumulado do ano, a receita somou R$ 2,025 bilhões, alta de 1,2% ante 2019. As despesas administrativas diminuíram 31,2% nos últimos três meses do ano passado, de R$ 162,5 milhões para R$ 111,9 milhões.

A dívida líquida da companhia em relação ao Ebitda passou de 0,45 vez no final de setembro para 0,78 vez neste trimestre. Ao final de 2019, essa relação estava em 0,93 vez.

O montante da dívida no período caiu 18,3% ante igual período do ano anterior, de R$ 893,9 milhões para R$ 729,8 milhões, como consequência da forte geração de caixa e da não distribuição de dividendos no trimestre. No terceiro trimestre de 2020, porém, a dívida líquida somava R$ 388,2 milhões.

Entre os destaques do período, a empresa cita o aumento de 4,3% no portfólio de adesão total, e acréscimo de 9,1% no segmento Médico-Hospitalar em relação ao terceiro trimestre, com adição líquida de 99,3 mil vidas no quarto trimestre e queda de 20% na taxa de cancelamentos (churn) ante igual período do ano anterior e de 30% em 2020. / com Agência Estado

Imagem do autor

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Visualizar Comentários

Empresa
Empresa
Empresa
Empresa
Veja mais Ver mais