Logo Mais Retorno
Economia

PCE americano recua 0,1% em julho ante junho e atinge 6,3% na comparação anual

Já o núcleo do indicador, que exclui itens voláteis como alimentos e energia, teve alta de 0,1% no período

Data de publicação:26/08/2022 às 10:55 -
Atualizado 3 meses atrás
Compartilhe:

O índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) dos EUA recuou 0,1% em julho ante junho, com alta de 6,3% na comparação anual, segundo dados divulgados pelo Departamento do Comércio do país nesta sexta-feira, 26.

Já o núcleo do PCE, que exclui itens voláteis como alimentos e energia, teve alta de 0,1% em julho ante junho, quando analistas previam ganho de 0,2%. Na comparação anual, o PCE subiu 4,6% em julho, ante expectativa de alta de 4,7% dos analistas.

PCE
PCE dos Estados Unidos recua 0,1% em julho, segundo o Departamento do Comércio do país - Foto: Envato

O Departamento do Comércio dos Estados Unidos informou ainda que os gastos com consumo no país cresceram 0,1% em julho ante junho. Analistas ouvidos pelo The Wall Street Journal previam alta maior, de 0,5%.

Vale lembrar que o PCE é o indicador favorito do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) para balizar as suas decisões sobre a política monetária dos Estados Unidos.

A renda pessoal, por sua vez, teve avanço de 0,2% na mesma comparação, quando a expectativa era de crescimento de 0,6%.

O Departamento do Comércio reportou que os gastos com consumo de junho foram revisados, de alta mensal de 1,1% antes informada para um avanço de 1,0%. A alta na renda pessoal foi revisada na mesma comparação, de 0,6% a 0,7%.

O que pensa o mercado?

De acordo com Étore Sanchez, economista chefe da Ativa Investimentos, a deflação do PCE surpreendeu "marginalmente" para baixo.

"Os núcleos acompanharam a surpresa marginalmente benigna do headline, denotando que, além do próprio alívio das commodities, a dinâmica dos preços está melhor".

Para o economista, os dados do PCE aliviaram a pressão mais forte sobre o Federal Reserve (Fed, o banco central americano), "mas ainda não tira o foco das expectativas de inflação, que seguem pressionadas".

"Mantemos o call de uma elevação de 0,50 ponto porcentual na próxima reunião, com taxa de juros terminal no intervalo entre 3,75% e 4,00%", projeta Sanchez. / com Agência Estado

Leia mais

Fundos multimercado: conheça os 5 melhores e os 5 piores em 2022 (maisretorno.com)
Simpósio de Jackson Hole: entenda porque a edição de 2022 é importante (maisretorno.com)
Desaceleração da economia da China pode beneficiar o aço no Brasil (maisretorno.com)
PIB dos Estados Unidos recua 0,6% no 2° tri; vale a pena investir no país? (maisretorno.com)

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter

,