Logo Mais Retorno
Economia

Payroll de julho: Estados Unidos criam 528 novos empregos no período

Resultado veio duas vezes maior do que o projetado pelo mercado, o que aponta que a economia do país segue aquecida

Data de publicação:05/08/2022 às 12:32 -
Atualizado 6 dias atrás
Compartilhe:

Os Estados Unidos criaram 528 mil novos empregos em julho, segundo dados divulgados no payroll, relatório de vagas de trabalho que incluem posições no setor público e privado, pelo Departamento do Trabalho do país.

O resultado superou as estimativas dos analistas, que apostavam em uma mediana de 250 mil novas posições, em um intervalo de 75 mil a 300 mil vagas.

payroll
Payroll de julho veio duas vezes mais alto do que a estimativa do mercado - Foto: Wirestock

Já a taxa de desemprego dos EUA recuou para 3,5% em julho, ante 3,6% em junho, voltando ao nível de fevereiro de 2020, antes da pandemia de covid-19. Neste caso, a previsão era de que a taxa permaneceria em 3,6%.

Além disso, o Departamento do Trabalho revisou para cima os números de criação de postos de trabalho de junho, de 372 mil para 398 mil, e de maio, de 384 mil para 386 mil.

Em julho, o salário médio por hora teve alta de 0,47% em relação a junho, ou US$ 0,15, a US$ 32,27, superando a previsão de alta de 0,30%. Na comparação anual, houve ajuste salarial de 5,22% no último mês, também acima da projeção de 4,90%.

Reação do mercado com o payroll

O estrategista-chefe da Avenue Securities, William Castro Alves, avalia que o resultado “é negativo para equities e bonds num primeiro momento, com reforço das apostas de que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) deverá manter uma política monetária mais firme”.

Fabio Fares, especialista em macroeconomia da Quantzed, aponta que o resultado do payroll de julho “mostra que o mercado está extremamente aquecido”.

Além disso, segundo ele, mostra que o Fed “ganhou razão” no mercado, pois temia o aumento de juros pelo risco de recessão.

“Mas o fato é que o Fed afirmou que a preocupação é com a inflação, que ainda segue forte por conta do mercado de trabalho aquecido. E o payroll de hoje confirmou isso”.

Fabio Fares, da Quantzed

Com esse número, as atenções se voltam para a divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês), que acontecerá na próxima quarta-feira, 10.

“Até lá o mercado vai se ajustar. Com o payroll, acredito que a possibilidade de aumento da taxa de juros em 0,75 ponto porcentual na próxima reunião do Fed ganha força, ainda que o mercado até então precificava uma próxima alta de 0,50 ponto porcentual”.

Étore Sanchez, economista-chefe da Ativa Investimentos, afirma que a casa “mantém assim o call de que a autoridade irá subir o juro até o intervalo de 3,75% e 4,00% atingidos no início do ano que vem”. / com Agência Estado

Leia mais

No Dia Mundial da Cerveja, acionistas do setor reavaliam o brinde (maisretorno.com)
Kinea: recessão econômica global está próxima e é inevitável (maisretorno.com)
Bolsa sobe em dia de payroll impulsionada pelas commodities (maisretorno.com)
Hashdex Nasdaq: como funciona o fundo passivo de criptoativos da gestora carioca (maisretorno.com)

Sobre o autor
Julia Zillig
Repórter do Portal Mais Retorno.