Logo Mais Retorno
bolsa
Mercado Financeiro

Mercado ao vivo: acompanhe as movimentações da Bolsa e do dólar nesta sexta-feira, 15 de julho

Bolsa inverte sinal e opera em alta com exterior positivo; dólar recua

Data de publicação:15/07/2022 às 11:12 -
Atualizado 3 meses atrás
Compartilhe:

Depois de operar em baixa durante as primeiras horas da manhã, a Bolsa de Valores inverteu o sinal e passou a subir, acompanhando o movimento de recuperação no exterior. Às 12h10, o Ibovespa registrava alta de 0,55%, aos 96.646 pontos, puxada pela valorização das ações do setor financeiro e a Petrobras, empresas com peso importante na composição do índice.

No mesmo período, os papéis do Itaú Unibanco e do Bradesco subiam 1,72% e 0,98%, respectivamente, enquanto a petroleira avançava 1,02%. Já o dólar, depois de reportar alta no começo do pregão, passou a cair e nesse horário, tinha queda de 0,94%, cotado a R$ 5,38.

bolsa
Sede da B3, a Bolsa de Valores brasileira | Foto: B3/Divulgação

A alta da Bolsa só não é tão acentuada quanto no exterior por conta do elevado risco fiscal brasileiro. Após a promulgação da PEC Kamikaze, que prevê gastos de mais de R$ 41 bilhões com uma série de auxílios sociais às vésperas das eleições, o mercado se mostra cauteloso com os ativos do País, na esteira de uma percepção de que o próximo governo pode não conseguir lidar com todas as despesas fora do teto de gastos.

O dia na Bolsa

Maiores altas da Bolsa

EmpresaCódigoVariação
MéliuzCASH3+5,41%
BB SeguridadeBBSE3+3,22%
GerdauGGBR4+2,84%
YduqsYDUQ3+2,12%
ItaúsaITSA4+1,98%
Fonte: B3 | Dados atualizados às 12h10

Maiores baixas da Bolsa

EmpresaCódigoVariação
BRFBRFS3-3,69%
MinervaBEEF3-3,31%
CVCCVCB3-2,93%
QualicorpQUAL3-2,96%
Magazine LuizaMGLU3-2,06%
Fonte: B3 | Dados atualizados às 12h10

Mercados internacionais

Os mercados globais ensaiam uma recuperação nesta sexta-feira, após uma sequência de pregões negativos puxados pela inflação americana acima das expectativas dos especialistas. Os números elevaram as preocupações de que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) possa promover mais aumento às taxas de juros do país, levando a maior economia do mundo a um período de recessão econômica.

Na Ásia, as bolsas fecharam sem direção única, após a China publicar dados de crescimento trimestrais piores do que o esperado. No segundo trimestre, período em que o país enfrentou novos surtos de covid-19, seu Produto Interno Bruto (PIB) teve expansão anual de 0,4%, bem abaixo do avanço de 0,9% previsto por analistas. Em relação aos três meses anteriores, a segunda maior economia do mundo sofreu contração de 2,6% entre abril e junho.

Apenas em junho, a produção industrial chinesa subiu 3,9% na comparação anual, menos do que se estimava. Por outro lado, as vendas no varejo mostraram um inesperado aumento de 3,1% no mesmo período.

Foi a Bolsa de Hong Kong, no entanto, que liderou as perdas hoje. A ação do Alibaba listada em Hong Kong sofreu tombo de 5,98%, após o gigante varejista online chinês se tornar alvo de uma investigação em Xangai sobre o roubo de um amplo banco de dados policial. Outros mercados da Ásia tiveram ganhos moderados nesta sexta.

Desempenho das bolsas americanas

  • Dow Jones: alta de 2,06%
  • S&P 500: alta de 1,74%
  • Nasdaq 100: alta de 1,55%

Dados atualizados às 12h10

Desempenho das bolsas europeias

  • Stoxx 600 (Europa): alta de 1,61%
  • FTSE 100 (Inglaterra): alta de 1,57%
  • DAX (Alemanha): alta de 2,49%
  • CAC 40 (França): alta de 1,71%

Dados atualizados às 12h10

Fechamento das bolsas asiáticas

  • Xangai Composto (China): baixa de 1,64%
  • Shenzhen Composto (China): baixa de 1,49%
  • Hang Seng (Hong Kong): baixa de 2,19%
  • Nikkei (Japão): alta de 0,54%
  • Kospi (Coréia do Sul): alta de 0,37%
  • Taiex (Taiwan): alta de 0,78%

Com Agência Estado

Leia mais

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter